Entenda os benefícios de diminuir o consumo de açúcar

Ganhar saúde, disposição e qualidade de vida estão no topo dessa lista. Veja como transformar sua alimentação sem perder em sabor e valor nutricional

Processado, refinado e… inimigo da saúde. Açúcar branco é uma bomba de calorias vazias, que sobram no produto após uma série de processos químicos que retiram dele todos os seus nutrientes. O maior desafio de quem busca se livrar do seu consumo é descobrir onde ele realmente se esconde. Porque não é apenas no cafezinho após o almoço nem nos bolos da confeitaria que o açúcar branco refinado é encontrado. Ele está presente também nos refrigerantes, em molhos industrializados, em iogurtes saborizados, nos biscoitos recheados e nos inúmeros itens à venda nos supermercados e lojas de conveniência.

Se fosse apenas a pobreza de nutrientes já mencionada, o produto por si já seria uma ameaça. O problema aumenta com as inúmeras complicações que seu consumo, em médio e longo prazo, podem trazer a pessoas de todas as idades. Obesidade, diabetes, colesterol alto, gastrite, pressão alta (você também pensou que a culpa era apenas do sal em excesso?), gordura no fígado e até câncer entram na lista de doenças que uma dieta rica em açúcar pode provocar.

A conclusão de que o açúcar pode até matar ao longo dos anos de consumo está registrada em um estudo da American Heart Association (AHA). Segundo os autores da pesquisa, publicada no site Harvard Health Publishing, da Harvard Medical School, cerca de 180 mil mortes anuais podem ser atribuídas ao uso contínuo do açúcar. O Brasil faz parte dessa estatística alarmante, pois é o 4° país do mundo no ranking de consumo do alimento. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), o ideal é que apenas 10% dos alimentos consumidos numa dieta diária contenham açúcar e os brasileiros atingem a marca de 16,3%.

A vida sem açúcar
Mas como eliminar o hábito sem perder o sabor e a graça dos alimentos? Felizmente, o mercado tem alternativas:

– açúcar mascavo
– açúcar demerara
– mel
– melaço de cana
– agave
– stévia
– sucralose
– xilitol
– eritritol
– concentrados de suco de fruta

Além de observar e trocar a quantidade de açúcar nos alimentos sólidos, é recomendável fazer o mesmo nas bebidas. Cerca de metade do açúcar adicionado vem de bebidas, incluindo café e chá. Um estudo no Public Health de maio de 2017 descobriu que cerca de dois terços dos bebedores de café e um terço dos bebedores de chá colocam açúcar ou aromatizantes açucarados em suas bebidas. E nada menos que 60% das calorias extras têm origem nesse açúcar extra adicionado.

O segredo é fazer mudanças graduais, pois isso aumenta a chance de sucesso na substituição. Você pode começar pelo café, pelos sucos naturais e evoluir aos poucos para os demais alimentos. Em menos tempo do que imagina, a transição acontece e o açúcar branco refinado deixa de fazer parte da sua rotina.

Fonte: lifestyle.r7

Pitaco: A maneira mais eficaz de reduzir a ingestão de açúcar é comer principalmente alimentos integrais e não processados. No entanto, se você decidir comprar alimentos embalados, fique atento aos muitos nomes diferentes pelos quais o açúcar aparece.

Anúncios
Publicado em Dicas, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

Especial frutos do mar: 5 receitas que você precisa provar

Peixes e frutos do mar fazem bem para a saúde e devem ser consumidos ao menos duas vezes na semana

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) recomenda o consumo per capita de 12 quilos de peixes e frutos do mar por ano, o equivalente a cerca de duas ou mais vezes por semana.

O brasileiro está bem atrás. Ingerimos em média 9,5 quilos por ano, conforme o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No mundo, o consumo é de 20 quilos por habitante ao ano.

Com mais de dez mil quilômetros de litoral e com a maior quantidade de água doce do mundo, o Brasil explora pouco o potencial da maricultura. Esse mercado deve chegar a US$ 155 milhões em 2023.

No prato do brasileiro

No país, a tradição é comer peixe em duas ocasiões: na Páscoa e nas festas de fim de ano. Nessa época, o bacalhau é o peixe mais procurado, e os preços disparam. 

Na preferência dos brasileiros, estão ainda o salmão, que também tem preços mais elevados, e o camarão, que nem sempre é encontrado em boa qualidade. 

Entre as opções mais populares, estão a merluza e a tilápia, consumidos in natura, além dos enlatados, como sardinha e atum. 

Os moluscos e frutos não são iguarias apreciadas em todo o país. Siri, vôngoles e mexilhões são encontrados na culinária nordestina, por exemplo. Restaurantes temáticos, como os orientais e os espanhóis, também possuem tradição em alimentos como lula, polvo e ostras.

Proteína alternativa

A disparada no preço da carne bovina e do frango até pode ter feito o consumidor repensar seus hábitos alimentares e incluir o peixe com mais frequência na dieta. No entanto, o preço dos pescados e frutos do mar também sofre com a alta. 

Segundo a Associação Brasileira da Indústria do Pescado (Abipesca), esse aumento está relacionado à alta do custo da soja no mercado internacional, grão usado na ração dos peixes.

Além disso, uma proliferação de algas nocivas afetou a exportação do salmão chileno para o Brasil, diminuindo a oferta e aumentando o custo nos últimos tempos.

Receitas com peixes e frutos do mar

Além de um sabor inigualável, consumir regularmente peixes e frutos do mar é saudável. 

Há diversos benefícios ao desfrutar destes alimentos nutritivos, ricos em ômega 3, vitaminas e minerais, como redução da deterioração das articulações, prevenção de problemas neurológicos, regulagem da produção de enzimas e hormônios e manutenção da imunidade. 

Antes de preparar receitas com peixes e frutos do mar, é preciso se atentar ao frescor dos alimentos, pois eles são extremamente perecíveis. O ideal é fazer o pedido em uma peixaria delivery ou realizar a compra assim que o produto chega às gôndolas, dando preferência a mercadorias com certificação de inspeção.

Se a opção for pelos itens congelados, o descongelamento sempre deve ser feito sob refrigeração.

Salada de lula

Ingredientes

  • 30 gramas de lulas limpas
  • ½ cebola picada
  • ½ tomate picado
  • 1 colher de sopa de salsinha picada
  • ½ limão espremido
  • 1 colher de sopa de azeite
  • Sal e pimenta a gosto
  • Folhas verdes a gosto (alface, rúcula, agrião, radicchio, etc) 

Modo de fazer

  • Higienize as folhas verdes e reserve;
  • No fogo alto, coloque uma panela com água;
  • Corte as lulas em anéis de espessura média e, quando a água começar a ferver, abaixe o fogo e cozinhe a lula por 5 minutos;
  • Tire do fogo, escorra a água e reserve;
  • Misture a cebola, o tomate e a salsinha em uma tigela;
  • Tempere com o suco do limão, o azeite, sal e pimenta. Junte os anéis de lula, mexa e leve à geladeira por 30 minutos;
  • Para a montagem do prato, faça disponha as folhas verdes primeiro e cubra os anéis de lula temperados.

Risoto de camarão

Ingredientes – Caldo

  • 200 gramas de casca e cabeça de camarão cinza 
  • ½ cebola
  • 1 cenoura
  • 2 dentes de alho
  • 3 ramos de tomilho
  • 2 litros de água
  • 3 colheres de sopa de vinho branco
  • folhas de 1 alho-poró

Modo de preparo – Caldo

  • Lave as cascas e cabeças dos camarões;
  • Descasque os dentes de alho e a cebola e corte em meias-luas finas;
  • Lave e corte a cenoura com casca em rodelas;
  • Numa panela grande, leve todos os ingredientes ao fogo alto;
  • Quando ferver, abaixe o fogo e deixe por mais 40 minutos para o caldo reduzir;
  • Após, passe o caldo por uma peneira e reserve.

Ingredientes – Risoto

  • 300 gramas de camarão cinza médio limpos 
  • 1 xícara de chá de arroz para risoto
  • 1 cebola
  • ¼ alho poró
  • ¼ de xícara de chá de vinho branco
  • 1,250 litro do caldo de camarão
  • azeite a gosto
  • sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

Modo de preparo – Risoto

  • Numa panela, esquente o caldo de camarão ao fogo alto;
  • Quando ferver, mantenha o caldo aquecido em fogo baixo;
  • Descasque e pique a cebola e o alho poró;
  • Leve uma panela ao fogo médio, adicione uma colher de sopa de azeite, adicione a cebola e o alho poró para refogue;
  • Acrescente o arroz e mexa bem por dois minutos;
  • Tempere com sal e pimenta;
  • Adicione o vinho e misture até secar;
  • Vá adicionando o caldo aos poucos e misture bem;
  • Em cerca de 15 minutos, o risoto estará no ponto certo.
  • Na última adição de caldo, misture o camarão e deixe cozinhar por cerca de dois minutos;
  • Acrescente duas colheres de sopa de azeite e misture bem;
  • Se quiser, sirva o risoto com camarões grelhados para decorar.

Casquinha de siri

Ingredientes

  • 500 gramas de carne de siri
  • 3 fatias de pão de fôrma sem casca
  • ½ xícara de chá de leite
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • 1 colher de chá de azeite de dendê
  • ½ cebola picada
  • 2 colheres de sopa de salsinha picada
  • 1 colher de chá de extrato de tomate
  • 1 colher de sopa de conhaque
  • 3 gemas (uma para pincelar)
  • Farinha de rosca
  • Sal e pimenta a gosto
  • 6 casquinhas de siri

Modo de preparo

  • Preaqueça o forno a 200ºC;
  • Numa tigela, coloque o leite e os pães e reserve;
  • Lave a carne de siri, transfira para um escorredor e reserve;
  • Numa panela, coloque o azeite de oliva e o de dendê e leve ao fogo médio para refogar a cebola;
  • Acrescente a carne de siri, a salsinha, o extrato de tomate, o conhaque, duas gemas e a mistura de leite com o pão;
  • Tempere com sal e pimenta;
  • Mexa bem e cozinhe em fogo baixo por mais dois minutos;
  • Coloque a mistura nas casquinhas, pincele com a gema e polvilhe farinha de rosca;
  • Numa assadeira, coloque as casquinhas e leve ao forno até dourar. Sirva a seguir.

Atum selado oriental

Ingredientes – Atum

  • 500 gramas de atum fresco em tranche (porção cortada em filé grosso na diagonal)
  • azeite a gosto
  • Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo – Atum

  • Corte a tranche ao meio e tempere com sal e pimenta a gosto;
  • Leve uma frigideira antiaderente ao fogo alto para aquecer;
  • Regue com ½ colher de sopa de azeite e sele os pedaços de atum – 30 segundos de cada lado é suficiente;
  • Retire o atum e embale cada pedaço com filme;
  • Leve para a geladeira e deixe esfriar;
  • Na hora de servir, desembale o atum e corte em fatias de 1 centímetro de espessura com uma faca afiada;
  • Sirva frio com o molho.

Ingredientes – Molho oriental

  • ¼ de xícara de chá de shoyu 
  • caldo de um limão
  • 1 ½ colher de sopa de mel
  • 1 colher de sopa de vinagre de arroz

Modo de preparo – Molho oriental

  • Coloque os ingredientes num pote pequeno, tampe e chacoalhe para misturar. Sirva por cima do atum.

Papilote de robalo

Ingredientes

  • 1 robalo inteiro limpo (aproximadamente 1,5 kg)
  • 2 cebolas 
  • 1 xícara de chá de saquê
  • ½ xícara de chá de azeite extravirgem
  • 2 limões sicilianos
  • 6 ramos de alecrim fresco
  • Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo

  • Comece preaquecendo o forno a 180ºC;
  • Forre uma assadeira com papel alumínio, deixando metade para cobrir o peixe, sem cortar;
  • Descasque e pique as cebolas em rodelas grossas. Use metade para forrar a assadeira;
  • Lave, seque e tempere o peixe com sal, pimenta e raspas de um limão siciliano;
  • Coloque a outra metade da cebola e os ramos de alecrim dentro da barriga do peixe;
  • Coloque na assadeira;
  • Esprema o caldo do limão siciliano sobre o peixe e regue com azeite e saquê;
  • Junte as pontas do papel alumínio para formar o papilote;
  • Leve ao forno para assar por 40 minutos. 
  • Retire do forno e deixe descansar por 5 minutos antes de consumir o envelope e corte o excesso de papel. Para servir, retire a pele e a espinha dorsal.

Por Maria Gabriela Ortiz

Anúncios
Publicado em Culinária, Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | 4 Comentários

Dicas para eliminar o mau cheiro das toalhas

Alguns ingredientes de origem natural possuem propriedades desodorantes que ajudam a neutralizar o cheiro de umidade das toalhas. Ensinaremos a você como usá-los para deixá-las impecáveis. 

Para eliminar o mau cheiro das toalhas não é necessário comprar produtos químicos. Embora o uso de amaciantes e sabonetes convencionais possa ajudar, é melhor optar por truques de limpeza ecológica que trazem os mesmos resultados.

É verdade que as opções de mercado têm aromas mais fortes que duram vários dias após a aplicação, no entanto, devido ao seu conteúdo de compostos químicos agressivos, eles são prejudiciais ao meio ambiente e podem provocar alergias respiratórias.

A boa notícia é que as soluções naturais têm propriedades semelhantes aos produtos químicos e removem a sujeira e o odor da umidade. Além disso, são baratos e estão disponíveis em todos os supermercados.

Dicas para eliminar o mau cheiro das toalhas

Após vários dias de uso, as toalhas adquirem um cheiro úmido e desagradável, que só é eliminado durante o processo de lavagem. Devido ao seu contato com resíduos de água, células mortas e mofo, elas ficam com uma aparência suja e encardida, que é muito desagradável.

O inconveniente é que muitos não sabem como lavá-las bem, para que fiquem suaves e livres de odores. No entanto, com alguns truques de limpeza naturais simples, deixá-las impecáveis ​​não será mais um problema. Anote!

1. Vinagre branco e bicarbonato de sódio

A solução de limpeza feita com vinagre branco e bicarbonato de sódio é uma das melhores alternativas para eliminar o mau cheiro das toalhas. Na verdade, penetra facilmente nos tecidos e ajuda a liberar a sujeira que está presa ali.

Além disso, suas propriedades bactericidas e antifúngicas eliminam bactérias, mofo, e microrganismos que podem causar infecções e deixar odores desagradáveis. Como se isso não bastasse, tem um efeito que substitui os amaciantes de tecidos convencionais.

Ingredientes

  • Água quente (o necessário)
  • 1 xícara de vinagre branco (250 ml)
  • ½ xícara de bicarbonato de sódio (100 g)

Instruções

  • Coloque as toalhas na máquina de lavar roupa e cubra-as com a quantidade de água quente necessária.
  • Em seguida, adicione o copo de vinagre branco, e inicie o ciclo de lavagem.
  • Deixe as toalhas dentro da máquina, e encha novamente com água quente.
  • Finalmente, adicione o bicarbonato de sódio e lave como de costume. Elas ficarão como novas!

2. Suco de limão

Devido à sua concentração de ácido cítrico, o suco de limão é uma excelente opção para o branqueamento e desinfecção de todos os tipos de roupas. Da mesma forma, essas propriedades, e seu odor ácido ajudam a eliminar o mau cheiro das toalhas.

Ingredientes

  • ½ xícara de suco de limão (125 ml)
  • 4 xícaras de água quente (1 litro)

Instruções

  • Despeje o suco de limão em um balde e misture com a água quente.
  • Mergulhe as toalhas na solução, e deixe-as de molho por 40 minutos.
  • Após este tempo, coloque-as na máquina de lavar, e lave-as com o produto habitual.

3. Sal e óleo de limão

Esta preparação com sal e óleo de limão tem duas funções. Primeiro, o sal ajuda a remover manchas das toalhas deixando-as mais brancas, enquanto que o óleo de limão neutraliza o mau cheiro e ajuda a deixar os tecidos macios.

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de sal (10 g)
  • 10 gotas de óleo essencial de limão
  • 4 xícaras de água quente (1 litro)

Instruções

  • Tenha em mente que para cada litro de água você deve usar uma colher de sal. Assim, se você for lavar várias toalhas, aumente as quantidades.
  • Adicione todos os ingredientes em um balde e certifique-se de misturá-los bem.
  • Deixe as toalhas sujas de molho nesse preparo, por pelo menos uma hora.
  • Quando esse tempo passar, esfregue-as para facilitar a remoção da sujeira.
  • Finalmente, lave-as na máquina de lavar com o sabão habitual.

4. Leite e óleo essencial de hortelã

Este produto para eliminar o mau cheiro das toalhas, é ideal para as peças brancas. O leite é um ingrediente que ajuda a cuidar dos tecidos, prolongando sua capacidade de absorção. Além disso, ajuda a remover o encardido, e deixa um aroma agradável.

Ingredientes

  • 1 xícara de leite (250 ml)
  • 1 xícara de água quente (250 ml)
  • 10 gotas de óleo essencial de hortelã

Instruções

  • Misture o leite com a água quente, e o óleo de hortelã.
  • Em seguida, coloque a toalha e deixe de molho.
  • Deixe agir por uma ou duas horas, e enxágue.
  • O resultado? Toalhas brancas com um aroma mentolado.

Pitaco: Como você pode ver, eliminar o mau cheiro das toalhas com produtos naturais é fácil e estes ajudam a preservar os tecidos. Não deixe de experimentar!

Anúncios
Publicado em Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | 6 Comentários

Babosa: conheça os benefícios da Aloe Vera

A aloe vera (babosa) traz inúmeros benefícios para a saúde, principalmente para problemas na pele. Descubra como ela pode te ajudar.

A babosa é um dos remédios naturais mais versáteis que se pode ter em casa. As propriedades medicinais da babosa foram descobertas pelos egípcios há mais de 6000 anos e a popularidade da sua seiva dura até hoje. Suas folhas taludas contêm uma substância semelhante a um gel considerado por muitos terapeutas como o kit de primeiros socorros da mãe natureza.

Essa prima do lírio se desenvolve bem sem exigir muitos cuidados, e é muito resistente. Mas não a guarde na despensa! O peitoril da janela é o melhor lugar para cultivar essa suculenta espinhosa. Plantando um pé de babosa você poderá contar, por muitos anos, com sua magia capaz de curar feridas, hidratar a pele e aliviar úlceras.

Mas não se engane, babosa e aloe vera não são necessariamente a mesma planta. Na verdade, aloe vera é o nome de uma das mais de 500 espécies de babosa. Isso quer dizer que toda aloe vera é babosa, mas nem toda babosa é aloe vera. Seja babosa ou aloe vera, suas propriedades anti-inflamatórias, cicatrizantes e hidratantes são indiscutíveis.

Benefícios da babosa (Aloe Vera)

Muito utilizada na cosmetologia, a aloe vera é excelente para a recuperação da pele e do cabelo. (Imagem: Sundaemorning/iStock)

Apesar de 99% do aloe vera ser composto de água, o gel transparente que há dentro de suas folhas contém uma grande quantidade de poderosos compostos medicinais. Sua composição engloba vitamina A, B, C e E, além de aminoácidos, zinco, magnésio, cálcio e potássio.

Vejamos as glicoproteínas e os polissacarídeos, por exemplo. As glicoproteínas aceleram o processo de recuperação, fazendo a dor e a inflamação parar. Já os polissacarídeos hidratam a pele, estimulam seu crescimento e recuperação e ainda aceleram a cicatrização. Dessa forma, faz com que o aloe vera seja um ótimo tratamento para queimaduras de sol.

Além disso, o gel contém a enzima bradicininase, com atividade anti-inflamatória. Ainda assim, mineral lactato de magnésio, mais um componente do gel de aloe vera, alivia a coceira e as erupções cutâneas de origem alérgica.

O gel de babosa também traz muitos benefícios para o cabelo. Por ser rico em vitaminas, a hidratação com gel de babosa revitaliza o cabelo, deixando-o com um brilho incomparável. A seiva de aloe vera pode ser passada diretamente no comprimento do cabelo, evitando a raiz para não deixá-la oleosa. O mesmo serve para o óleo de babosa, geralmente achado em farmácias.

Para que serve a babosa?

A seiva da babosa é muito utilizada em centros de tratamento para queimados. (Imagem: Agustin Vai/iStock)

Em 2009, pesquisadores iranianos relataram haver provas científicas para corroborar o uso da aloe vera para tratar herpes genital, psoríase, papilomavírus humano (HPV), dermatite seborreica, ulcerações na pele causadas pelo frio e queimaduras. 

No mesmo ano, outra equipe de cientistas iranianos estudou a capacidade de cicatrizar queimaduras de segundo grau. Essas queimaduras afetam a primeira e a segunda camadas da pele, causando inflamação e bolhas dolorosas. Ademais, os pesquisadores compararam a aloe vera a uma consagrada pomada chamada sulfadiazina de prata. Essa pomada evita infecções em queimaduras de segundo e terceiro graus. Por fim, observou-se que as queimaduras tratadas com aloe vera sararam três dias mais rápido que aquelas que receberam o medicamento convencional.

Na Tailândia, pesquisadores especializados em tratamentos da psoríase publicaram um estudo que comparava o aloe vera a um creme convencional à base de esteroides. Oitenta pessoas com quadros leves a moderados de psoríase foram tratadas aleatoriamente com aloe vera ou o creme à base de esteroides durante oito semanas. Dito isso, os resultados  foram mais ou menos os mesmos, embora o tratamento com a babosa tenha apresentado ligeira vantagem em relação àquele feito com esteroides.

Tipos de babosa

Apesar de sua grande variedade de espécies, não existe nenhum tipo de babosa venenosa. (Imagem: frank600/iStock)

Ao redor do mundo existem mais de 500 tipos de babosa. Entretanto, no Brasil, apenas três tipos podem ser encontrados com facilidade pela população. São eles:

 Aloe Vera (babosa)

O tipo mais encontrado na casa dos brasileiros. Pode apresentar ou não manchinhas esbranquiçadas em suas folhas grossas. Além disso, o gel verde presente dentro das folhas é ótimo para fins estéticos. Seja para hidratação da pele ou alívio de queimaduras, a Aloe Vera tem um alto potencial de cicatrização.

Aloe Maculata

O seu diferencial estético está nas manchas e pontas da folhas. Ao contrário da Aloe Vera, a Aloe Maculata tem as pontas avermelhadas. É necessário ater-se a isso considerando o potencial de irritação da seiva quando entra em contato direto com a pele humana. Sendo assim, seu gel precisa ser manipulado quimicamente antes ser aplicado na direto na pele. Por isso, a Aloe Maculata costuma ser utilizada somente como item decorativo em casa, deixando suas propriedades anti-inflamatórias para as fábricas de cosméticos.

Aloe Arborescens

Este tipo de babosa tem um grande diferencial: sua altura. Sendo assim, Aloe Arborescens pode alcançar mais de um metro de altura. Suas folhas brotam em eixo circular e podem ter aspecto mais azuladas do que as folhas dos outros tipos. Além disso, é a babosa mais indicada para cuidados com a saúde em virtude das suas propriedades fitoterapêuticas.

Faz bem saber

beneficios da babosa (aloe vera)
A aloe vera não deve ser consumida para fins gastrointestinais. (Imagem: baibaz/iStock)

A aloe vera produz outra substância chamada látex de aloé, extraído da casca da folha. Trata-se de um líquido amarelo e amargo que é um poderoso laxante. Aliás, poderoso até demais! 

Classificada como laxativo estimulante, essa substância pode causar fortes cólicas e diarreia, podendo inclusive afetar o equilíbrio eletrolítico, os sais minerais que desempenham um papel crucial no organismo.

Acredite: não é um bom remédio para resolver casos de funcionamento irregular do intestino ou prisão de ventre.

Dicas para as compras

beneficios da babosa (aloe vera)
Produtos com base de aloe vera são facilmente encontrados em farmácias. (Imagem: cgdeaw/iStock)

O melhor gel de aloe vera é o extraído diretamente da planta viva. Basta retirar um talo bem bonito, cortá-lo no sentido do comprimento e espremer o gel sobre a pele. Tome cuidado para não deixar o gel cair na roupa, pois ele mancha muito.

É possível encontrar pés de aloe vera na maioria das lojas especializadas em plantas. Ele se desenvolve bem, mesmo com poucos cuidados, e cresce lindamente em ambientes arejados como o peitoril da janela.

Pitaco: Não tem um pé de aloe vera? Não tem problema! É possível encontrar o gel puro na maioria das lojas de produtos naturais. Mas, leia o rótulo com cuidado antes de comprar para verificar se o produto é orgânico. 

Fonte: Seleções

Anúncios
Publicado em Dicas, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | 8 Comentários

12 coisas que deveríamos aprender com as crianças

As crianças têm a habilidade de nos contagiar com suas ilusões, sua vontade de viver, sua alegria, sua forma de se adaptar às mudanças com facilidade. Elas são o impulso de viver, a vontade de conhecer, e o maior exemplo da diversão diária.

Temos muito a aprender com elas, e inclusive deveríamos voltar a ser crianças em alguns momentos. Por isso, a seguir iremos compartilhar 12 coisas que todos deveríamos aprender com as crianças.

1. Sonhe

Não deixe de sonhar e criar expectativas como uma criança por causa de um novo trabalho, um novo amor ou novas amizades, ou até pelas pequenas coisas do dia a dia ou por suas conquistas.

Os sonhos e a motivação são o motor que nos leva a alcançar nossos objetivos na vida. Não se esqueça disso.

2. Não tenha medo do novo

Sempre é melhor se arrepender do que fizemos do que daquilo que deixamos de fazer. Não se permita dizer frases como: “E se eu tivesse ido a aquele encontro com aquela pessoa que gostava tanto?”, “E se tivesse aceitado aquele trabalho que tanto me assustou?”

As hipóteses não são a realidade e às vezes um pouco de risco é necessário para continuar. Não se limite e avance.

3. Divirta-se como uma criança

Deixe para trás os preconceitos ou o medo do que os outros dirão, assim como as crianças fazem. Eles se divertem e riem porque não estão preocupadas com isso, e sim com viver o momento.

Aproveite as pequenas coisas, sorria para dar as boas-vindas ao novo dia e dê um toque de humor à sua rotina.

4. Tenha curiosidade

Quando perdemos a curiosidade é como se morrêssemos um pouco por dentro. Tenha curiosidade para aprender coisas novas, para descobrir novos lugares a visitar. A curiosidade contribui para fazermos mais.

5. Expresse-se com sinceridade

Os adultos, em muitas ocasiões, não são livres para falar. Sentem medo ou vergonha da rejeição das palavras, do que podem dizer, de incomodar.

Além disso, quando sempre dizemos o que os demais querem ouvir não nos sentimos bem por dentro. Liberte-se e expresse-se com sinceridade, como uma criança!

Se não formos sinceros também não permitiremos que os demais nos conheçam verdadeiramente, e não iremos conhecer a nós mesmos.

6. Aproveite o momento

As pessoas dizem “Aproveite os bons momentos, pois os maus vêm sozinhos.” Viva, desfrute, aproveite seus momentos de ócio.

Muitas vezes quando a doença bate à nossa porta ou alguém querido morre nos damos conta de muitas coisas. Talvez devêssemos ser mais conscientes de que só estamos de passagem nesta vida.

7. Ame sem medo

Por que temos tanto medo do amor? As crianças amam sem pensar duas vezes. Elas não pensam que seu animal de estimação um dia vai morrer, ou que o amor da infância vai ser somente uma lembrança quando forem adultos.

Não pense no amanhã e aproveite o hoje. O amor é uma das coisas mais belas que podemos viver, por que temos tanto medo? Medo de sofrer? Tudo passa, inclusive o sofrimento.

8. Adapte-se às mudanças

As crianças são autênticas professoras no tema de se adaptar às mudanças. Elas podem mudar de casa, de escola e até de país, e não acontece nada.

Então, se nós somos os adultos, o que poderia acontecer? As mudanças sempre renovam e enriquecem nossa vida.

9. Não tenha medo de cair, logo você irá se levantar

Você já viu alguma criança cair e não se levantar? A vida é assim. Muitas vezes é apenas a nossa mente quem nos limita.

Frases do tipo “Não vou fazer isso porque se não der certo…” apenas nos prendem onde estamos, e nos impedem de avançar por nosso caminho.

Caia e levante outra vez, não há problema!

10. Não se importe tanto com a opinião dos outros

Damos atenção demais às opiniões daqueles que estão ao nosso redor. Mas, o que você quer? Ouça o seu coração e aja como quiser.

11. Pergunte sem medo e sem vergonha

Qual é o problema de perguntar? Você pensa que vai parecer bobo se fizer uma pergunta? Nada disso, é exatamente o contrário. Perguntar mostra humildade e vontaser criande de aprender.

12. Descanse, não force a máquina

As crianças vão dormir quando estão cansadas. Não descansar o suficiente nos faz cair em muitas ocasiões em um estresse crônico que não nos deixa viver. Respire e descanse para repor suas forças.

Pitaco: Volte a ser uma criança e agarre-se aos seus sonhos! Como conseguir fazer isso? Tendo uma criança sempre perto de você!

Anúncios
Publicado em Comportamento, Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | 17 Comentários