10 sinais de que seu corpo está com falta de vitamina D

Vitamina D é uma vitamina extremamente importante, que tem efeitos poderosos sobre diversos sistemas em todo o corpo. Uma deficiência neste nutriente foi vinculada a muitas condições graves, como doenças cardíacas, doença autoimune, hipertensão, diabetes, e enfermidades ósseas e articulares.

É fácil ignorar a deficiência de vitamina D, pois alguns dos sintomas podem ser atribuídos a outras condições. Mas, quais são as chances de que você seja deficiente de vitamina D? Seguem alguns possíveis sinais.

1. Você sofre regularmente de dores musculares e articulares

Os sintomas de deficiência de vitamina D são sutis no início. Alguns dos primeiros sinais são dores musculares e fraqueza articular, que você pode facilmente achar que são devido à sua rotina diária árdua ou devido aos efeitos do envelhecimento.

Você pode ser capaz de tolerar os desconfortos das dores musculares e fraqueza articular simplesmente diminuindo suas atividades físicas. Contudo, se você está com deficiência de vitamina D, este problema vai continuar aparecendo. Além disso, pode piorar ao longo do tempo.

2. Você sofre de dores crônicas

Dor crônica abrange uma condição ampla. Além de dor muscular e articular, você também pode sofrer regularmente de enxaqueca, dor na coluna, ou outros desconfortos no corpo.

É tecnicamente considerada uma dor crônica se você tem a condição por mais de três meses.

3. Você sente-se cansado o tempo todo

Você já teve um daqueles dias em que se sente muito cansado mesmo quando teve uma boa noite de sono? É possível que você tenha baixos níveis sanguíneos de vitamina D, e seu corpo ainda se sinta fatigado.

Seu corpo precisa de vitamina D para criar energia. Se você não tem uma quantidade suficiente deste nutriente, irá facilmente sentir esta exaustão.

4. Você frequentemente fica resfriado e com tosse

Crianças com falta de vitamina D correm o risco de infecções respiratórias, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. Mas, o mesmo risco também se aplica a adultos com deficiência de vitamina D, especialmente se eles já sofreram de asma antes.

5. Sua cabeça transpira

Transpiração excessiva na cabeça ainda está intimamente ligada a uma falta de vitamina D. Embora seja comumente inofensivo e essencialmente apenas um incômodo, pois você precisará enxugar a cabeça com frequência, esta condição também pode indicar condições médicas como diabetes, problemas na tireoide e infecção. Contudo, o que estas doenças têm em comum é que elas também estão ligadas à uma falta desta vitamina.

6. Você sente-se deprimido

O sol é frequentemente representado como algo positivo nas caricaturas, e a ciência pode responder o porquê. De acordo com o Conselho de Vitamina D, a falta de luz solar pode realmente arruinar o humor. Quando você é deficiente deste nutriente, seu cérebro processa menos serotonina, e isto pode afetar seus pensamentos positivos, emoções e estado de espírito.

7. Você tem hipertensão

Se você é hipertensivo, corre o risco de doenças cardiovasculares, ataque cardíaco e derrame. Portanto, não menospreze a falta de vitamina D no seu sistema.

Especialistas ainda estão tentando estudar os efeitos e a patologia da vitamina D e pressão arterial. Uma possível explicação aponta para o teor de cálcio desta vitamina específica, o qual é um nutriente importante para os processos metabólicos e celulares do corpo.

8. Você está sofrendo de queda de cabelo

Queda de cabelo é bastante comum em pessoas que sofrem de estresse. Mas, se a queda do seu cabelo parece anormalmente excessiva, você pode ser deficiente de vitamina D.

A vitamina D alimenta e estimula os folículos capilares. Se você não tem uma quantidade suficiente desta vitamina, isto poderia impedir o crescimento do seu cabelo.

9. Ossos fracos

Você sabia que seus ossos param de crescer quando você tem trinta e poucos anos? Você alcançará o pico da saúde de seus ossos neste estágio, mas a reconstituição de seus tecidos ósseos ainda continua conforme você envelhece.

Porém, se você não tem vitamina D o suficiente, os tecidos ósseos também não obterão uma nutrição apropriada.

É assim que você desenvolve ossos mais macios, que aumenta seu risco de fratura e de outros problemas ósseas como osteoporose.

10. Suas feridas não cicatrizam rapidamente

Você tem uma ferida que parece cicatrizar mais devagar do que o normal? Este pode ser outro sinal de baixos níveis de vitamina D. Especialistas do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba estudaram os efeitos da deficiência de vitamina D em pacientes com úlceras nas pernas.

Pitacos: Ser deficiente de vitamina D é bastante comum. Mesmo assim, é melhor prestar atenção aos sinais, pois sua saúde geral e bem-estar estão ligados a ela. É muito fácil tratar esta condição, mas também é importante conversar com seu médico para obter mais informação, orientação e conselho.

Para muitas pessoas, aumentar a dose dos suplementos de vitamina D, mudar a dieta incorporando mais alimentos ricos nesta vitamina, e passar mais tempo ao ar livre pode ser um divisor de águas, especialmente se sofrem de doenças autoimunes.

Anúncios
Publicado em Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , | 6 Comentários

Confira os produtos de beleza que não podem faltar nesse verão

Confira as dicas de produtos de verão que são essenciais para você curtir a estação.

Sol e calor combinam com diversão, não é mesmo? Mas não é só com alegria que a estação mais quente do ano tem tudo a ver. Ela também dá um match perfeito com a rotina de cuidado com o corpo. Por isso, alguns produtos para o verão são essenciais no nécessaire de quem quer curtir o clima. Não sabe quais são esses itens? A gente te dá aquela forcinha e te ajuda a escolher os produtos certos!  

Fragrâncias que combinam com o verão! 

Não tem como sair de casa sem passar aquela fragrância especial, não é mesmo? Elas complementam o look e proporcionam aquela perfumação agradável ao longo do dia. Para os dias mais quentes, as fragrâncias suaves e frescas são uma boa pedida por deixarem aquele toque de frescor no ar. 

Produtos para cuidar do cabelo no verão 

A exposição ao sol e aos raios ultravioletas podem queimar o cabelo e deixá-lo mais seco, estimulando o aparecimento dos temidos frizz. Além disso, se você for curtir uma praia ou piscina, o sal e o cloro também trazem danos aos fios. Para cuidar dos cabelos no verão, você pode apostar em produtos que fortalecem e protegem os fios. 

E lembre-se de sempre lavar o cabelo após a piscina ou mar. 

Não se esqueça do Protetor Solar 

Não tem como falar de verão sem falar de protetor solar, não é mesmo? Ele é o nosso companheiro inseparável e garante o cuidado e a proteção que a pele precisa diariamente. Você pode escolher entre as opções de protetor solar facial e também para o corpo. O importante é não deixar de usar filtro solar!  

Na hora de escolher a melhor opção, escolha o que possui FPS mais adequado para você.

Maquiagem com fator de proteção 

Você é daquelas pessoas que não dispensa a maquiagem no dia a dia? Para o verão, aposte na maquiagem com fator de proteção! Com elas você fica com o visual que adora e com a pele protegida!  

Maquiagem a prova d’água 

Ainda falando das maquiagens que não podem faltar no verão, não tem nada pior do que entrar no mar e sair com a make escorrendo, não é mesmo? Pensando nisso, a dica é investir em uma maquiagem à prova d’água! Além de terem fórmulas super pigmentadas e de longa duração, a maquiagem que não borra vai te deixar com um visual bonito por mais tempo! Sem falar que, com o uso de máscara de proteção, elas se tornam ideias! 

Maquiagem com efeito bronze 

O grande hit do verão é a maquiagem com efeito bronze. Sabe aquele toque natural e iluminado que a gente quer ter na estação? Com certeza não pode faltar! E as maquiagens com efeito bronzeado vão deixar suas produções ainda mais bonitas e sofisticadas! É tendência e com certeza um dos produtos para o verão que não podem faltar no nécessaire!  

Pitaco: Gostou de ver nossas sugestões de produtos para o verão? Com eles você vai aproveitar toda a energia positiva que a estação tem e o melhor: sem deixar de cuidar da pele e se sentir bem!  Bom verão!

Anúncios
Publicado em Dicas, Moda e Beleza | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | 13 Comentários

Óleo de linhaça: conheça suas propriedades para a saúde

A linhaça é uma semente bastante utilizada na culinária brasileira. Suas formas mais utilizadas são em semente e farinha. Agora, uma das formas pouco explorada, mas que também oferece inúmeros benefícios para a saúde é o óleo de linhaça.

Assim como a semente, este óleo também é de fácil inserção na rotina, inclusive de quem faz dietas para emagrecer. Por ser um produto rico em diversos nutrientes, o seu consumo pode ser tanto de forma oral, como tópica. 

Conheça as principais propriedades do óleo de linhaça e os seus benefícios para sua saúde. 

O óleo de linhaça é rico em Ômega 3 e 6

Ômega são ácidos graxos que o nosso organismo não produz. A família do ômega é composta por 3 tipos que são: 

  • Ômega 3 – o mais conhecido entre todos;
  • O ômega 6;
  • E o ômega 9. 

O óleo de linhaça é rico em Ômega 3, que por sua vez traz benefícios como a diminuição do nível de colesterol, melhora do sistema digestivo, combate a celulite entre outros benefícios.

Alguns estudos comprovam a sua eficácia em adultos e crianças. No entanto, alguns especialistas alertam que o seu uso não deve ser considerado como tratamento principal, mas como um fator que auxilia no combate a algumas doenças.

Além disso, no óleo de linhaça também está presente o ômega 6, um nutriente que atua diretamente no fortalecimento do nosso sistema imunológico, prevenindo contra doenças, especialmente as de ordem viral e bacteriana. 

* Lignanas

As Lignanas são substancias encontradas em semente de linhaça e em seus derivados que atuam, principalmente impedindo que o estrogênio prejudique algumas partes do nosso corpo como as glândulas mamarias, por exemplo. 

Além disso, para as mulheres, em seus períodos menstruais utilizá-las pode diminuir os sintomas da TPM, conforme afirma Raquel Moraes, pesquisadora da Bio High.

* Fibras dietéticas

As Fibras dietéticas não são digeridas pelo nosso corpo. No entanto, ao consumi-las é possível obter diversos benefícios entre eles a retardação na liberação de açúcares na corrente sanguínea, evitando assim um rápido aumento dos níveis de açúcar no sangue.

Isso pode ajudar as pessoas com diabetes tipo 2 a melhorar seus níveis de açúcar no sangue. Vale ressaltar, que caso você possua algum problema de saúde é de extrema importância conversar com o seu médico.

* Vitamina B9

A vitamina B9 é encontrado no óleo de linhaça e garante diversos benefícios como o fato de melhorar o sistema imunológico, contribuir no crescimento capilar, ser bom para o coração e um grande aliado na saúde cerebral.

Consumi-lo em sua dieta é a forma mais eficiente para obter os benefícios. E você pode encontra-lo não apenas no óleo de linhaça, mas em folhas verdes, algumas frutas e cereais.

Além dos nutrientes já mencionados acima, o óleo de linhaça também possui em sua composição outras propriedades igualmente importantes, como:

  • Ácido fólico
  • vitamina B6
  • Fósforo

Como consumir óleo de linhaça no dia a dia

O consumo do óleo de linhaça deve ser feito com acompanhamento médico para que você consuma a quantidade necessário respeitando o seu corpo.

Todavia, de forma geral é recomendado ingerir de 1 a 2 capsulas ou colheres de chá ao dia, antes das duas principais refeição, pois assim é a forma mais eficiente para absorver os nutrientes desse óleo.

Conclusão

Inserir o óleo de linhaça em sua dieta balanceada trará excelentes resultados. Se você busca também uma melhora em sua saúde capilar você também pode aplicar em seu cabelo e depois retirar, no entanto é importante ingeri-lo para um efeito a longo prazo.

Gostou do post? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Comente abaixo!

Por Manuela Jobst

Anúncios
Publicado em Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 14 Comentários

Wide leg jeans: a tendência continua

Na dúvida de qual peça apostar nessa estação? Não podemos esquecer de nossas queridas peças da estação passada – elas também são ótimas para se reaproveitar e criar mais looks, também na intenção de não gastar, economizar e continuar arrasando no visual. Se passou pela sua cabeça em abandonar calças jeans e apostar apenas em shorts ou bermudas, pode esquecer, as calças – em especial a calça wide leg jeans – estão super dentro dos looks de verão e são ótimas looks casuais e até mesmos os mais elegantes. 

O wide leg jeans (jeans de perna larga, em tradução livre) é a peça-desejo da vez. Com uma modelagem soltinha, este jeans traz uma proposta que une conforto e estilo, sendo ideal para as altas temperaturas do verão. Mas não se engane: apesar da semelhança, o wide leg jeans é diferente do mom jeans, da pantalona e da calça pantacourt jeans.

Diferentemente desses outros modelos de calça, o wide leg jeans é larguinho da cintura até a barra, apenas aumentando de diâmetro discretamente. Perfeita para as adeptas do street style, esta peça é sinônimo de versatilidade.

Quer saber como montar looks de verão com o jeans da vez? Confira abaixo todas as nossas dicas!

Jeans + camiseta: o clássico dos clássicos – Devido a seu caráter mais fashionista e diferente, o wide leg jeans pode ser a estrela da sua produção. Para isso, combine a peça com uma camiseta básica. Caso queira deixar o look com mais personalidade, invista em maxi acessórios ou até mesmo em uma sandália ou bolsa colorida. O combo jeans + camiseta é atemporal, confortável e democrático.

Jeans em dose dupla – O double denim (jeans duplo) é talvez uma das maneiras mais práticas de montar um look com jeans. Você pode investir em um cropped jeans, em uma camisa ou até mesmo usar uma jaqueta jeans cropped ou oversized. Para arrematar a produção, invista em acessórios metalizados para dar um leve toque de brilho ao look.

Hi-lo: tenha um look chique e descontraído – O wide leg jeans é perfeito para quem ama um bom look hi-lo. Este termo vem da junção de duas palavras em inglês: high (alto) e low (baixo). Ou seja, looks hi-lo misturam dois extremos em uma única proposta. Para criar uma produção seguindo este conceito, você pode combinar o wide leg jeans, que é uma peça mais confortável e descontraída, com uma blusa de seda ou até mesmo uma peça que contenha muito brilho. Acessórios clássicos, como um colar ou brincos de pérolas, podem dar o toque final ao visual.

Como acertar na escolha do jeans? – Na hora de escolher uma calça jeans, é importante valorizar o conforto da peça. Afinal, usar uma roupa desconfortável pode atrapalhar o seu dia e te deixar insegura. Por isso, opte por um jeans confortável e que te faça sentir bem.

Vale lembrar que o jeans é uma peça que não sai de moda. Independentemente do modelo (mom, wide leg, skinny, etc.), você poderá usar o mesmo jeans por muito tempo. Mas, para isso, é importante investir em uma peça de qualidade.

Pitaco: Para um look sem erros, aposte em complementos básicos e minimalistas, assim o look fica chic com o mínimo de esforço.

Anúncios

Publicado em Moda e Beleza | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | 18 Comentários

8 suplementos alimentares que auxiliam no aumento de energia e desempenho

Melhorar o desempenho nos exercícios físicos nem sempre é fácil, por isso, em alguns casos é aconselhável o uso de suplementos para complementar a alimentação e ajustar a quantidade necessária de nutrientes. Já que nem sempre é possível conseguir todos os nutrientes que o corpo precisa. É nesse momento que os suplementos alimentares entram, para auxiliar quem pratica exercícios físicos.

A seguir, oito opções que otimizam os resultados no exercício. E antes de usar qualquer um deles, lembre-se: o papel dos suplementos é complementar a dieta e suprir necessidades nutricionais que possam surgir devido ao treinamento de alta intensidade.

Vamos conhecer alguns dos principais suplementos utilizados e como cada um atua no organismo:

1 – Creatina

Apresenta dois benefícios principais para quem treina: ajuda no aumento de massa muscular e proporciona mais “explosão” durante as atividades de curta duração e alta intensidade, melhorando o desempenho físico.

2 – Beta-Alanina

Auxilia no aumento de repetições extras em treinos de musculação e melhora a relação do tempo e intensidade em atividades aeróbicas, como corrida e bicicleta.

3 – BCAA

Contribui para o desenvolvimento muscular e ajuda na prevenção de lesões (auxilia na recuperação do músculo após treinos intensos).

4 – Maltodextrina

Indicada para fornecer energia para o exercício e ganho de massa. Além de servir como combustível para o exercício, evita o catabolismo (perda de massa magra), que o ocorre quando o organismo começa a usar a proteína dos músculos como fonte energética.

5 – Cafeína

Tem como objetivo proporcionar maior concentração e aumentar a termogênese, o que acelera o metabolismo e facilita a queima de gordura.

6 – Whey Protein

Fornece nutrientes essenciais para o organismo, o que colabora na prevenção de doenças cardiovasculares e na performance física. Indicado para impulsionar os níveis de força, aumentar o ganho de massa muscular e prevenir a perda de músculos (o catabolismo).

7 – L-Carnitina

Seu consumo ajuda na melhora do rendimento físico, evita fadiga, acelera a recuperação do organismo e ajuda na queima de gordura.

8 – Taurina

Aumenta a energia e disposição, melhorando o rendimento físico, o que torna os treinos diários mais produtivos.

Pitaco: Nunca consuma essas substâncias sem orientação nutricional ou pense que elas substituem uma alimentação saudável.

Anúncios

Publicado em Dicas, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | 27 Comentários

Brindes de Ano Novo!

toast-new-years

Véspera de Ano Novo é um momento para brindar a um novo começo e inaugurar o Ano Novo com esperanças de continuidade ou aumento da prosperidade, as amizades, o riso, alegria e boa saúde. Se você está levantando uma taça de champanhe ou espumante – aqui estão algumas declarações sábias, espirituosos, inteligentes que irão ajudar você a fazer um brinde comovente e memorável na véspera de um Ano Novo feliz.

Brindes Sábios

  • “O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos.” Eleanor Roosevelt
  • “O passado é sempre tenso, o futuro perfeito.” -Zadie Smith
  • “A esperança é que a coisa com penas que se empoleira na alma e canta a música sem as palavras e nunca pára … em tudo.” -Emily Dickinson
  • “Para lamento profundamente é viver de novo.” Henry David Thoreau
  • “Não resida no passado, não sonham do futuro, concentram a mente no momento presente.” -Buddha.
  • “Devemos usar o tempo com sabedoria e para sempre perceber que o tempo é sempre maduro para fazer o certo.” -Nelson Mandela

Brindes Espirituosos

  • “Perdoe sempre seus inimigos; Nada irrita tanto. “Oscar Wilde
  • “Nunca se arrependa. Se é bom, é maravilhoso. Se é ruim, é experiência. “- Eleanor Hibbert
  • “É os amigos que você pode chamar-se às 4 da manhã que importa.” -Marlene Dietrich
  • “Com regozijo e riso deixe rugas velhos vir.” -William Shakespeare
  • “Qualquer idiota pode enfrentar uma crise. É o dia-a-dia que usá-lo. “-Anton Chekhov.

Brindes Espertos

  • “A distinção entre passado, presente e futuro é apenas uma ilusão teimosamente persistente.” Albert Einstein
  • “A vida só pode ser compreendida para trás; mas deve ser vivida para a frente. “-Søren Kierkegaard
  • “Time traz todas as coisas para passar.” -Aeschylus
  • “Nossa maior fraqueza está em desistir. A maneira mais certa para ter sucesso é sempre tentar só mais uma vez. “-Thomas Edison
  • “Eu não posso ser otimista, mas eu sou um prisioneiro da esperança.” – Cornel West

FELIZ ANO NOVO!!

Anúncios
Publicado em Achado | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | 29 Comentários

Dicas e cuidados para quem precisa de um empréstimo urgente

Quer saber se o empréstimo para negativados é a melhor opção para você? Precisa pagar uma dívida no prazo, mas está sem dinheiro e esse é o único recurso que você vislumbra para resolver o problema? De fato, pode ser que o empréstimo urgente para negativados seja a melhor solução nesse caso.

O empréstimo para negativado é destinado a pessoas com nome sujo, com CPF registrado no Serasa ou SPC.

Quem está negativado geralmente não obtém crédito em bancos e lojas, justamente por serem classificadas como inadimplentes e de alto risco para as instituições. É aí que surge a possibilidade de empréstimo para negativado, oferecido por algumas instituições financeiras.

Antes de buscar novos empréstimos, quem está negativado deve tentar constatar as causas de seus problemas financeiros. De nada irá adiantar pegar mais dinheiro emprestado se, por exemplo, continuar a gastar mais do que ganha.

Essa ação demanda planejamento e cuidados com uma instituição financeira.

Algumas dicas e cuidados que você precisa ter:

O principal cuidado: é não cair em golpe. Empresas fraudulentas se aproveitam da situação para cobrar depósitos antecipados, por exemplo. Pesquise antes de fechar negócio e não pague nenhum valor antes de receber o empréstimo.

Para se proteger contra fraudes, nunca deposite valores antecipados sem ter recebido o empréstimo e pesquise o que outras pessoas falam da empresa.

Fique atento também aos sites com erros de ortografia ou que não tenham informações de contato, como telefone e e-mail.

Antes de assinar o contrato para obter o empréstimo, não deixe de analisá-lo com cautela e atenção para todas as informações dispostas.

Como o risco de não receber o pagamento do empréstimo é maior no caso dos negativados, bancos e financeiras fazem uma análise muito criteriosa antes de oferecer o crédito. As empresas também podem ser mais rígidas com o prazo e as parcelas.

Outro importante cuidado, são os juros. Compare o Custo Efetivo Total (CET) os créditos que você está pesquisando, antes de assinar o contrato.

Por todos esses obstáculos, você terá que avaliar com muita atenção qual o tamanho da parcela que cabe no seu bolso. Para não ter mais problemas ainda, é melhor fazer uma negociação que você conseguirá manter.

Outra dica é procurar por empréstimos com mais prestações e com valores menores, mas que você tenha capacidade de pagar. Tenha em mente que, ao recorrer ao empréstimo, ele deve ser visto como uma prioridade no orçamento.

Existem diversas modalidades de empréstimo para negativado que possuem juros mais caros e não são muito recomendados, por isso você deve prestar atenção nas opções que encontrar no mercado. 

Pitaco: Com todas essas dicas vai ficar mais fácil ter certeza se o empréstimo para negativado é a saída para o seu caso. Ou se o melhor caminho, apesar de mais longo, é limpar o nome, sair da inadimplência e só depois buscar crédito.

Anúncios
Publicado em Achado, Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 15 Comentários

Feliz Natal!

O nascimento de Jesus deve sempre ser lembrado como uma celebração da paz, do amor e da entreajuda.

Que esta época contribua para a nossa evolução pessoal, nos ensinando a viver de uma forma mais harmoniosa e solidária, estendendo a mão para aqueles que mais precisam e perpetuando as graças de Deus por todos aqueles que surgirem no nosso caminho.

Feliz Natal!!

Anúncios
Publicado em Achado | Marcado com , , , , | 25 Comentários

Dicas de como escolher a fralda geriátrica certa

Se engana quem pensa que as fraldas geriátricas são apenas para o uso de idosos. Elas também são muito usadas em situações pós-operatórias e por mulheres que sofrem com incontinência após o parto.

Seja por conta da idade ou de debilidades físicas, é muito importante escolher uma boa fralda geriátrica para evitar alergias, irritações ou até mesmo problemas de saúde mais severos. Por isso, acompanhe nossas dicas para escolher o modelo ideal.

As fraldas geriátricas foram desenvolvidas para ajudar pessoas que sofrem com incontinência urinária ou outras debilidades físicas e mentais que exigem cuidados especiais, garantindo uma boa higiene, evitando acidentes constrangedores e oferecendo mais bem-estar e qualidade de vida.

Assim como nos modelos infantis, as fraldes geriátricas podem ser encontradas em vários tamanhos e com ajustes para todo tipo de corpo. Muitas já contam com tecnologia que suavizam ou removem os odores e que podem ser usadas por uma média de 8 a 12 horas antes que seja necessário realizar a troca.

O que considerar ao escolher uma fralda geriátrica

Seja para o uso de adultos com debilidades ou idosos com problemas de incontinência urinária, é muito importante escolher o modelo ideal, tanto para garantir a saúde quanto o bem-estar do usuário.

As fraldas geriátricas são voltadas para o público adulto e, por isso, seus tamanhos são diferentes dos produtos infantis. Então, elas podem variar desde o tamanho P, M, G até o Extra Grande. Na hora de comprar uma fralda, é importante saber a medida da cintura e o peso do idoso.

Por exemplo, uma fralda G costuma atender pessoas de 70 ou 90 kg com cintura entre 80 a 150 cm, mas isso varia entre as marcas. Esse detalhe merece atenção, pois ao escolher o tamanho errado a fralda pode vazar, o que não é nada agradável.

As fraldas geriátricas, normalmente são maiores e apresentam grande quantidade de material absorvente. Isso é fundamental para manter a higiene e a limpeza da área até o momento da troca.

Uma dica importante para a escolha do produto é investir naqueles modelos que são compostos por tecidos feitos de algodão, e não de plástico. Dessa forma, é possível evitar irritações na pele ou aquecimento excessivo, pois pode gerar a sensação de mal-estar.

Outra característica essencial é que as fraldas tenham um formato anatômico – que se adapta ao corpo de forma confortável –, e também bordas nas laterais para impedir vazamentos.

Além disso, é bom dar prioridade às fraldas hipoalergênicas (que não causam alergias), pois possuem alta absorção a capacidade de neutralizar possíveis odores.

Algumas tecnologias podem tornar as fraldas ainda mais versáteis e confortáveis. Na maioria das vezes, um pequeno detalhe pode fazer toda a diferença. Por isso, separamos para você as principais tecnologias das fraldas geriátricas. Leia:

  • Barreiras anti-vazamento: são barreiras reforçadas que impedem que qualquer tipo de escape aconteça e, por isso, trazem mais tranquilidade ao usuário. São essenciais, principalmente para pessoas que se movimentam bastante.
  • Indicador de umidade: é basicamente uma tarja na fralda que indica quando ela já atingiu seu limite de absorção e precisa ser trocada. Faz toda a diferença para cuidadores, principalmente quando o usuário tem limitações.
  • Neutralização de odores: esta é uma tecnologia que toda fralda deveria ter. São camadas extras da fralda que impedem que o mal cheiro seja liberado. Por isso, é muito mais agradável de se usar.  
  • Canais de distribuição de fluidos: são pontos de máxima absorção distribuídos pela fralda que ajudam na rápida sucção dos líquidos. Fraldas com essa tecnologia podem manter a pele do usuário seca por mais tempo.

Ao contrário do que você pode pensar, algumas dessas tecnologias não deixam o produto mais caro. É possível encontrar fraldas com quase todas elas a um preço acessível. Fique de olho!

Pitaco: Se houver mudança no aspecto da pele, lesões e secreções na região que fica em contato com a fralda, consultar um profissional Enfermeiro, que irá avaliar a pessoa idosa e recomendar o tratamento adequado. Importante fazer o registro diário da evolução dos fatores de risco para dermatite e outras lesões.

Anúncios
Publicado em Dicas, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | 25 Comentários

12 acessórios que toda mulher moderna deve ter no guarda-roupa

Você está em busca de um consumo mais consciente? Ter um armário com poucas peças, mas versáteis, é um caminho para isso. Neste artigo, mostraremos 12 acessórios que toda mulher moderna deve ter no guarda-roupa.

O consumo consciente está cada vez mais em pauta entre as pessoas que se preocupam com a extração de recursos e a destinação do lixo no mundo. Se você é uma dessas pessoas, certamente deve estar em busca de uma vida mais minimalista.

Essa pode ser uma busca também de pessoas que não querem ter um guarda-roupa imenso, seja por falta de espaço, ou verba. Independentemente do motivo, contar com itens como peças de vestuário e acessórios mais versáteis é uma boa escolha para quem deseja ter um dia a dia mais prático e consciente.

Se este é o seu caso, mas você não sabe como começar a montar um guarda-roupa assim, não se preocupe. Para te ajudar nessa empreitada, preparamos um artigo com 12 acessórios que toda mulher moderna deve ter no guarda-roupa.

Veja 12 acessórios que toda mulher moderna deve ter no guarda-roupa

1. Camisa branca

Uma blusa ou camisa branca – ou mesmo uma de cada – é essencial em um guarda-roupa versátil.

Esse tipo de peça pode ser facilmente combinada com uma infinidade de looks e para diferentes ocasiões, por isso, se você ainda não tem uma, providencie o quanto antes.

2. Vestido preto

Outra peça fundamental em um guarda-roupa é o vestido preto, uma peça coringa que pode ser usada em qualquer ocasião, independentemente do modelo ou tecido.

Apenas tenha cuidado com o comprimento. Prefira os modelos na altura do joelho ou abaixo na hora de comprar o seu.

3. Peças jeans

Tenha pelo menos uma calça, um short e uma jaqueta jeans em seu armário. Essas peças são incrivelmente versáteis e podem ser usadas com quase todos os estilos de roupas.

Além de serem muito duráveis, permitem a criação de um visual para noite, diurno mais informal, ou até mesmo mais formal, no caso da calça.

4. Camisetas

Brancas, pretas, lisas ou com estampas, tenha algumas camisetas no seu armário. Elas trazem um ar mais informal a qualquer look e ainda são extremamente confortáveis.

Você pode optar pelo modelo com mangas ou regata.

5. Pulseira de berloque

Qualquer produção ganha um charme a mais com o acessório certo, e uma pulseira berloque definitivamente é um deles. No site da amoberloque.com.br você pode encontrar alguns berloques sensacionais.

A grande vantagem desse tipo de pulseira é a possibilidade de mudar os pingentes de acordo com o look que você vai usar.

6. Lenços

Eles podem ser usados no pescoço, em dias de mais vento, nos cabelos, ou mesmo apenas presos a uma bolsa para trazer mais estilo e cor a uma produção.

Os lenços também são peças coringas, tanto em looks mais formais como informais.

7. Salto preto

Dificilmente você verá um look em que um sapato preto de salto não combine.

Independentemente dele ser alto ou mais baixo, esse tipo de sapato traz elegância e sofisticação a qualquer produção.

8. Tênis de cor neutra

Ele pode ser branco, bege ou preto: todas essas opções de cores são fáceis de combinar com estilos e outras cores de roupa.

Além de serem extremamente confortáveis, os tênis trazem mais estilo e personalidade às produções.

9. Calça de alfaiataria

Elas são elegantes, discretas, fáceis de combinar e podem ser usadas em diferentes situações. Por isso, vale muito a pena ter pelo menos uma em seu guarda-roupa. Lembre-se: quanto mais reto for o seu corte, mais longilíneo será o seu visual.

10. Blazer

Eles podem ser usados com vestidos estampados ou lisos, calças jeans ou de alfaiataria e até mesmo shorts. Independentemente de ser um modelo mais curto ou mais comprido, conhecido como ‘boyfriend’, ter um blazer trará uma opção a mais para o seu guarda-roupa.

11. Saias

As saias jeans e lápis são os modelos mais indicados para quem deseja ter um guarda-roupa versátil.

Elas podem ser usadas em inúmeras ocasiões e possuem uma infinidade de combinações.

12. Cintos

Além de trazerem mais ajuste e segurança para peças mais largas, os cintos também podem trazer mais estilo e sofisticação aos looks. Eles podem ser usados com calças, shorts, saias e vestidos.

Lembre-se que os acessórios lembram sua personalidade, então fique atenta no momento de escolher um versátil, porém que tenha a ver com seu estilo.

Pitaco: Esses são os 12 acessórios que toda mulher moderna deve ter no guarda-roupa. Se você tiver ao menos uma peça de cada mencionada aqui, certamente terá grandes possibilidades de looks para o seu dia a dia.

Anúncios
Publicado em Moda e Beleza | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 18 Comentários

5 doenças psicossomáticas mais comuns da pandemia

Quem nunca sentiu uma dor específica ou um mal-estar e, ao ir ao médico e fazer os exames solicitados, descobriu que o problema tinha origem emocional? Atualmente, a relação entre doenças físicas e emocionais é bastante comum. Com a pandemia, a tendência se agravou.

Segundo Flávia Teixeira, psicóloga, mestre em Saúde Coletiva pela UFRJ, professora de pós-graduação em Psicologia Hospitalar na UFRJ e pós-graduada em Psicossomática Contemporânea, as doenças apresentam sintomas físicos, sem que nenhum exame laboratorial ou de imagem corrobore a organicidade dos mesmos.

“Estar sob forte pressão no trabalho, ter passado por um rompimento amoroso abrupto, pela perda de um ente querido ou estar com problemas financeiros, são exemplos de situações que podem levar o indivíduo a uma condição de estresse, ansiedade e tristeza tão grave que o corpo acaba absorvendo os desequilíbrios emocionais e mentais”, explica a psicóloga.

Ainda de acordo com Flávia Teixeira, no momento atual, tem havido muitos casos de pessoas que, devido a situações de estresse forte e constante, acabam tendo sintomas de gripe, dores no peito ou dificuldades de respirar, remetendo aos sintomas da covid-19 e, consequentemente, intensificando a ansiedade.

Abaixo, as 5 doenças psicossomáticas mais comuns percebidas na pandemia:

Resfriados frequentes

Quando os episódios acontecem com frequência, é sinal de que há algo de errado. Se os exames médicos não encontram uma explicação lógica para essa imunidade sempre baixa e você está passando por dificuldades, a somatização pode ser a resposta. “Para agravar o quadro, alguns sintomas se assemelham aos da covid-19, abalando ainda mais o emocional”, reforça a psicóloga.

Herpes

O vírus é transmitido através do contato com uma pessoa infectada. Entretanto, ele se manifesta em ocasiões de baixa imunidade. Ter episódios constantes de herpes, em especial, a labial, indica que o indivíduo apresenta alguma desordem no organismo. As feridas podem surgir em momentos de muito estresse. Os sintomas são surgimento de feridas ao redor da boca ou na região genital, com fortes dores e sensação de queimação no local.

Enxaquecas

A enxaqueca não é uma dor de cabeça convencional, podendo durar algumas horas ou até dias. Alguns casos são incapacitantes, ou seja, a pessoa não consegue realizar atividades rotineiras. Estudos científicos apontam que o principal gatilho para o episódio de enxaqueca é o estresse. Por isso, ela também é considerada uma doença psicossomática. Os sintomas são dor intensa e localizada em um ponto da cabeça, náuseas e falta de concentração. “Quando não tratadas, as enxaquecas frequentes podem se tornar uma doença crônica, acompanhando a pessoa por toda sua vida”.

Alergia nervosa

Talvez você nunca tenha ouvido falar, mas existe um tipo de alergia de fundo nervoso, em que o indivíduo apresenta erupções na pele desencadeadas por um forte processo de estresse. Os sintomas são coceira, vermelhidão no local e irritabilidade. “Uma crise, se não for tratada, pode acarretar em um choque anafilático”, adverte Flávia Teixeira.

Diarreia

Em algumas pessoas, episódios de diarreia são decorrentes de forte estresse. Quando a diarreia se mostra constante e não há uma explicação física, como a Síndrome do Intestino Irritável, é bem possível que se configure como um caso de doença psicossomática. Os sintomas são dores abdominais e fezes extremamente líquidas.

“Na realidade, não existe uma dicotomia que separe os seres humanos em mental/psicológico/físico. Nosso funcionamento é resultado da interação com o meio e tudo aquilo que nos afeta”. Para lidar com a psicossomatização, a terapia, às vezes associada à medicação, é a melhor forma de evitar ou diminuir essas reações.

Pitaco: Cuidar da saúde mental é fundamental para o autoconhecimento e para entender os alertas que o corpo emite. Neste momento conturbado em que estamos, estes sinais aparecem constantemente e nunca devem ser negligenciados. Daí a importância de procurar ajuda de um médico especializado ao menor sinal de que algo não vai bem.

bemparana

Anúncios
Publicado em Comportamento, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 23 Comentários

3 receitas de biscoitos de Natal simples e fáceis

Seja na mesa, nos presentes ou até mesmo como decoração da árvore, os biscoitos de Natal são uma marca desse período de festas. O sabor especial traz também mais encantos às festas e é uma boa pedida para presentear. Outra coisa bacana (e que rende bons momentos em família ou com amigos) é a preparação do biscoito de Natal caseiro. Reuni-los para preparar e decorar os biscoitos de Natal é uma verdadeira festa e muito relaxante também.

Os biscoitos de gengibre do Natal tem sua origem em um conto popular, que conta a história de um homem em forma de biscoito de gengibre que fugiu de vários perseguidores. Essa história é datada do século XV, na Europa.

No Brasil, a tradição dos biscoitos de Natal é forte na região Sul, trazida pelos imigrantes alemães, como é o caso de Santa Catarina. Em muitas famílias de descendentes, a produção é feita anualmente e a tradição natalina ultrapassa gerações, sempre com o mesmo espírito.

Por essa tradição ter se espalhado por todo o mundo, há diferentes tipos de receitas e formas de preparar o biscoito. Algumas com gengibre, outras sem gengibre, mas sempre mantendo de maneira muito marcante o espírito natalino. Abaixo, 3 formas de preparar a guloseima.

3 Receitas de biscoitos de natal fáceis

As receitas são bem parecidas e simples, o que vai diferenciar os sabores são os ingredientes usados. Veja o passo a passo:

1 – Biscoito de chocolate

A maioria das pessoas gosta de chocolate. Portanto, preparar biscoitos natalinos com esse ingrediente é garantia de sucesso. Para fazer a receita você vai precisar de:

  • ¾ Xícara (chá) de Margarina (sem sal)
  • ½ Xícara (chá) de Chocolate em pó
  • 1 Xícara (chá) de Açúcar (refinada)
  • 2 Xícaras (chá) de Farinha de Trigo
  • 1 Ovo

Hora de preparar os biscoitos! Em um recipiente, junte todos os ingredientes com as mãos até que forme uma massa lisa e homogênea. Embrulhe a massa em plástico filme e leve para gelar por 30 minutos, depois abra a massa em uma superfície e corte os biscoitos do jeito que preferir.

Asse no forno pré-aquecido a 160º por 10 minutos, ou até que fique dourado, depois retire do forno e deixe esfriar. Para decorar você pode derreter o chocolate e cobrir os biscoitos, use a criatividade e crie lindos personagens natalinos.

2 – Biscoito de gengibre com canela

Essa receita é um clássico do Natal, e une dois elementos diferentes e bem gostosos: gengibre e canela. Caso você seja alérgico a canela ou algum outro item, não acrescente na sua receita! Os ingredientes são:

  • 2 1/2 xícaras de farinha de trigo
  • 1/2 xícara de manteiga
  • 1/2 xícara de açúcar mascavo
  • 1 ovo batido
  • 4 colheres de chá de mel
  • 2 colheres de chá de gengibre em pó (ou 2 colheres de sopa de gengibre fresco ralado)
  • 1 colher de chá rasa de canela
  • 1 pitada de sal
  • 2 colheres de sopa de água

Em uma vasilha grande misture a farinha, manteiga, açúcar, gengibre, canela e sal, até virar uma farofa. Abra um espaço no meio e coloque a água. Misture mais. Adicione o ovo batido e o mel e amasse tudo até virar uma massa marrom, lisa e brilhante.

Abra a massa em uma superfície lisa e corte com a ajuda de cortadores especiais. Leve ao forno pré-aquecido e asse por 10 a 15 minutos, dependendo da potência do seu forno.

3 – Biscoito de natal fit

Quem está de dieta pode saborear biscoitos natalinos, desde que aposte numa receita com poucas calorias. Os ingredientes são:

  • 3 colheres (sopa) cheias de farinha de amêndoas
  • 3 colheres (sopa) de açúcar mascavo
  • 3 colheres (sopa) de mel
  • 3 colheres (sopa) de fécula de batata
  • 1 xícara de farinha de arroz integral
  • 125 g e de óleo de coco
  • 1 colher (chá)de gengibre em pó
  • 2 colheres (chá)de canela em pó
  • ½ colher (chá)de bicarbonato de sódio

Coloque todos os ingredientes secos numa tigela e misture bem. Acrescente o óleo de coco aos poucos, até formar uma farofa. Junte o mel e misture tudo com as mãos, até obter uma massa lisa. Deixe essa massa descansar na geladeira, embalada em plástico filme, por alguns minutos.

Utilizando um rolo, abra a massa sobre a mesa. Recorte os biscoitos e em seguida distribua-os numa assadeira untada. Leve ao forno pré-aquecido por 10 minutos ou até dourar. Assim que estiver pronto, espere esfriar, decore e sirva.

Pitaco: Glacê, chocolate derretido ou até mesmo a pasta americana são opções para incrementar seu biscoito de natal decorado com muito sabor e estilo. Se você tem facilidade em desenhar, aproveite para fazer isso nos biscoitos assados. Com o saco de confeiteiro é possível soltar a imaginação e fazer vários desenhos incríveis.

Coloque seus biscoitos em potes de vidro ou em saquinhos, assim você decora sua cozinha com essas delícias e pode presentear seus amigos e familiares com porções de biscoitos natalinos.

Busca boas referências para decorar os seus biscoitos de natal? Então confira uma seleção de fotos inspiradoras no Pinterest.

Anúncios
Publicado em Culinária, Diy | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 27 Comentários

Veja dicas para preparar festas de Natal e Ano Novo mais seguras

As festas de fim de ano estão chegando, e a grande dúvida é: como serão os encontros familiares em meio a uma pandemia? Apesar de uma temporária estabilização no número de casos da Covid-19, todo o país vê um novo crescimento, inclusive com dados recordes, no início de novembro.

Os cuidados adquiridos e praticados durante o período de restrições e distanciamento social devem ser mantidos. Longas celebrações que envolvam grande número de parentes e amigos, portanto, são desaconselhadas. Idosos e demais integrantes de grupos de risco continuarão necessitando de atenção especial. 

A questão principal é o contato com outras pessoas, principalmente em momento de alimentação: vai haver risco. Temos que nos convencer de que as festas serão adaptadas, mas claro que não proibidas. Tem que ter bom senso: reuniões com 50 pessoas no sítio da família terão que ser evitadas. Quanto mais pessoas se juntarem, principalmente vindas de lugares diferentes, maior vai ser o risco de acontecer uma tragédia na família. Para não transformar o seu fim de ano em um momento de dor, a recomendação é que haja um grande esforço para evitar o contato. 

A seguir, confira dicas dos infectologistas Claudio Stadnik e Marcelo Carneiro, ambos membros da Sociedade Rio-Grandense de Infectologia. 

Tamanho, local e duração das festas

  • O mais cauteloso é organizar comemorações com duração e número de pessoas reduzidos em relação a anos anteriores. Procure restringir a lista de convidados ao núcleo familiar mais próximo ou que conviveu durante os últimos meses. O infectologista Claudio Stadnik apela para o bom senso de todos: um ano de tantas limitações e cuidados não pode ser desperdiçado na “saideira”. 
  • Escolha ambientes ao ar livre ou com boa circulação de ar. 
  • Mais vulneráveis à doença, os idosos não precisam ser privados desses encontros, mas devem ser mantidos em segurança, com máscara e afastados dos demais. Quem estiver em isolamento desde o início da pandemia precisa tomar mais cuidado do que aqueles que já restabeleceram a circulação por determinados lugares. 
  • O mais indicado é que pessoas acima de 60 anos não estejam presentes do início ao fim da celebração, priorizando o momento da refeição. Pode ser uma proteção exagerada, pondera o infectologista Marcelo Carneiro, mas, se alguém acabar adoecendo, não haverá como voltar atrás depois. 
  • Reflita sobre a distribuição mais adequada dos participantes. Idosos ao redor da mesa e demais participantes em outros pontos pode ser uma saída. Observe sempre a distância segura entre todos. 
  • Crianças que já tiverem retornado às aulas presenciais representarão um risco maior de transmissibilidade do coronavírus. 

Comportamento dos convidados

  • Deve-se manter o distanciamento de um metro e meio a dois metros. 
  • A máscara só deve ser retirada na hora de comer e beber. Nesses momentos, se o acessório ainda estiver em condições de seguir em uso depois, acondicione-o em uma embalagem limpa. Leve outras unidades para trocar (após duas horas de uso ou quando ficar úmida). 
  • Evitar o toque continua sendo fundamental. Beijos, abraços e apertos de mão ainda são saudações não recomendadas.
  • Por mais que avós e netos estejam com muita saudade do convívio próximo, não é o momento de afrouxar as restrições. Não tocar é uma demonstração de afeto e cuidado. Claro que há exceções: idosos que cuidaram dos netos ao longo do ano, por exemplo, já estão habituados ao toque.
  • Beber demais significa aumentar o risco de se expor a comportamentos de risco – a certo ponto da festa, alguns podem acabar retirando a máscara e desrespeitando as demais orientações de segurança. 
  • Falar alto, gritar, cantar: quanto mais exercício vocal for feito, maior é a capacidade de disseminar gotículas com vírus no ambiente. 

Celebrações entre amigos e colegas de trabalho

  • Valem as mesmas regras das festas familiares: não promova aglomerações ou encontros que durem horas e horas.
  • O infectologista Marcelo Carneiro pontua uma diferença fundamental: uma coisa é promover festinhas entre as pessoas que estão habituadas a trabalhar juntas – e que já são as contactantes umas das outras –, e outra, bem diferente, é reunir os amigos que não se veem desde março. Para quem está longe há meses, vale renovar o esforço em prol da saúde e aguentar a saudade por mais tempo. 

Viagens

  • Companhias aéreas e de ônibus estão tomando cuidado para oferecer viagens seguras. É preciso lembrar, no entanto, que a circulação de pessoas entre cidades e Estados que estão em estágios diferentes da pandemia podem se contaminar ou carregar o vírus junto para seus destinos. De acordo com Stadnik, existe o temor, entre especialistas, de que a segunda onda da covid-19 estará associada às festas de final de ano.

Sintomáticos

  • Não menospreze sintomas como tosse, dor de garganta e dor de cabeça: você pode estar com covid-19 e não deve comparecer a qualquer evento, mantendo-se em isolamento e, se necessário, buscando atendimento médico. A orientação vale também para os seus contatos diretos. 
  • Importante ressaltar que a febre não aparece em todos os casos da doença. 
  • Indisposição e mal-estar geral também podem ser indícios da infecção por sars-cov-2. 

Pitaco: Enfim, resumindo:

  • Divida a família em grupos menores para as festas de fim de ano, de no máximo seis pessoas.
  • Combine a ceia em um ambiente aberto, como pátio. Se não houver como, reúna-se na residência mais espaçosa e com mais janelas e correntes de ar.
  • Em vez de ar-condicionado, opte por janelas abertas e ventilador.
  • Combine com sua família ou amigos de praticar o autoisolamento por sete dias antes do encontro. Todos precisam seguir a combinação – uma pessoa que descumpra pode infectar a todos.
  • Não divida talheres, copos e pratos. Não prove a comida na panela com o talher que você acabou de colocar na boca.
Anúncios
Publicado em Comportamento, Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , | 23 Comentários

Dicas de como cuidar da saúde capilar

O cabelo costuma ser um fator relevante na autoestima das pessoas, além de poder desempenhar um papel de indicador sobre a saúde de cada organismo. Por isso é preciso dedicar atenção especial à saúde capilar. Cuidar requer alguns cuidados específicos, mas que fazem a diferença contra a queda e consequentemente na evolução precoce da calvície. Alguns cuidados e cosméticos para cabelos adequados devem ser tomados no dia a dia e são simples.

Aqui você encontra as melhores dicas para ter um cabelo saudável e bonito. Confira!

Como cuidar da saúde capilar

As agressões do dia a dia, os produtos que usamos e os aparelhos que passamos no nosso cabelo faz com que a nossas fibras capilares percam os nutrientes que elas têm. Existem alguns produtos e hábitos que podemos fazer para ajudar a repor essas proteínas. E também algumas práticas que podem ser evitadas.

Produtos aliados

O cuidado essencial que o cabelo precisa receber é durante a lavagem. É nessa hora que retiramos os resíduos acumulados e limpamos e condicionamos os nossos fios. Então, procure usar produtos específicos para seu tipo de fio.

Depois de fazer a higienização dos fios, uma boa máscara de tratamento pode reforçar a nutri-los ainda mais. O ideal é usá-la quinzenalmente, mas para cabelos muito danificados, o indicado é uma vez por semana. Procure por máscaras que contenham ativos hidratantes.

Hábitos positivos e negativos

• Algumas práticas durante a rotina ajudam a fortalecer o cabelo e torná-lo mais saudável. Comece pela alimentação e dê mais atenção ao que você consome. As proteínas, vitaminas e minerais consumidos na medida correta podem influenciar diretamente no crescimento dos seus fios. Procure consumir alimentos como carnes, peixes, ovos e derivados, que são ricos em proteína animal.

• Tente evitar o excesso de alimentos doces. O açúcar aumenta a quantidade de insulina no sangue, causando um desequilíbrio hormonal. Isso atrapalha o funcionamento dos folículos capilares, impedindo a entrega de nutrientes.

• Na hora do desespero, algumas pessoas podem recorrer a suplementos por conta própria e isso pode causar alterações hormonais, e até mesmo ocasionar a queda capilar. Se quiser usar esses remédios, o ideal é que procure um médico nútrologo, dermatologista ou nutricionista que vai te ajudar a identificar a necessidade do que é preciso repor.

• Na hora do banho, procure evitar lavar o cabelo com água quente. A água fria ou morna ajuda a manter as cutículas (parte externa dos fios) fechadas, evitando a desidratação e a danificação dos fios.

• Se você costuma usar aparelhos que emitem calor diretamente nos fios, passe um protetor térmico antes, porque ele ajuda a criar uma barreira protetora, deixando os fios mais fortes e resistentes.

• Um ato comum em muita mulheres, mas que acaba afetando pro completo a saúde capilar. Com o cabelo amarrado demora muito mais tempo para que o couro cabeludo fique totalmente seco, podendo ocasionar caspas e outros fungos.

Seguir uma alimentação saudável, lavar o cabelo adequadamente, usar os produtos certos e evitar hábitos ruins são os principais itens para ter uma boa saúde capilar e conquistar fios deslumbrantes.

Pitaco:  O cuidado com os fios precisa ser constante, ou seja, é necessário criar uma rotina de cuidados e acompanhar esses resultados. Além disso, conheça alguns produtos na SHAFA que podem te auxiliar no tratamento para manter os cabelos bonitos e saudáveis.

Anúncios
Publicado em Moda e Beleza, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , | 20 Comentários

Natal na pandemia: dicas e orientações para confraternização familiar

A pouco dias do Natal, as famílias já começam a pensar nas confraternizações de fim de ano, que, desta vez, serão de forma nunca imaginada devido às medidas sanitárias impostas pela pandemia do coronavírus. Será possível festejar sem abraços, beijos, apertos de mãos e votos de felicidades desejados bem perto do rosto? Cada um tem seu roteiro para celebrar: distanciamento, uso de máscara, “cotoveladas” à meia-noite e entrega de presentes bem de longe.

Membro do Observatório COVID-19 BR, o físico Vitor Mori, pós-doutorando na Faculdade de Medicina da Universidade de Vermont (EUA), destaca que a confraternização familiar apresenta um risco elevado, uma vez que pessoas estarão próximas dentro de um mesmo ambiente. Apesar disso, o especialista dá dicas para diminuir as chances de contágio. O primeiro passo, de acordo com Mori, é adotar a quarentena 14 dias antes da noite de Natal. O isolamento no prazo citado – que é considerado por especialistas o tempo em que os sintomas da COVID-19 costumam aparecer – garante uma segurança maior aos parentes no dia da confraternização.

“Dá para fazer isolamento mais curto, mas isso tende a aumentar os riscos e diminuir a eficiência da quarentena. Eu não recomendo isolamentos menores do que sete dias. Fazendo o isolamento de 14 dias, tomando todos os cuidados, dá para encontrar todo mundo tranquilo, não precisa se preocupar tanto, dá para garantir uma segurança maior”, pontua Vitor.

A quarentena de 14 dias, para quem puder, também é fundamental, de acordo com o especialista, para pessoas que vão visitar parentes em outras localidades. Nesse caso, segundo Mori, o isolamento tem que ser feito já na cidade dos familiares. A dica é válida sobretudo para pessoas que vão utilizar ônibus ou avião como meios de transporte.

Dicas de prevenção e orientações para confraternização familiar

» Isolamento por 14 dias antes do Natal, prazo considerado por especialistas para aparecerem os sintomas da COVID-19.

» Família toda reunida? Melhor evitar nesse momento. Reunir pequenos grupos, privilegiando o distanciamento entre pessoas ainda é uma medida eficaz de prevenção.

» Familiares com sintomas da Covid, mesmo sem ter certeza (nem que sejam apenas aqueles clássicos sintomas de alergia ou resfriado leve) devem também evitar ir às festas. Apesar de ser uma decisão difícil se isolar, isso diz mais sobre amor e carinho para com a família do que qualquer outra coisa.

» Familiares que não convivem na mesma casa devem usar máscara de proteção também durante a ceia. E claro, mantendo sempre o distanciamento social.

» Fazer testes RT-PCR ou RT-LAMP, que peguem a presença do vírus no momento.

» Fazer a ceia de Natal em imóvel amplo, de preferência em casa com espaço ao ar livre ou quintal.

» Confraternização em apartamento deve ter muita ventilação, todas as janelas abertas.

» Em apartamento, uma boa prática para a troca de ar é a ventilação cruzada, um ventilador próximo da janela puxando o ar de fora para dentro e outro em outra janela fazendo o movimento inverso, puxando o ar de dentro para fora.

» É essencial o uso de máscara durante as conversas e na troca de presentes entre familiares, porque gotículas expelidas aumentam risco de contágio.

» Não compartilhar pratos, talheres e copos.

» Essa dica não é a mais fácil de dar, mas evite cumprimentos, abraços e beijos. A gente sabe que Natal e ano novo significa celebrar, abraçar e comemorar, mas o distanciamento entre pessoas é o jeito mais seguro de evitar o contágio.

Pitaco: Dá para comemorar em família? Claro que dá! O brasileiro é um povo festeiro, que curte estar perto e celebrar com a família e amigos. Com essas adaptações dá para garantir que a família fique segura para comemorar as próximas datas (esperamos que livres de Coronavirus)!

Anúncios

Publicado em Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | 17 Comentários

Dicas de como fazer uma árvore de Natal diferente gastando pouco

Fazer uma árvore de Natal diferente é uma forma de se deixar levar pela criatividade e de repaginar a decoração no final de ano.

Esse símbolo natalino pode ser reinventado, por outros materiais ou por novos enfeites e acessórios, sendo que a customização com pintura também é bastante utilizada.

Não há mais necessidade de comprar árvores prontas ou usar pinheiros, como era de costume, pois hoje em dia as opções são ilimitadas quando o assunto é decoração de Natal.

As ideias são criativas e fáceis de fazer, porque se utilizam de materiais baratos e comuns do cotidiano.

Os enfeites de Natal ficam originais e personalizados, independente do grau de experiência com trabalhos manuais que tiver. O que importa são os toques especiais feitos de modo simples e prático. 

Como fazer uma árvore de Natal diferente gastando pouco?

É simples! Muita gente passou a fazer uma árvore de Natal diferente em relação à árvore convencional, então, o que não faltam são ideias para isso.

A mudança aconteceu como uma alternativa para deixar esse enfeite natalino ainda mais criativo, utilizando diversos materiais e técnicas. São ideias que cabem no bolso e, em geral, também são fáceis de fazer.

Uma ideia de árvore de Natal artesanal super charmosa é a árvore de crochê para mesa. Simples e bonita para decorar uma mesa de jantar ou mesa de canto.

Utilizando livros, galhos de árvores, madeiras e caixas de ovos, é possível fazer a estrutura triangular ou piramidal da árvore de Natal.

Ao empilhar o material desejado, criando uma composição harmônica no formato de árvore, decore a estrutura com luzes de pisca-pisca, sinos, bolas e outros enfeites.

Outra forma de fazer sua árvore é aproveitando estruturas que possam ser repaginadas, como escadas e prateleiras.

Uma escada aberta fica no formato triangular, assim como prateleiras com tamanhos diferentes colocadas na ordem decrescente, de baixo para cima. A decoração fica por sua conta, seja qual for o material usado.

O mais comum é utilizar enfeites e/ou pintar os materiais nas seguintes cores: dourado, prata, vermelho e verde.

Outras opções consistem em criar desenhos na parede através de canetas apropriadas ou fazer mosaicos com peças diversas, criando um painel no formato árvore.

Ideias criativas para redecorar sua árvore de Natal

Se quiser redecorar a árvore de Natal, saiba que as tendências atuais são kits de enfeites que tenham a mesma estética e luzes com cores únicas e especiais.

Nesse caso, você pode criar o seu próprio kit de enfeite para complementar a decoração. Assim, novas peças podem ser feitas artesanalmente e outras podem ser customizadas.

Para isso, pinte e redecore suas bolas de natal, faça anjinhos, estrelas e Papai Noel com feltro, amarre fitas e aplique tintas diretamente na árvore ou na estrutura que desejar.

A tinta branca em spray aplicada sobre os galhos da árvore garante um efeito de neve bem interessante.

Saber como escolher a cor é muito importante, pois a cor de cada elemento trará diferentes efeitos e resultados. A luz azul na sua árvore vai dar um toque leve e moderno, e peças nas cores vermelhas vão transmitir energia e força, por exemplo.

Cada um escolherá os materiais e as soluções adequadas para cada mudança que precisa ser feita nessa nova decoração.

Enfeites de Natal fáceis para deixar sua árvore de Natal diferente

Nada melhor do que renovar as energias no final do ano, aproveitando para apostar e experimentar novidades no Natal.

Ornamentos simples podem ser feitos com pinhas pintadas, decoradas com mini pompons ou pérolas. A própria pinha, pintada levemente com spray branco nas pontas, se parece com uma mini árvore de Natal que pode ser usada sobre copos ou mini jarros.

Doces simples e mais elaborados, como balas, pirulitos, jujubas e cupcakes, também podem ser usados como enfeites de árvore ou como árvore.

Com barbante, palitos de picolé e bolinhas de isopor, outras estruturas podem ser criadas, tais como bonecos, bolinhas e estrelas.

Para deixar a árvore bem diferente, customize os enfeites para que eles tenham uma unidade visual e use luzes especiais, nas cores e nos formatos que quiser. Há muitas luzes que estão sendo novidades no mercado.

Enfeites com materiais recicláveis são ótimas opções para quem deseja apostar em ideias ecologicamente sustentáveis, com objetos inusitados e surpreendentes feitos à mão.

O papel, inclusive, pode ser reaproveitado e estilizado, criando figuras geométricas e origamis incríveis como enfeites de natal bem diferenciados. Sendo assim, o diferencial é você quem faz.

Pitaco: Não deixe de acreditar nas mudanças positivas e invista em uma árvore de natal diferente neste ano.

Anúncios
Publicado em Dicas, Diy | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 26 Comentários

Quais problemas de saúde uma máscara suja pode causar

Seja por deixá-las em qualquer lugar, do balcão do bar à mesa da cozinha, ou por usá-las mais tempo do que o devido, utilizar máscaras mais sujas do que o devido é comum. Seria algo anedótico se não fosse porque, segundo os especialistas, a sujeira faz com que as máscaras não protejam ao máximo contra a covid-19 e aumenta o risco de sofrer certos problemas.

“A umidade, a poeira e outras partículas que estão no ambiente saturam o filtro depois de um tempo e sua capacidade de filtragem se reduz, portanto não são tão eficazes quanto no início do uso”, explica David Díaz Pérez, coordenador da Área de Enfermagem Respiratória da Sociedade Espanhola de Pneumologia e Cirurgia Torácica (SEPAR). Podem inclusive se tornar um vetor de transmissão do vírus se deixadas em superfícies inadequadas ou manuseadas com as mãos sujas, acrescenta. É preciso saber guardar bem as máscaras e seguir as recomendações quanto ao tempo de utilização, bem como as regras básicas de higiene.

Danos colaterais na forma de coceira e acne

A primeira barreira corporal sob a máscara é a pele, por isso é a que tem mais possibilidades de sofrer os efeitos do uso indevido. “O que sabemos é que o aparecimento de lesões na área coberta pela máscara é mais frequente e que essas lesões podem ser de diferentes tipos. O que mais vemos é a acne friccional, uma espécie de acne produzida por roçadura”, explica o dermatologista Raúl de Lucas, coordenador do Grupo de Dermatologia Pediátrica da Associação Espanhola de Dermatologia e Venereologia (AEDV). Outros “danos colaterais” possíveis são a rosácea, a vermelhidão, a irritação e a coceira –especialmente entre pessoas com pele sensível, dermatite atópica ou seborreica.

Depois vem a acne cosmética, que pode aparecer “se você passar seu creme hidratante ou a maquiagem e, imediatamente depois, colocar a máscara em ambiente úmido”. De Lucas adverte que se for usada maquiagem apesar de se estar com metade do rosto coberto, é necessário usar produtos menos oclusivos e, principalmente, não abusar da quantidade. Embora a maioria dos problemas dermatológicos que as máscaras podem causar se devam exclusivamente ao uso prolongado e à fricção, o caso da acne cosmética pode ser exacerbado em consequência do efeito oclusivo extra de uma máscara suja: a sujeira satura o filtro e impede que a pele respire adequadamente.

A boa notícia é que, a título preventivo, é possível reparar a pele ao chegar em casa seguindo uma rotina de higiene e hidratação. Em caso de dermatite, acne ou qualquer outra lesão, é conveniente consultar o especialista. “Acima de tudo, deve-se evitar a automedicação. Os cremes com corticoides estão sendo usados com autoprescrição e sempre devem ser usados sob supervisão médica, consultando se há algum risco em aplicar o creme e imediatamente depois usar a máscara, pois é possível que o efeito do medicamento seja potencializado”. Além disso, “se você usar a mesma máscara por mais horas do que o devido e ela estiver suja, não só não irá protegê-lo como também acumulará bactérias. É como se você usasse sempre as mesmas meias”, adverte De Lucas. “O normal é que não aconteça nada –tranquiliza–, mas não é higiênico”.

A máscara é culpada pelo mau hálito?

Depois da pele, a área de interesse seguinte é a boca. Nossa saúde buco-dental pode sofrer os efeitos do uso indevido da máscara? É uma pergunta interessante; e usá-la coberta provoca a criação de uma espécie de microclima com características indesejáveis? Óscar Castro Reino, presidente do Conselho Geral de Dentistas da Espanha, explica que na boca coexistem milhões de bactérias pertencentes a cerca de 300 famílias diferentes e que o fazem em simbiose. Teoricamente, a falta de oxigênio poderia perturbar o equilíbrio e fazer com que determinadas bactérias orais patogênicas se desenvolvessem e comessem terreno às outras. Porém, “é altamente improvável que nas condições normais de uso das máscaras aconteça essa situação de falta de oxigênio. Nem sequer usar a máscara por mais horas do que o estipulado não tem relação com nenhum problema oral, pelo menos com claras evidências científicas”, afirma Castro Reino.

Se você se deparou com cáries, infecções bucais ou qualquer outro problema desde que a pandemia começou, não culpe a máscara… ela não a tem, pelo menos não diretamente. O que pode acontecer é que não mostrar os dentes leve algumas pessoas a relaxar a higiene bucal. Grave erro. “Não devemos nos esquecer de que a mucosa oral é uma das vias de entrada do coronavírus. Manter a boca saudável é fundamental. E agora mais do que nunca é imprescindível cuidar bem da escova, lavar bem as mãos antes e depois de usá-la, limpá-la, enxaguá-la e secá-la, mantê-la protegida na capinha, nunca compartilhá-la, afastá-la do vaso sanitário para evitar possível contaminação e não guardá-la com outras escovas”, lembra o dentista.

E o mau hálito? “Algumas pessoas pensam que agora desenvolveram halitose, quando a verdade é que já sofriam disso antes de usar a máscara, mas não a tinham detectado”, diz Castro Reino. O que acontece costuma ser que, ao usar a máscara, uma parte do ar que expiramos fica em contato com o sistema olfativo durante mais tempo e assim as pessoas percebem o problema. Mas pode haver outra explicação para esta situação: se não descartarmos a máscara depois do tempo máximo de uso, a saliva se acumulará nela, o que se traduzirá não só em perda de eficácia, mas também no aumento do mau odor. Em todo caso, diante de uma sensação de mau hálito, o mais recomendável é ir ao dentista “para verificar sua existência e, nesse caso, sua causa, já que 85% das halitoses são de origem bucal e a maioria está relacionada às gengivas”, destaca Antonio Bujaldón, presidente da Sociedade Espanhola de Periodontia e Osseointegração (SEPA).

Um paraíso para as bactérias?

Um dos motivos para sermos escrupulosos em relação ao uso de uma máscara suja é que ela se torne um ninho de bactérias que provoque infecções respiratórias. Tem sua lógica. Felizmente, e de acordo com a opinião dos especialistas consultados, parece que podemos ficar relativamente tranquilos. María del Mar Tomás, porta-voz da Sociedade Espanhola de Doenças Infecciosas e Microbiologia Clínica (SEIMC), diz que “até o momento não foi descrito nenhum caso de infecção bacteriana nas vias respiratórias superiores associada ao uso indevido de máscaras cirúrgicas, embora não se possa descartar”.

O que parece estar relacionado com o mau uso da máscara é a sensação de falta de ar que afeta algumas pessoas. Em um estudo publicado em maio foram analisados os problemas secundários do uso de máscara entre a população jovem e concluiu-se que, entre os que se queixavam de problemas, o mais comum era a dificuldade para respirar. Como explica David Díaz Pérez, “o uso da máscara além do tempo recomendado faz com que o filtro fique saturado de umidade e, portanto, não tenhamos a sensação de fácil respiração que se tem no início”. Portanto, pode parecer que estamos com falta de ar. A solução está ao nosso alcance: usá-la sempre limpa e apenas durante o tempo estipulado.

O coordenador da Área de Enfermagem Respiratória da SEPAR lembra que a máscara “não está livre de efeitos incômodos e adversos para o usuário”, principalmente se descumprirmos as regras de uso e ignorarmos o tempo máximo de utilização ou as medidas de higiene. Mas também enfatiza que “é um elemento-chave na redução da transmissão da covid-19”. Em outras palavras: é literalmente vital usá-la e, para evitar problemas, não há outra opção a não ser fazê-lo da maneira correta.

Fonte: https://brasil.elpais.com/

Anúncios
Publicado em Dicas, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , | 18 Comentários

Dicas de cuidados no preparo de alimentos cozidos para evitar perdas nutricionais

As vitaminas e minerais são compostos de baixo teor calórico e alto valor nutricional, indispensáveis à manutenção de uma boa saúde. Estes nutrientes atuam na regulação de múltiplas atividades metabólicas e bioquímicas e são essenciais na prevenção de diversas doenças. Apesar de sua importância, a grande maioria não pode ser sintetizada pelo organismo e por isso, devem ser obtidos por meio da dieta.

Amplamente distribuídos nos alimentos de origem animal e vegetal, podemos encontrar vitaminas e minerais principalmente nas frutas, verduras e legumes. Entretanto, os teores destes nutrientes podem variar devido a interferência de diversos fatores, que abrangem desde práticas agrícolas como fertilização do solo e época de colheita, até aspectos de processamento, estocagem e cozimento dos alimentos.

Nesse sentido, o real teor de vitaminas e minerais presentes nos vegetais pode ser inferior aos valores previamente estabelecidos, pelo simples fato de submetermos estes alimentos ao cozimento. Isso acontece porque alguns destes nutrientes tornam-se instáveis quando expostos ao calor, assim como também são suscetíveis a processos de oxidação e dissolução no meio líquido.

Além do cozimento dos alimentos em si, processamentos térmicos realizados na indústria para inativação de enzimas e redução do crescimento de microrganismos, são constantemente utilizados para aumentar a vida de prateleira dos produtos. Por exemplo, métodos como branqueamento, pasteurização e esterilização são corriqueiros na produção de hortaliças e frutas enlatadas, ou mesmo na conservação de leite de vaca e sucos integrais de fruta.

Em contrapartida, estes tratamentos podem também culminar em degradação vitamínica e mineral, diminuindo de forma qualitativa e quantitativa as características nutricionais destes alimentos.

Um trabalho publicado em 2018 na revista Food Science and Biotechnology demonstrou que vegetais como brócolis e cenoura, quando submetidos à fervura, permanecem em média com apenas 50% do seu teor total de vitamina C. Ainda nesse sentido, outros trabalhos mostram que o cozimento pode, por exemplo, acarretar uma perda de 40% do selênio total e diminuição de 58% no teor de iodo dos alimentos. Mais um exemplo de perda nutricional, no caso de um composto bioativo muito importante para a saúde, são os flavonoides: o cozimento de alimentos ricos nestas substâncias, como a cebola, pode promover redução de 75% do conteúdo inicial de quercetina após 15 minutos de fervura, 65% após cozimento em micro-ondas e 30% após fritura.

Portanto, para evitar grandes perdas nutricionais nos vegetais ou frutas in natura, alguns cuidados no momento do preparo domiciliar devem ser motivos de atenção. Uma boa dica de técnica que preserva melhor o teor de vitaminas e minerais e ainda mantém as características sensoriais dos alimentos é o cozimento a vapor. Além disso, controlar a temperatura, tempo de cozimento e outros cuidados no pré-preparo, como armazenamento por períodos menores e fatiamento de legumes próximos do período de consumo, podem ajudar a amenizar a perda de nutrientes.

Anúncios
Publicado em Culinária, Dicas, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , | 22 Comentários

7 frases simples que desarmam pessoas rudes

Quando alguém é grosseiro com você, é difícil não ficar chateado. Sua reação inicial é muitas vezes de revidar. Se você resiste a seus sentimentos , não se irritar e se tornar defensivo, você pode responder a comentários inadequados e acusações grosseiras, sem perder o seu autocontrole .

Aqui estão sete frases simples que rapidamente desarmam pessoas rudes:

1. “Eu aprecio sua perspectiva”

Esta frase nem sempre indica o fim de uma conversa, mas permitirá que a outra pessoa saiba que está disposto a continuar a conversa se eles tratam você com respeito e considerem seus sentimentos. Se isso não funcionar e a pessoa continua a ser rude, tente outra frase para pôr fim à conversa.

2. “Por que você está me dizendo isso? O que você espera ganhar?”


Você pode usá-la quando alguém tenta colocá-lo em uma situação embaraçosa ou te incomodar emocionalmente. Se uma pessoa rude recebe uma resposta calma e confiante de você, eles ficarão nervosos. Essas frases dão-lhes uma chance de se redimir.

3. “Você gosta de ser rude?”

Alguém que é constantemente grosseiro nem percebe que está sendo desagradável repetidamente. Usar esta frase pode pode fazê-los dar um passo atrás e reconhecer seu comportamento descortês.

4. “Você sempre tem algo negativo para dizer, não é?”

Esta frase funciona de forma semelhante à frase acima. Isso pode causar a outra pessoa uma reavaliação de seu comportamento e pensar sobre por que ele está agindo dessa forma.

5. “Obrigado”

Dizer “obrigado” parece simples, mas pode mudar o curso da conversa. Pode mostrar à outra pessoa que você não está com raiva. As pessoas rudes gostam quando os outros se irritam e se tornam descontentes. Permanecer educado significa que você reconhece o comportamento grosseiro da outra pessoa e você não se deixa afetar por esse comportamento.

6. “Você está machucando meus sentimentos”

Às vezes, a melhor maneira de mostrar para alguém que é rude é explicar-lhes que estão te machucando. Deixe-os saber o que é exatamente o que você não gosta e fica ofendido. Ao fazer isso, você pode se proteger de comentários inadequados e grosseiros no futuro.

7. “Eu acho que devemos parar essa conversa agora”

Infelizmente, as pessoas rudes nem sempre se importam ou percebem que estão machucando outras pessoas emocionalmente. Usando essa frase você mostrará que não está gostando da conversa e não quer fazer parte dela. Assim o outro pensará duas vezes quando for dizer algo ofensivo na próxima vez.

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira”

Provérbios 15:1

Pitaco: Com pessoas assim, o melhor caminho é evitar o confronto ou apresentar ideias opostas ao que ela acredita. Mas, se a situação é diferente, fugiu ao seu controle e sua frustração chegou ao limite, o melhor é apelar para a franqueza e declarar à pessoa o quanto ela está sendo rude. E fim de conversa.

Anúncios
Publicado em Comportamento, Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , | 25 Comentários

Café da manhã: entenda a importância de não pular essa refeição

O café da manhã é a refeição mais importante do dia, mas muitas vezes a deixamos de lado porque estamos com pressa, correndo contra o relógio, ou simplesmente porque não estamos dispostos a preparar, resumindo o desjejum a um simples cafezinho. Enquanto alguns estão acostumados com essa rotina, outros fazem questão de fazer um café da manhã fabuloso, o que é o ideal.

Um café da manhã nutritivo é composto dos três grupos de alimentos fundamentais para o nosso organismo: Leite, iogurtes e queijos: principais fontes de cálcio, importantes para o tecido ósseo e ricos em proteínas; Cereais, pães e biscoitos: fontes de carboidratos e energia. Os integrais também levam grande quantidade de vitaminas e fibras, que atuam no bom funcionamento do intestino; Frutas (em suco ou in natura): ricas em vitaminas, minerais e fibras, elas favorecem o bom funcionamento dos intestinos.  

A palavra desjejum já resume sua importância: a palavra vem do latim disjejunare, que significa quebra do jejum entre a última refeição do dia anterior e o período de sono. O jejum, se for maior que 12 horas, pode causar problemas no funcionamento do seu corpo. Veja abaixo 8 motivos que vão lhe mostrar o quanto o café da manhã é essencial para a sua saúde!

1. Café da manhã dobra sua energia

A melhor forma de começar o dia é nutrindo seu corpo com algumas vitaminas essenciais para aumentar a sua energia. Aqui vão algumas dicas de super alimentos que podem deixar o seu dia muito melhor:

* Ovos: Ricos em proteína, aminoácidos e vitamina D, os ovos são uma excelente fonte de energia. Comece o seu dia com 1 ou 2 ovos no desjejum e sentirá a diferença.

* Cereais e grãos: Se você gosta de cereais, opte por aqueles ricos em fibra e sem açúcar. Aveia é uma boa opção, pois aumenta o tempo de saciedade e faz muito bem. Fibras são fundamentais para o bom funcionamento do organismo, evitando doenças como câncer e diabetes.

* Vitamina C: pode ser encontrada nas frutas, principalmente na laranja e maçãs, que podem ser consumidas ao natural ou em suco.

2. Proporciona mais foco e nitidez durante o dia

Geralmente nos distraímos quando estamos com fome, e por isso fica difícil realizar as tarefas do dia, como assistir uma aula, trabalhar, ir a uma reunião etc., e piora quando o estômago ronca. Um bom desjejum proporciona mais energia para o cérebro e mantém a concentração, principalmente no período da manhã.

3. Evita mal estar e humor oscilante

Muitas pessoas reclamam de sentir cansaço e desconforto no período matutino, e muitas vezes essa indisposição se estende o dia todo. Quem pula o café da manhã com certeza vai se sentir mais cansado, indisposto, mal humorado e desmotivado. Um desjejum reforçado é essencial para deixar o seu dia melhor, tornando-o mais sociável e bem disposto.

4. Acelera o metabolismo

Para que o corpo funcione bem durante todo o dia, é importante se alimentar logo no período matutino, pois acelera o metabolismo. Evitar o café da manhã desregula o funcionamento do corpo. Se a sua primeira refeição for o almoço, só depois vai queimar calorias.

5. Evita acúmulo de calorias

Esta é uma informação muito importante para quem se preocupa com a boa forma e perda de peso. Ao pular o desjejum, o corpo automaticamente vai entender que está em situação de vulnerabilidade, como um período de fome ou guerra, e assim vai guardar o máximo de energia no corpo. É o chamado modo de sobrevivência, no qual o corpo acumula energia e calorias para sobreviver. Ao tomar o café da manhã, seu corpo vai funcionar normalmente.

6. Porções menores no almoço

Você com certeza sentirá muito mais fome de manhã se pular o desjejum e com certeza vai atacar a comida na hora do almoço com porções muito maiores e, consequentemente, com mais calorias, pois o organismo pede energia. Se quiser refeições menores e menos calóricas, tome o seu café da manhã.

7. Evita o colesterol ruim

Evitar o café da manhã estimula a produção de LDL, o colesterol ruim. Isso acontece porque o metabolismo fica mais lento e a gordura acumula nas artérias, o que pode provocar sérias doenças.

8. Café da manhã pode ser saudável e delicioso

Boas refeições tornam nosso dia melhor, certo? Então comece o seu dia com um desjejum que vai lhe proporcionar prazer e bem-estar o dia todo. Uma boca dica é consumir pão integral, leite, sucos, frutas frescas, queijo, ovos, omelete, cereal e, claro, o essencial café. Transforme o seu café da manhã no momento mais prazeroso do dia. Sua saúde agradece!

Pitaco: Em resumo, o café da manhã é ideal para: repor energia e nutrientes como vitaminas e minerais; aumentar o desempenho intelectual e a atenção; favorecer o desenvolvimento infantil; estimular hábitos alimentares saudáveis e equilibrar o plano alimentar.  

O café da manhã tem essa importante função de repor a energia que foi gasta durante o sono. Além disso, estudos indicam que realizar o café da manhã ajuda no controle da ingestão alimentar durante o dia, auxiliando no controle do peso. 

Anúncios
Publicado em Dicas, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 23 Comentários

10 hábitos que destroem o nosso cérebro

Existem doenças que, por suas características, causam danos neurológicos, além do fato de muitas delas estarem associadas de forma hereditária ou genética. No entanto, foi reconhecido que certos hábitos também podem causar esse dano porque matam seus neurônios e alteram a atividade cerebral.

Por isso, apresentamos alguns dos hábitos e coisas que você deve evitar para não registrar danos neurológicos, nem agora, nem no futuro, além de proteger seus neurônios:

1. Não tome café da manhã. Ao acordar, após um jejum de 6 a 8 horas, o cérebro necessita de energia para realizar todas as funções, mas se a quantidade adequada de proteínas, vitaminas e nutrientes não for fornecida, geram-se danos estruturais, o que implica na morte de neurônios por falta de energia e sobrecarga de trabalho.

2. Estresse. O estresse mata neurônios e até mesmo impede que novos se formem no hipocampo. De acordo com uma pesquisa publicada no Journal of Neuroscience, o estresse agudo permite que novos neurônios sobrevivam por apenas alguns dias.

3. Hipertensão. A pressão alta enfraquece as pequenas artérias do cérebro, o que pode causar danos aos nervos. De acordo com um estudo da Universidade do Alabama, publicado na revista Neurology, a perda de neurônios está associada a problemas de memória, principalmente após os 45 anos, devido à hipertensão.

4. Não dormir bem. A falta de sono por longos períodos acelera a perda de células cerebrais. Além disso, dormir com a cabeça coberta aumenta a concentração de dióxido de carbono e diminui o oxigênio, causando efeitos adversos ao cérebro.

5. Fumar. Provoca diminuição do tamanho do cérebro e, além de promover o aparecimento do Alzheimer, estudo da Universidade de Northumbria revela que fumar causa perda de memória, que pode ser revertida com o abandono.

6. Beba álcool. O álcool em excesso pode ser muito prejudicial aos nossos neurônios e à saúde em geral.

7. Falta de exercício para cérebro. De acordo com informações científicas, o pico de ‘eficiência’ do cérebro está entre os 16 e os 25 anos. Após essa fase, a produtividade cai um pouco. Não obstante, uma pesquisa mostrou que, se treinamos o cérebro com regularidade, podemos ajudar a melhorar o seu funcionamento. Isso vale para pessoas que mostram os primeiros sinais de demência senil.

8. Celular. Um experimento com ratos mostrou a conexão entre o câncer de cérebro e o uso de telefone celular. Não obstante, você não precisa jogar o seu fora, os médicos recomendam o uso de viva-voz e afirmam que o ideal é deixar o aparelho mais longe da cama na hora de dormir.

9. Falta de atividade física. O cérebro, assim como outros músculos, precisa de treino. Em um estudo descobriu-se que o exercício físico influencia positivamente a síntese de BDNF e, portanto, a memória de longo prazo.

10. Comer muito. O excesso de comida gera uma circulação lenta e mal oxigenada para o cérebro. Além disso, um alto consumo de açúcar interrompe a absorção de proteínas e nutrientes necessários para a criação de novos neurônios.

Por outro lado, se nossa dieta inclui muita gordura saturada e colesterol, o cérebro fica inflamado, a função nervosa é alterada e a memória de trabalho ou memória imediata é reduzida, de acordo com um estudo publicado no Journal of Alzheimer’s Disease.

Pitaco: Para prevenir danos neurológicos e manter as funções cognitivas do cérebro em boa forma, é importante fazer pequenas mudanças diárias em seus hábitos, porque podem fazer uma grande diferença. Uma dieta rica em antioxidantes e exercícios são dois pontos a serem enfatizados.

Anúncios
Publicado em Comportamento, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | 25 Comentários

Dicas de acessórios para arrasar em qualquer estação do ano

Você já colocou um look, se maquiou, arrumou toda, mas no final sentiu que estava faltando algo? É assim que nos sentimos quando o nosso look pede por um acessório, ou por alguns acessórios. Uma bolsa, por exemplo, faz toda diferença quando usada corretamente.

E se você também se incomoda muito quando o estilo escolhido está “sem graça”, leia esse artigo! Preparamos uma lista de acessórios para dias quentes e outros para dias frios, para que assim você se “equipe”, e sempre que precisar, tenha à disposição vários complementos para o seu look.

Acessórios para dias quentes

Confira a seguir a lista de alguns acessórios para usar em dias quentes de sol.

Chapéu

Um chapéu, principalmente para ir à praia, pode ser um grande complemento para o seu look. Combinado com uma linda bolsa, pode fazer uma enorme diferença. Há também alguns tipos de chapéus que podem ser usados até em dias frios.  

Óculos de sol

Aquele item para proteção que se tornou um queridinho. O óculos de sol é excelente para dias de muito sol, onde nossa visão fica até comprometida. Além de ajudar a proteger os olhos, eles também completam bem um look bem montado e podem ser um enorme diferencial para você arrasar.

Acessórios para usar em dias frios

Abaixo preparamos uma lista de acessórios para usar em dias frios.

Cachecol

O cachecol é um acessório bastante usado em lugares onde o frio é mais intenso, como países da Europa, América do Norte, países mais ao sul da América também etc. Até mesmo em estados do sul do Brasil, há dias em que o cachecol é usado.

Luvas

As luvas também são ideais para dias bem frios. Se você já passou por um dia muito frio onde você mora ou já viajou para locais onde a temperatura costuma ser mais baixa, sabe que as mãos “congelam”. E a luva é ideal para evitar isso, além de ser um acessório bonito, quando usado corretamente.

Acessórios para qualquer temperatura

E há também aqueles acessórios que podem ser usados tanto em dias frios, como também em dias quentes. Vamos a lista:

Colar, brinco e pulseira

Um trio muito lindo, que faz toda diferença, mas que também causam grande impacto se usados avulso. Um brinco é quase que indispensável dependendo da ocasião, assim como um colar também. As pulseiras são ótimas para você que as preferem ao invés de um relógio, para ter algum acessório no braço.

Relógio

O relógio é o acessório queridinho de todos, tanto entre mulheres, quanto entre homens. É bastante versátil e pode ser usado em qualquer ocasião, desde que você escolha cor e modelo certo.

Bolsa

A bolsa, como dissemos no início deste artigo, talvez seja o acessório que mais faz diferença em um look. Quando escolhida em um estilo bonito, cor que combina com a roupa usada e com detalhes deslumbrantes, chama mais atenção que até mesmo a própria roupa.

Cinto

O cinto é outro acessório onde os detalhes chamam atenção. As fivelas para cintos são praticamente todo o acessório, é o diferencial. Seja uma fivela mais básica ou mais chamativa, depende bastante da ocasião. E depende também se o cinto é necessário para o estilo escolhido.

Enfim, escolha o acessório ou os acessórios certos e veja a grande diferença que eles podem causar em um look.

Anúncios
Publicado em Dicas, Moda e Beleza | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | 17 Comentários

Aprenda a controlar os seus pensamentos, pois eles dirigem sua vida

Olá! Você já parou pra pensar no poder dos seus pensamentos? É um trocadilho bem importante este, porque de fato, o pensamento tem poder. Aliás, tem muito poder!

Muitas de nossas ações, emoções e até mesmo doenças, são originadas em nossos pensamentos. Assim, é importante compreendermos como eles são gerados e como trabalhá-los em favor de nossa saúde.

Os nossos pensamentos tem relação estreita com:

O ambiente ao nosso redor (pessoas, lugares e circunstâncias);
A nossa personalidade (duvidosa, agressiva, otimista, ponderada, etc);
A nossa conduta de vida (a maneira como administramos nossas vidas);
O nosso passado;
As nossas reações físicas.
Sendo assim, temos condições de controlar nossos pensamentos; e como eles geram nossas ações, também temos controle sobre elas.

O exemplo do Márcio

Márcio era um jovem inteligente e esforçado, que estava a progredir na vida desde que deixou a faculdade há pouco mais de 5 anos. Certo dia, teve um encontro com dois de seus antigos amigos de faculdade.

Ficaram conversando por horas sobre diversos assuntos e compartilharam detalhes de suas vidas desde a época da faculdade. Ao terminar o encontro, Márcio foi para casa comparando sua vida com a de seus amigos.

Concluiu que seus amigos eram mais capazes do que ele e também mais felizes do que ele. Então, Márcio passou a experimentar sentimentos de tristeza e frustração que duraram dias em sua mente.

O que houve de errado? Márcio cometeu um erro muito comum. Ele decidiu comparar sua vida com a de seus amigos, ao invés de comparar sua vida com ela mesma no passado.

Comparar-se consigo mesmo é um pensamento melhor, pois poderemos realmente perceber se houveram evoluções em nossas vidas em direção dos nossos objetivos. Ao invés de tristes, isso nos motiva a seguir em frente ou a corrigir o que está indo mal.

Além disso, o ritmo de conquistas e experiências de seus amigos será sempre diferente do seu, pois o ambiente, as personalidades e o passado deles é outro. Isso varia muito de pessoa para pessoa.

Veja que Márcio fez uma escolha sobre o que pensar e isso gerou consequências para ele (no caso, ruins).

Seus pensamentos dirigem toda a sua vida

Precisamos ter ciência de que os pensamentos podem causar reconciliação, restituição, paz, amor, confiança, alegria, disposição, sorrisos, bem estar geral, mas também podem gerar ódio, agressão, ansiedade, tristeza, dores de cabeça, taquicardia, entre outros.

Todos nós somos donos e responsáveis pelos nossos pensamentos. Se procurarmos controlá-los, evitaremos condutas impróprias e manteremos melhor saúde mental e também a saúde física, como podemos observar nestes dois estudos de casos:

Caso 1: Num centro de recuperação, pessoas com câncer foram dividas em dois grupos. Um deles foi ensinado a cultivar esperança e a desfrutar dos prazeres e alegrias da vida que ainda podiam experimentar. Também aprenderam técnicas de relaxamento. O outro grupo não recebeu qualquer instrução. O resultado foi que o primeiro grupo apresentou anticorpos muito mais ativos em seus corpos do que o segundo grupo.

Caso 2: Num asilo, também dividiram os idosos em dois grupos. O primeiro passou a ter liberdade para tomar algumas decisões, como o que comer, que filme assistir, etc. O outro grupo ficou restrito às regras do local. O primeiro grupo ficou mais satisfeito e experimentou mais prazer do que o segundo grupo e no decorrer de um ano e meio, o primeiro grupo apresentou taxa de mortalidade 50% inferior ao segundo grupo.

Uma dica para facilitar a manutenção de nossos bons pensamentos, é mantermos princípios e valores como:

Honestidade,
Integridade,
Respeito com os outros,
Responsabilidade,
Justiça,
Verdade, etc.
Esses ideais terminam por plantar sementes da saúde em nossas mentes, fazendo brotar pensamentos positivos com ações também positivas!

Nem sempre será possível dominar sua mente

No entanto, é importante percebermos que haverão casos onde não conseguiremos manter os pensamentos positivos, por mais que tentemos.

Situações de morte de pessoas amadas, a descoberta de uma doença grave, um processo de divórcio, e outros casos similares, irão certamente despertar pensamentos negativos em nós.

Nesses casos será necessário que nos adaptemos ao sofrimento e aos pensamentos decorrentes dele. Para minimizar as consequências, recomendamos que você cultive a paciência, pois o tempo é um grande remédio nestas ocasiões.

Procure confiar em Deus, pois a fé em Deus é outro remédio valioso nessas situações. Busque também apoio junto à pessoas que você ama e que são dignas de sua confiança, abrindo seu coração à elas.

E então? Você está controlando os pensamentos?

Proponho um teste: nos próximos cinco dias, tome nota de cinco situações relevantes que ocorreram. Escreva estas situações num bloco de notas para reflexão e estudo de comportamento. Descreva as emoções e os pensamentos que você experimentou.

Depois avalie as cinco experiências e veja se os pensamentos foram em sua maioria positivos ou negativos. Isso lhe dará uma pista sobre como você tem nutrido e controlado sua mente.

Fonte: sementesdasaude

Anúncios
Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , | 20 Comentários

10 tipos de vinagre para usar no dia a dia

O vinagre é um ingrediente clássico e tradicional. Ele é antigo, versátil e indispensável. É usado na culinária e também cumpre um importante papel na saúde, na beleza e na limpeza. Mas, para cada função, existe um tipo de vinagre diferente. Quais desses tipos você conhece? Veja a seguir, e passe a fazer o uso correto desse ingrediente tão importante.

1. Vinagre de álcool

O vinagre de álcool a partir da fermentação de álcool etílico proveniente da cana-de-açúcar. Naturalmente ele é transparente, ou seja, puro. É assim que ele pode ser usado para a limpeza doméstica. Mas também existem opções coloridas e aromatizadas com ervas e frutas. O vinagre de álcool é mais usado para fazer conservas, higienizar vegetais e temperar carnes.

2. Vinagre de arroz

Esse vinagre é obtido a partir da fermentação do arroz. O resultado é um composto sem sódio, e rico em aminoácidos e antioxidantes. É um vinagre bastante comum na culinária oriental, e pode ser feito com diferentes tipos de arroz. Seu sabor é levemente agridoce.

3. Vinagre balsâmico

Esse vinagre é feito a partir da uva, que é uma fruta rica em antioxidantes. Ele é um vinagre escuro e adocicado, e tem uma versão cremosa ótima para vários pratos, desde saladas, passando por carnes, molhos e até sobremesas. Não serve para limpeza.

4. Vinagre branco

O vinagre branco é feito a partir de cereais. Assim como o vinagre de álcool, é uma boa opção para limpeza doméstica, bem como para desinfetar vegetais e, claro, para temperar alimentos, como todos os outros tipos.

5. Vinagre de frutas

Também é possível fazer vinagre a partir da fermentação de vários tipos de frutas, como tangerina, abacaxi, maracujá, laranja, kiwi, manga, jabuticaba e framboesa. É usado como tempero, e uma opção que fornece bons nutrientes para a saúde.

6. Vinagre de sidra

Esse vinagre também é de fruta, mas feito exclusivamente do suco fermentado da maçã, que é a sidra. Ele é um dos menos ácidos e conhecido por ser rico em antioxidantes, assim como a maçã. Ele é usado para preparos diversos, como molhos, saladas, pratos agridoces e conservas. Seu sabor delicado funciona perfeitamente em picles, saladas e molhos para carne, principalmente de porco.

7. Vinagre orgânico

Esse vinagre pode ser feito de diferentes frutas, mas o que diferencia dos demais é que suas matérias-primas provêm da agricultura livre de agrotóxicos e sustentável.

8. Vinagre de vinho

Feito a partir do vinho tinto ou branco, esse é um vinagre mais usado para tempero de carnes, e precisa levar em conta seu poder de alterar a cor dos alimentos. Aliás, por isso, e também pelo aroma, não é recomendado para limpeza doméstica. Ele é rico em antioxidantes e tem um sabor frutado. Este vinagre é adocicado e frutado e pode ser utilizado em molhos vinagretes e molhos com sabores potentes.

9. Vinagre aromatizado

O vinagre aromatizado pode ter em sua composição especiarias, ervas, frutas e outros condimentos. Seu uso é mais frequente em molhos de saladas e também sobremesas.

10. Vinagre de malte

O vinagre de malte é produzido com malte de cevada fermentada. Após a produção da cerveja, faz-se este vinagre que é muito popular na Inglaterra. Vinagre de malte é utilizado no peixe com batata frita, prato tradicional da Inglaterra

Qual o melhor vinagre para usar na limpeza?

Basicamente, não há restrição de vinagre para usar na limpeza, exceto, é claro, o balsâmico cremoso. Mas, o recomendado é que dê preferência para os mais neutros e claros, só para evitar manchas em tecidos ou superfícies brancas, e para evitar que o aroma dele nos ambientes seja de comida.

O que faz esse produto ser bom para a limpeza é que todos os tipos são fermentados e resultam na produção de ácido acético, que é o nome científico do vinagre misturado com água. Esse ácido tem ação contra micro-organismos, como fungos e bactérias, e por isso serve como um desinfetante leve, tanto para alimentos quanto para superfícies e machucados no corpo.

Pitaco: O vinagre deve sempre ser diluído em partes iguais com a água, pois na sua versão pura pode causar irritação nos olhos, ardor no nariz e garganta, e congestão pulmonar.

Anúncios

Publicado em Culinária, Dicas, Utilidade | Marcado com , , , , , , , , , | 24 Comentários

Como saber quando é fome e quando é gula?

Geralmente essa é uma pergunta que as crianças fazem para os pais quando ainda estão aprendendo a entender os sinais do próprio corpo. “Quando é que eu estou com fome de verdade e quando é só vontade de comer?” Bem, muitos adultos também podem ter essa dúvida, pois nunca é tarde para aprender a se comunicar com o seu corpo. Veja por partes.

O que é fome?

A fome é quando você sente aquele “vazio no estômago”, que às vezes até ronca. É uma sensação fisiológica que acontece quando o seu organismo precisa de mais nutrientes, sejam açúcares, gorduras ou aminoácidos, para continuar gerando energia.

O que é saciedade?

A saciedade é quando você come uma porção de alimento e a sensação de fome passa. Para estar satisfeito não precisa sentir que a barriga está cheia, estufada. A fome termina antes disso, quando você come uma porção de comida adequada ao que seu corpo necessita naquela refeição.

Muitas pessoas pensam que, para estar satisfeito, precisa não aguentar mais comer nada, só que não é verdade. Quando chega nesse ponto, quer dizer que você já comeu mais do que precisava.

O que é gula?

A gula é quando você não está sentindo fome, mas está com desejo por algum alimento ou um grupo de alimentos específicos, geralmente guloseimas. Poucas vezes as pessoas sentem gula por uma saladinha, pois a gula está relacionada ao seu estado emocional, que deseja alimentos mais “intensos” e que tragam uma memória afetiva prazerosa.

A gula é uma forma compulsiva de se alimentar, que acontece mesmo quando a pessoa acabou de comer e está satisfeita. Mas, não quer dizer que aconteça sempre, como a compulsão alimentar, que é um transtorno.

Muitas pessoas sentem gula só às vezes, como quando estão ansiosas, grávidas ou na TPM, pois o desejo por guloseimas está atrelado ao comportamento hormonal, que por sua vez está ligado ao seu emocional.

Como comer só o suficiente?

Uma das estratégias para evitar comer em excesso durante uma refeição é, aos poucos, ir aprendendo quando é a hora de parar, observando as suas sensações enquanto se alimenta.

Comer devagar, prestando atenção na comida, é bem importante para saber quando a fome já passou e a barriga ainda não está estufada. Se você comer rápido ou prestando atenção em outra coisa, como na internet ou na televisão, a tendência é que você coma mais do que precisa, sem perceber.

Se mesmo assim você tiver dificuldade em saber quando já está satisfeito, a dica é consultar um nutricionista que irá ajudá-lo a determinar porções adequadas para cada refeição. O nutricionista vai avaliar sua saúde e seu estilo de vida, e criar um cardápio com quantidades de comida o suficiente, evitando que você extrapole.

Agora, se o seu problema é a vontade de comer o tempo todo, mesmo sem estar com fome, pode ser que a questão seja outra, como um problema de tireoide ou mesmo emocional. No caso da tireoide, o médico endocrinologista poderá ajudar, e se for emocional pode ser que um psicólogo ou psiquiatra seja o melhor profissional a consultar.

Fonte: Dicasonline

Anúncios
Publicado em Dicas, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , | 23 Comentários

7 erros de higiene que fazemos na cozinha

Conhecido por suas aparições na televisão, o biomédico Roberto Figueiredo, o famoso Dr. Bactéria, ganhou popularidade por ensinar de forma simples como manter a casa sempre higienizada.

Em diversas entrevistas o profissional listou uma série de erros que quase todo mundo comete na cozinha e que devem ser evitados em nome da saúde. Confira alguns dos mais comuns e por que você deve abandonar os hábitos ultrapassados:

Erros de higiene que fazemos na cozinha

1. O hábito de lavar o arroz antes do preparo é antigo, mas considerado equivocado pelo Dr. Bactéria. Segundo o biomédico, eliminar a “água branca”, que nada mais é do que o amido do alimento, faz com que ele perca 75% de sua propriedade nutricional.

2. Lavar a carne em água corrente é outro erro que deve ser evitado. O processo não elimina bactérias e até aumenta as chances de contaminação. O especialista afirma que não há necessidade alguma em “limpar” o alimento. Também não há necessidade de lavar o frango antes de preparar.

3. Você também usa pregadores de roupa para fechar pacotes de bolachas e salgadinhos? O hábito é prejudicial porque o objeto, que normalmente fica na lavanderia, pode contaminar o alimento quando entra em contado com suas mãos.

4. Outro equívoco comum é armazenar o ovo na porta da geladeira. A região é a menos gelada e não oferece a refrigeração necessária para a manutenção adequada do alimento.

5. Exagerar na quantidade de detergente na hora de lavar a louça. O produto nunca dever ser aplicado na esponja, mas sim em uma bacia de água que deve ficar na pia enquanto você faz a higienização. O ideal é adicionar 8 gotas de detergente para cada litro de água.

6. Guardar o vinagre sob a pia é outro erro que muitas pessoas comentem. Segundo o Dr. Bactéria, o alimento, depois de aberto, deve ser mantido sob refrigeração, na geladeira, preferencialmente na porta.

7. A lixeira pequena que fica na pia da cozinha também deve ser abandonada. O profissional explica que o lixo deve estar sempre no chão e ser trocado diariamente.

8. O biomédico também recomenda que a tábua de carne feita de madeira que você possui na cozinha seja aposentada. O objeto favorece a contaminação dos alimentos e deve ser substituído por uma de vidro, preferencialmente.

9. É comum no dia a dia colocar para secar, na pia ou no fogão, o pano de louça úmido. O que você não sabe, no entanto, é que este pedaço de pano pode abrigar até 1 milhão de bactérias a mais que um vaso sanitário de banheiro público. Melhor dispensá-lo.

Anúncios
Publicado em Achado, Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | 19 Comentários

Nada é permanente, nada é realmente nosso

O apego é entendido como um vínculo, um laço afetivo muito forte que determina o desenvolvimento da personalidade, a forma de nos relacionarmos com os outros e com tudo o que nos rodeia e, inclusive, a forma como nós vemos a vida. No entanto, o apego tem um inconveniente: nada é permanente, nada disso é realmente nosso.

Um certo tipo de apego é necessário. Trata-se daquele que precisa de uma figura estável nos primeiros anos de vida para um correto desenvolvimento cognitivo e emocional posterior. Por outro lado, o apego inseguro é aquele que nos preenche com ansiedade e medo diante do objeto ou da pessoa pela qual sentimos esse apego. Na verdade, todas as relações têm um certo componente de apego, apesar de nem todos os tipos serem saudáveis.

Algumas das nossas relações podem nos provocar ansiedade diante da perspectiva de perda. Para evitar isso, devemos lembrar que, seja o que for que a vida nos tenha dado, é apenas um empréstimo, pois nada é permanente. Ser grato é o primeiro passo para ter um apego seguro com as pessoas ao nosso redor. O mesmo ocorre com o trabalho, as férias e com qualquer situação do momento presente.

“Agradeça com todo o seu ser por tudo que a vida lhe traz; afinal de contas, é o que você cultivou”.

Precisamos entender que nada é permanente

Ter relacionamentos nos quais nos sentimos seguros não é um dom, mas uma arte que exige vontade e prática. Quando uma relação se mantém somente por hábito, e não existem outras razões que lhe deem sentido, estamos diante de um apego inseguro. O ideal para a nossa higiene mental é acabar com essa situação.

Se não aprendermos a soltar, se não deixarmos ir, as consequências serão muito mais negativas. Se o apego pode mais do que nós e ficamos presos, grudados aos sonhos, fantasias e ilusões, o sofrimento vai crescer sem parar e a tristeza será a nossa companheira de viagem. Buda, em umas de suas famosas frases, indicou que a origem do sofrimento está, precisamente, no apego.

Nada é completamente seu, a vida te empresta, te presenteia para que você aprenda a apreciar e também a se despedir.

No entanto, nem todos os apegos são ruins, existem alguns que são necessários e úteis. Um apego seguro se baseia em saber aproveitar o que nós temos neste momento, sem precisar que continue ao nosso lado para estarmos bem. Se olharmos o que está nos provocando sofrimento com uma nova visão, compreenderemos que não é esse objeto o que nos causa dor, mas a maneira como nos prendemos a ele.

Nosso problema com o apego acontece porque percebemos as coisas como entidades permanentes. No empenho de alcançar os nossos objetivos, empregamos a agressividade e a competição como ferramentas supostamente eficazes, e nos destruímos cada vez mais durante o processo. Para evitar isso, é necessário que você entenda que nada é permanente.

“As pessoas são tão lindas quanto o pôr do sol, se permitirmos que elas sejam assim. Na realidade, pode ser que a razão pela qual apreciamos verdadeiramente um pôr do sol é porque não podemos controlá-lo”.
– Carl Rogers –

Dependência diante da independência

Nosso contexto cultural nos convida a viver dependendo de outras pessoas: pais, filhos, companheiros amorosos, etc. Desde pequenos nos impõem a ideia do amor romântico, aquele no qual os membros do casal não podem, nem devem viver longe um do outro. No entanto, a dependência nas relações românticas é altamente prejudicial, nos transformando em pessoas totalmente incapazes a nível emocional.

A dependência, assim como qualquer outro construto (construção mental criada a partir de elementos simples para ser parte de uma teoria), não é boa nem ruim por si só. Em um certo grau, ela sempre está presente em nossas vidas. É algo que todos nós deveríamos admitir diante do mundo e de nós mesmos, já que nos levaria a reconhecer e adquirir estilos de relacionamento mais saudáveis com as outras pessoas.

Atualmente, existe uma tendência a tratar a dependência com um certo desprezo, como se ela fosse um sinal de fraqueza. No entanto, se pararmos para pensar, quase todos os aspectos da vida são o resultado de esforços alheios. A nossa preciosa e magnífica independência pode ser mais uma ilusão, ou uma fantasia, do que um fato tangível. Para ter uma vida feliz, precisamos de amigos, boa saúde e bens materiais; curiosamente, são âmbitos nos quais dependemos de outras pessoas.

Nossa necessidade dos outros é um paradoxo. Ao mesmo tempo em que, na nossa cultura atual, exaltamos a mais feroz independência, também ansiamos a intimidade e a conexão com uma pessoa especial e querida. O segredo, portanto, está em amar, mas sem precisar. 

“Em nossas loucas tentativas, renunciamos ao que somos por aquilo que queremos ser”.
– William Shakespeare –

Anúncios

Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , | 21 Comentários

Confira 13 alimentos que ajudam a controlar a diabetes

Diabetes mellitus é uma doença do metabolismo da glicose causada pela falta ou má absorção de insulina, hormônio produzido pelo pâncreas e cuja função é quebrar as moléculas de glicose para transformá-las em energia, a fim de que seja aproveitada por todas as células. A ausência total ou parcial desse hormônio interfere não só na queima do açúcar como na sua transformação em outras substâncias (proteínas, músculos e gordura).

Na verdade, não se trata de uma doença única, mas de um conjunto de doenças com uma característica em comum: aumento da concentração de glicose no sangue provocado por duas diferentes situações:

Diabetes tipo 1: O pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina. A instalação da doença ocorre mais na infância e adolescência e é insulinodependente, isto é, exige a aplicação de injeções diárias de insulina.

Diabetes tipo 2: As células são resistentes à ação da insulina. A incidência da doença que pode não ser insulinodependente, em geral, acomete as pessoas depois dos 40 anos de idade.

Sintomas:

  • Poliúria – a pessoa urina demais e, como isso a desidrata, sente muita sede (polidpsia);
  • Aumento do apetite;
  • Alterações visuais;
  • Impotência sexual;
  • Infecções fúngicas na pele e nas unhas;
  • Feridas, especialmente nos membros inferiores, que demoram a cicatrizar;
  • Neuropatias diabéticas provocada pelo comprometimento das terminações nervosas;
  • Distúrbios cardíacos e renais.

Veja uma lista de 13 alimentos que ajudam a controlar a diabetes:

1) Carboidratos integrais: são fundamentais para o diabético, pois contêm nutrientes e fibras que ajudam a controlar o nível de glicemia no sangue. O principal ingrediente do carboidrato integral é o cromo, que ajuda no metabolismo da glicose, na manutenção da glicemia (níveis da glicose no sangue), e contribui ainda para a regulação do apetite e da vontade de comer doce, ajudando no controle do peso, que é muito importante para o diabético.

É preciso ficar atento aos rótulos dos alimentos: produtos diet feitos com farinha branca, por exemplo, não são adequados para diabéticos. Ela aconselha substituir o arroz branco pelo arroz integral, o pão branco pelo pão 100% integral e consumir os diversos cereais integrais existentes.

2) Salsa: possui vanádio na sua composição, que ajuda no aumento da captação de glicose, prolonga a ação da insulina e ainda aumenta a sensibilidade do organismo à insulina. Dica: acrescente salsa à salada, ao arroz, etc, sempre deixando-a o máximo possível in natura, sem cozinhar.

3) Folhas verdes: são abundantes em magnésio, mineral essencial ao organismo que melhora o comportamento dos receptores hormonais da insulina, o que melhora a captação de glicose pelas células. Isso melhora os níveis de glicose e a sensibilidade à insulina. A nutricionista ressalta que é importante que a salada crua seja consumida diariamente pelo diabético, pois é onde estão os nutrientes e as fibras mais intactos, de preferência no almoço e no jantar.

4) Espinafre e tomate: representam o ácido lipóico, um antioxidante que melhora muito a sensibilidade à insulina, ajudando no controle do açúcar no sangue. O espinafre pode ser consumido cozido ou cru em saladas.

5) Frutas: a nutricionista Carolina Santos explica que, de maneira geral, os diabéticos podem sim comer frutas. Existem apenas alguns casos específicos, quando a glicemia está muito descontrolada, em que o médico pode prescrever uma dieta mais restrita temporariamente. O recomendado é que diabéticos optem por frutas ricas em fibras, como a maçã com casca, especialmente após as refeições, quando a absorção da glicose se dá de forma mais lenta. Frutas também são fontes de flavonoides, com função antioxidante.

6) Amêndoas: alimento rico em zinco, que protege as células beta do pâncreas, produtoras da insulina (no caso dos diabéticos do tipo 2). O zinco também contribui na síntese, secreção e utilização da insulina.

7) Gérmen de trigo: rico em fibras e em vitamina E, importante para melhorar a sensibilidade à insulina. Possui ainda o manganês, que ajuda na síntese e na sensibilidade à insulina. Uma colher de sopa do gérmen de trigo ao dia já supre a necessidade diária de manganês.

8) Yacon: é uma batata de textura macia, saborosa e levemente adocicada que lembra o sabor da pêra ou do melão. Pode ser consumida crua, como uma fruta. Além de ter baixos índices glicêmicos, tem frutooligossacarídeo em quantidades que ajudam a melhorar a sensibilidade à insulina.

9) Farinha de casca de maracujá: tem fibra solúvel na sua composição, que ajuda a controlar os níveis de glicose no sangue. Pode ser misturada nas refeições em alimentos como arroz ou feijão, para ajudar a retardar a absorção dos açúcares.

10) Linhaça: o consumo de 40g de linhaça por dia (cerca de 2 colheres de sopa) ajuda a melhorar a sensibilidade à insulina. Pode ser misturada à salada, de preferência moída, ou em sucos e vitaminas.

11) Canela: tem polifenóis e cromo, nutriente fundamental para o metabolismo da glicose. Além de melhorar a resistência à insulina, ajuda a melhorar os níveis de glicose em jejum. Pode ser consumida em bebidas como café ou chá, por exemplo.

12) Farelo de aveia: é a parte da aveia com maior concentração das fibras beta-glucanas, que ajudam a controlar a glicemia. Duas colheres de sopa de farelo de aveia ao dia já ajudam no controle da glicemia.

13) Chocolate com alto teor de cacau: tem alto teor de flavonoides, que ajudam no controle da pressão arterial e melhoram a sensibilidade à insulina de hipertensos. O ideal para os diabéticos é consumir o chocolate diet (sem açúcar) com alto teor de cacau (amargo).

Fonte: portalraizes

Anúncios
Publicado em Dicas, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , | 26 Comentários

Volte a ser criança e ganhe leveza no dia-a-dia

Ser adulto é chato. Difícil encontrar quem, diante de tantas responsabilidades, nunca tenha pensado nisso e sonhe em voltar para os dias em que as obrigações eram apenas ir para a cama no horário e fazer a lição de casa. A tarde jogando videogame, as brincadeiras de rua e as guloseimas na sobremesa tornavam a infância uma fase bastante divertida e ficam na memória.

Mas a graça não precisa ficar restrita às suas lembranças. Volta e meia, o resgate de algum desse s hábitos pode adoçar a sua rotina e torná-la mais agradável. A infância e as memórias que ficaram guardadas dentro de cada um são um tesouro maravilhoso. Conseguir, mesmo depois de adulta, brincar como criança é admirável e ainda contribui com a sua saúde mental , afirma a psicanalista Dorli Kamkhagi. Abaixo, você encontra algumas sugestões de passatempos para matar as saudades.

Pirulito , chiclete e papinha
Quem disse que adulto também não chupa pirulito? Claro, nada de abrir um desses no meio de uma reunião da empresa. Mas, em situações informais, o doce até tem um charme. Há festas em que eles são distribuídos aos convidados e é fácil encontrar pirulitos até nas lanchonetes das empresas. Mas a recomendação de criança ainda vale: nada de ficar sem escovar os dentes.

Rumo ao videogame
O videogame, principalmente para os homens, não é apenas um volta à infância, mas sinal de que a competição ainda está em alta. Nos games o que acontece é diferente: existe algo de competição, de estímulo, de luta. O competidor entra no jogo com o impulso de ganhar e vencer explica a especialista. Para aproveitar essa atividade de forma a relembrar a infância, é preciso tentar manter essa competição de lado , sugere.

Amarelinha; pular corda e pique-esconde
Ver adultos pulando corda parece estranho. Mas a companhia dos sobrinhos, filhos, netos e afilhados pode ajudar a quebrar a vergonha na brincadeira. Além de divertida, ela é saudável e revela como anda o seu condicionamento físico.

Assistir a desenhos
Existe alguma coisa mais gostosa do que uma rodada de pipoca ou chocolate acompanhada de uma sessão de desenhos animados? Aproveite as manhãs dos finais de semana e levante da cama direto para frente da TV. Mas nada de abandonar as obrigações em nome da folia. A ideia é, simplesmente, passar o tempo livre de maneira inusitada.

Colecionar bonecos
As coleções de bugigangas infantis podem resgatar diversas lembranças. Dá para recriar histórias, recordar suas peripécias de menino e ainda dividir as memórias com a família e os amigos.

Ler gibi
Ler é maravilhoso em qualquer idade e as narrativas infantis e têm uma simplicidade que cativam todos os adultos. Vale ler gibis antigos ou passar na banca para conhecer as novidades. Se você tem crianças em casa, organize uma tarde de leituras e não economize nas risadas.

Criança ou criancinha
Recuperar as memórias da infância é divertido, mas precisa de limites. Crescer impõe muitas responsabilidades e é difícil manter uma relação com adultos infantilizados demais. A brincadeira não pode ter exageros, evitando o comportamento infantilizado que pode estar mascarando outras dificuldades. Por exemplo, gostar de assistir a desenhos infantis pode ser algo muito prazeroso, mas um adulto que só assiste a filmes de Tom e Jerry precisa pensar por que o universo adulto não está sendo atraente diz Dorli Kamkhagi.

Pitaco: Leve a vida com a leveza de uma criança! Aprenda a ser mais leve, sonhe mais e fique feliz simplesmente por ficar. Seja espontâneo como uma criança. Acredite na pureza do ser humano, na pureza da criança, que talvez esteja escondida, mas que existe em cada um de nós.

Feliz dia da criança que existe em você!

Anúncios

Publicado em Comportamento, Dicas | Marcado com , , , , , , , , , | 23 Comentários

Como organizar suas roupas para uma mudança de casa

Quando chega a hora de mudar de casa… É uma mistura de emoções: Alegria e entusiasmo por uma nova vida, uma casa melhor etc. E também preocupação, por medo de nem tudo sair como planejado.

Bom, para que você não tenha problemas com a sua mudança, é preciso planejar bem, desde a organização até o transporte. Se possível, é interessante fazer um checklist com tudo que você precisa fazer, se não você pode até acabar esquecendo de algumas coisas.

Uma das coisas que damos menor importância durante uma mudança de casa são as roupas. Geralmente jogamos de qualquer jeito em um lençol e amarramos, fazendo uma trouxa de roupas. Porém, quando chegamos na casa nova, o que mais dá trabalho para arrumar são justamente elas, pois além de bagunçadas estão emboladas e acabam aumentando o serviço.

Por isso, é necessário dar um pouco mais de atenção para as roupas antes de organizá-las para a sua mudança. Por isso trouxemos hoje um artigo sobre como organizar suas roupas para uma mudança de casa.

Passo a passo para organizar suas roupas para mudança

Vamos lá! Confira o passo a passo para não ter trabalho em dobro com suas roupas na sua casa nova.

Separe por ocasiões

A primeira coisa a se fazer é separar as peças por ocasiões. Por exemplo: As roupas de sair você coloca de um lado e as de ficar dentro de casa de outro, pois assim você saberá o tamanho do cuidado que você deve ter com cada uma.

Prepare os recipientes

Agora, separe os recipientes nos quais você levará as suas roupas. O ideal é levar em caixas de papelão, porém, há alguns objetos que podem substituir as caixas, como por exemplo as malas. Prepare um para cada dos grupos de roupas que você fez.

As roupas mais sensíveis, geralmente as usadas para sair, tente colocar sem dobrar, pois assim elas não irão amassar durante o transporte. Caso não dê, tente dobrar o mínimo de vezes possível, por exemplo ao meio somente.

As roupas menos sensíveis, geralmente as usadas para ficar em casa, podem ser colocadas dobradas para ter mais espaço, em recipiente separado para não correr riscos de amassar as mais sensíveis.

Lacre para o transporte

Bom, depois disso você precisa lacrar para o transporte. Se for uma mala, é fácil, basta fechá-la. Se for uma caixa de papelão, é só seguir os mesmo passos utilizados com os demais itens da sua casa. Feche em baixo para não abrir e em cima também com fita.

Há algumas empresas que fazem todo o trabalho da sua mudança por você, desde a embalagem, como das suas roupas por exemplo, até o transporte. Para encontrar, basta pesquisar uma na sua região, por exemplo: Se for de Goiânia, pesquise por empresa de mudanças em Goiânia no Google e verá várias opções. Se for de São Paulo, pesquise por empresas de São Paulo e assim por diante.

Enfim, as roupas merecem um cuidado maior para o transporte. Principalmente para evitar desgastes na hora de organizá-las na casa nova.

Anúncios
Publicado em Achado, Dicas | Marcado com , , , , , , , , | 23 Comentários