Aqui e agora, não há nada além

Olá pessoal!!

Você, que acorda a cada manhã com o cabelo bagunçado, tentando adiar o que será o começo de um novo dia, preferindo manter o romance idílico com o seu travesseiro.

Ou você, que assim que toca o despertador, corre com toda a pressa porque se juntam os minutos do café da manhã com os de lavar o rosto e pegar as chaves de casa, para ir disposto a começar um novo dia.

Sim, você, que assim que começa a se ligar com a realidade, após um período de sono, dirige a sua mente para o que tem que fazer ao longo da manhã ou da tarde, e se você me apressar, ao longo da semana. Futuro. Você está no futuro.

Ou também pode se pôr a pensar que a sua reunião de ontem não foi tão boa quanto você esperava, que o resultado do seu trabalho deixou muito a desejar ou que gostaria de ter estudado mais. Passado. Agora você está no passado.

Futuro e passado. Passado e futuro. Tão somente dois momentos temporais, que se unem com um fio transparente, movendo-o de um ao outro constantemente.

– O que fiz ontem… o que farei amanhã… – e você repete isto como se fosse um mantra

E enquanto isso, quase nem aprecia o sabor do que está comendo, o toque do pijama sobre a sua pele ou os raios de sol que espreitam a sua janela. 

Pensamento e pensamentos que sucedem e se encadeiam um atrás de outro, porque você se viciou a isto, a viver em automático em direção ao futuro e ao passado.

Você vive para a frente e para atrás, consumindo os segundos do presente. Desperdiçando o agora.

E se você se detiver? Você já experimentou? Você poderia tentar mesmo que fossem apenas um par de segundos.

Convido-lhe e sugiro que o faça. Respire. Sinta-se. Conecte-se a si mesmo. 

Comece prestando atenção ao que estiver fazendo, ao seu presente. A vida são momentos e é preciso começar a espremê-los ao máximo. Adiante, com intenção e responsabilidade, proponha-se.

O melhor lugar para começar é onde você estiver, por exemplo agora, lendo estas linhas. Mergulhe na experiência. Assim você garante uns momentos para si.

Desfrute do que você estiver fazendo, faça-o conscientemente. Sabendo o que você faz, mergulhando na experiência. Como se faz? Eu já disse. Colocando atenção naquilo que estiver fazendo. Sendo consciente.

Quando você estiver comendo, está comendo, só isso. Saboreie a comida, a textura do alimento… Do mesmo jeito quando estiver tomando banho. Alguma vez você já se concentrou na sensação da água sobre a sua pele? Ou quando estiver com seus amigos, dedique-se a eles, a suas conversas.

E sim, também nos momentos desagradáveis. Nem tudo será impregnar-se de alegrias. Aprofunde-se e encontre o seu propósito, as suas necessidades e suas sensações.

Descubra o poder da aceitação. Esqueça os ressentimentos e as expectativas.

Muitas vezes nos afastamos do agora porque este dói ou não é como o havíamos imaginado. Ou porque nos sentimos culpados de poder desfrutá-lo… pode ser por tantas razões…

O que você fez, feito está, e o futuro, mesmo que você tenha que trabalhar e se esforçar a favor do que você deseja, virá. Como dizem: não use o passado como sofá e sim como trampolim, e apague o “e se…” da sua vida, porque as hipóteses não são a realidade. Apenas procure ter uns minutos consigo, com o agora.

Entregue-se à experiência.

E lembre-se, aqui e agora, neste momento. Não há nada mais.

amenteemaravilhosa

Pitaquinha

Anúncios
Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 12 Comentários

Combinação de cores para quartos

Olá pessoal!!

Quando os moradores se mudam para novos imóveis em Curitiba, a primeira tarefa é escolher quais cores vão decorar os quartos, o que é uma tarefa muito pessoal. Envolve gostos e muita personalidade do morador. A paleta de cores pode transmitir muitas sensações, e até mesmo sentidos. 

Definir a paleta de cores de um quarto é algo que pode levar muito trabalho. Existem tantas cores e possíveis combinações que muitas vezes ficamos sem saber o que fazer. Os apartamentos à venda em Curitiba, quando entregues, são como telas em branco esperando as ideias surgirem, por isso fazer um pequeno planejamento é muito importante. As cores definem como será a decoração, criam uma dinâmica no quarto e contribuem para deixar os ambientes aconchegantes. 

Cada cor tem um significado diferente para uma pessoa e pode até mesmo influenciar seu humor, por isso, você precisa ficar atento a cada detalhe, pois caso escolha uma cor errada, o resultado final pode ser um desastre. A tarefa pode ser trabalhosa, mas não se preocupe, a experiência é incrível. 

Antes de partir para a escolha das cores, você precisa pensar em quem vai dormir ali. Um casal? Um jovem solteiro? Uma adolescente sonhadora? Uma criança criativa que está na fase de descobrir o mundo a sua volta? Seu primeiro passo é responder qual a personalidade do ambiente e então, encontrar um equilíbrio entre as cores.

O segundo passo é analisar a cor dos móveis e objetos e depois escolher a cor das paredes. Qual a cor da cama? A tonalidade dos móveis? Qual cor é o piso, cortina e dos objetos de decoração?  Mesmo se você montar um quarto do zero, todas essas questões devem ser levantadas. Lembre-se que durante o processo você não precisa usar apenas cores sólidas, aposte em texturas, listras (verticais e horizontais) e até mesmo desenhos e formas geométricas.

Como escolher uma paleta para o quarto?

Você não precisa mais se deslocar até uma loja de construção e pedir uma amostra de cores Pantone. Hoje, com o avanço da tecnologia, você pode baixar aplicativos e visitar sites que oferecem uma assistência na hora de definir as cores para usar em seu quarto. Aproveite esse momento para pesquisar, fazer comparações e buscar novas referências no Pinterest, redes sociais de imagens que oferece novas ideias para decoração, desenhos, cores, festas e muito mais. Uma ajudinha profissional também é sempre bem-vinda, caso tenha alguma dúvida.

Depois que você escolher as cores que deseja usar, imprima e use como base para montar o quarto dos seus sonhos. Compare as cores com os móveis e objetos que têm, veja se combinam. Esse é o jeito mais fácil de acertar as cores, sem precisar refazer todo o trabalho por falta de combinação.

Cores para quartos de casal

O quarto do casal é um dos maiores desafios que existem, pois deve ter a personalidade de duas pessoas. Alguns casais que compartilham as mesmas preferências de decoração e cores, outros não. Por isso, para criar um espaço neutro é necessário fazer uma pesquisa e definir uma paleta de cores juntos.

Muitos acreditam que um quarto branco não tem vida ou personalidade. Por ser um tom muito neutro e que combina com tudo, o casal pode destacar ainda mais as cores e texturas, como da madeira, itens de decoração com cores mais vibrantes e escuras. A cama pode se o ponto de destaque, ao exibir estampas criativas, modernas e cheias de vida.

Os casais mais tradicionais podem optar por cores mais sóbrias e uma decoração mais tradicional. O bege deixa os quartos mais aconchegantes e clean. Você pode contrastar com um revestimento de pedra e até mesmo com a roupa de cama em tons de azul, por exemplo.

Para os casais que escolherem uma base cinza, podem deixar o ambiente mais aquecido com os pisos de madeira e um papel de parede com dois tons, como o cinza mais claro e o branco.

Cores para quarto de meninas

Antes de decidir a cor que vai decorar o quarto de uma menina, precisa-se levar em conta qual estilo seguir. Seja criança, adolescente, jovem ou até mesmo uma pessoa adulta, as meninas possuem um estilo próprio. A primeira decisão é descobrir qual é a cor preferida da dona do quarto, em seguida, pensar em um visual que combine com a sua personalidade.

A cor mais popular entre as meninas é rosa. Uma das magias dessa cor é a possibilidade de tons que existem, dos mais delicados ao mais forte e com presença. Os tons mais delicados, são sempre direcionados para meninas mais novas. Eles são mais discretos, mais leves e conseguem mesclar com outras cores delicadas, como o branco e o roxo. Já as tonalidades mais escuras, são para adolescentes, que gostam de cores vivas e gostam do contraste que surge com o preto.

Tons do azul também são populares em quartos femininos. As paredes em tons mais claros trazem serenidade para o ambiente e combinam com uma decoração colorida. O azul turquesa combina com um público feminino mais adulto, que gosta de móveis claros e buscam trazer mais alegria e serenidade para o seu cantinho.

 

Cores para quarto de meninos

Semelhante às meninas, é necessário conhecer a personalidade dos futuros donos do quarto e levar em consideração sua idade. É muito bacana criar uma paleta de cores diversificada como contrate, tendo como base uma paleta de cores mais neutras.Os meninos preferem quartos com cores mais sóbrias e mais discretas, mas você pode usar a imaginação e investir em paredes com desenhos temáticos.

O azul é sempre uma boa aposta para os garotos. Você pode escolher móveis de madeira escura, caso ele seja ainda criança e não tenha muito cuidado para manter seu quarto muito organizado. Quanto mais velhos, você pode usar móveis mais claros.

O quarto temático pode ser com instrumentos musicais, esportes, carros e até mesmo com os personagens dos seus jogos e desenhos preferidos. Use a imaginação para criar um pequeno refúgio para os meninos.

Hoje em dia não existem muitas regras para escolher a cor de um quarto. As pessoas estão seguindo seus gostos pessoais e deixando alguns padrões e tradições de lado. Após uma longa procura por casas à venda em Curitiba, muitos moradores passam a se preocupar em como fazer o esquema de cores funcionar com harmonia. Mas lembre-se que o importante é que as pessoas sintam-se à vontade em seus quartos para relaxar, passar tempos produtivos e descansar depois de um longo dia.

Pitaquinha

Publicado em Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | 16 Comentários

Dicas para evitar a candidíase no verão

Olá pessoal!!

A candidíase é uma doença típica do verão, mas existe tratamento eficaz para combatê-la. Saiba quais são e os sintomas que ela apresenta.

Muitas mulheres sofrem com a candidíase no verão. Mas porque no verão aumenta os casos dessa infecção vaginal? Nessa época do ano elas são mais comuns porque a temperatura elevada contribui para a proliferação de bactérias e fungos presente na flora vaginal.

Essa região é quente e úmida e no verão as mulheres acabam tomando mais banhos de piscina e mar, permanecendo com o biquíni molhado por um tempo, levando assim, ao aumento de incidências de infecções.

Quais são os sintomas da candidíase?

A candidíase pode apresentar alguns sintomas variados em cada mulher. Entre eles:

  • Coceira na vulva e na vagina
  • Dispareunia ou dor ao urinar
  • Vermelhidão na região vulvar
  • Corrimento branco e de aspecto de leite talhado

Como evitar a candidíase no verão

Além de saber que o uso prolongado do biquíni molhado, má higiene íntima e dos banheiros favorecem o crescimento dos fungos responsáveis pela candidíase, você também pode:

  • Usar calcinhas de algodão
  • Evitar roupas apertadas e abuse das saias e vestidos, afinal, é verão
  • Dormir sem roupa, inclusive sem calcinha
  • Evitar o uso de absorventes diários
  • Jamais compartilhar roupas íntimas ou tolha de banho
  • Usar sabonete neutro para lavar roupas íntimas e deixá-las secar em local arejado
  • Optar por uma alimentação equilibrada para ter imunidade sempre alta

Quais os fatores que favorecem a candidíase?

Para complementar o que foi dito antes, alguns fatores podem contribuir com a candidíase. Eles são:

  • Gravidez
  • Imunidade baixa
  • Diabetes
  • Excesso de açúcar

Qual o melhor tratamento para candidíase?

A primeira atitude a tomar, assim que perceber o problema, é agendar uma consulta com seu médico ginecologista. Ele fará o diagnóstico através de um exame clínico e poderá recomendar o uso de medicamentos antifúngicos e de pomadas vaginais.

Saiba que o tempo de tratamento varia conforme a ação do medicamento, podendo chegar até 14 dias com uso de pomadas distribuídas nos postos de saúde. Mas se você quiser um efeito mais rápido, converse com o seu médico para que ele prescreva as vendidas nas farmácias.

Elas chegam a ter um custo elevado, mas se você tiver convênio médico que tem parceria com farmácias, poderá economizar com os descontos oferecidos.

Faz bem saber

Veja alguns esclarecimentos sobre a candidíase e tire suas dúvidas:

  • A candidíase é uma infecção que pode acometer mulheres de todas as idades, inclusive as virgens;
  • Não existe comprovação em relação às formas de transmissão, porém, é recomendado manter a higiene íntima e dos banheiros;
  • Homens também podem ter a doença e nem sequer manifestar os sintomas, porém, os fungos não costumam sobreviver por muito tempo, já que o órgão masculino não fica abafado como o feminino;
  • Existe cura para o problema, mas ele pode voltar mais vezes durante o ano.

Siga essas dicas para evitar candidíase e não sofra com o problema, aproveitando mais o verão!

Por: Andreia Silveira, colaboradora do site PlanodeSaúde.

 

 

Publicado em Dicas, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | 7 Comentários

Hoje é o dia de voltar a ser feliz

Olá pessoal!!

Voltar a ser feliz pode se tornar um desafio, por causa das responsabilidades e por viver no “piloto automático”; às vezes, problemas cotidianos se tornam protagonistas de nossa vida.

De repente, esquecemo-nos de aproveitar, começamos a adiar o que desejamos fazer e apenas nos movemos por inércia.

É fácil nos deixarmos levar por essa vida em que todos os dias são iguais, em que parecemos peixes que mordemos a isca e para os quais a mera ideia de sair de nossa “zona de conforto” nos aterroriza. 

Voltar a ser feliz começa pelo presente

Somos conscientes do quanto ignoramos o presente? Nossa mente divaga de maneira constante pelo passado ou pelo futuro e, às vezes, gera sensações de ansiedade ou de preocupação que não nos trazem nada de bom.

Passamos tanto tempo acostumados a essa inércia que se torna muito complicado estar no aqui e agora.

Na verdade, se alguma vez tentamos praticar o mindfullness, ioga ou meditação, vivenciamos um nervosismo incontrolável de quem não é capaz de deixar de pensar, de começar a sentir, de se focar no momento presente.

Muitas vezes, achamos que é uma perda de tempo nos centrarmos no agora. No entanto, manter nossa mente ocupada por pensamentos inúteis não serve de nada.

Um excesso de ideias preocupantes, de responsabilidades, culpas e arrependimentos, pensamentos ruminantes, fazem com que nos esgotemos, que gastemos mal nossa energia.

Voltar a ser feliz não é complicado, desde que tomemos isso como o primeiro passo apenas. O mais importante, ao que dedicaremos mais tempo.

O presente é o princípio do equilíbrio, da alegria e da felicidade.

Hoje é um dia importante

Hoje é um dia importante para voltar a ser feliz, portanto, não o desperdicemos naquilo que torna a existência mais complicada.

Por que continuamos dando desculpas para não fazer o que desejamos hoje mesmo? E se amanhã tudo terminasse para nós?

Acreditamos que a vida é longa, mas isso pode não ser verdade e, no momento mais inesperado, nos surpreendemos com o contrário.

Às vezes, adiamos coisas que queremos fazer, enquanto priorizamos outras. É verdade que temos responsabilidades, mas também temos o direito de aproveitar a vida.

O equilíbrio é importante se queremos viver plenamente. Assim, devemos tocar todas essas áreas de nossa vida, na qual nos incluímos.

Nosso tempo, nosso ócio e nosso prazer.

Criamos desculpas porque “não é o momento”, ou “não posso me permitir”. Talvez, você possa, sim, mas pensa no amanhã, em acumular sem desfrutar.

Não estamos dizendo que desperdice dinheiro, mas sim que pense em utilizar uma pequena parte para si, em você. Porque você merece… sabia?

Recuperar o sorriso

Parece que o prazer está penalizado e, em troca, premia-se a angústia, os deveres, tudo aquilo que é “bem visto”.

Não nos estranha tanto que uma grande parte da população tenha depressão e, pelo contrário, nos perguntamos como algumas pessoas fazem para desfrutar tanto da vida; será que não trabalham?

Esses pensamentos limitam nossa maneira de viver e fazem com que voltar a ser feliz seja quase um sonho.

Recuperemos nosso sorriso. Se desejarmos ir ao cinema, reservemos um pouco de tempo para ir hoje mesmo! Não é uma bobagem, é o que queremos. Vamos nos fazer felizes.

Abandonemos essas ideias que nossa mente fica ruminando, que nos preocupam durante dias sobre algo que dissemos ou fizemos e que não tem solução, nem pode mudar. Aprendamos a soltar, a não nos agarrar.

Deixemos de estar no “piloto automático” e vamos saborear cada pequena coisa que já deixou de nos surpreender por ser uma constante em nosso dia a dia.

Vamos nos deleitar com o sabor da comida, nos esquecemos de focar nisso! Vamos nos fixar nas coisas que existem ao nosso redor, levantemos a cabeça, vamos olhar apenas para a frente.

Antes de ir, comece a aplicar isso: Hoje, decido não me amargurar por nada

Vamos nos dar conta do quanto estamos cegos e de como permitimos que a vida passe diante de nossos olhos como se não valesse nada.

Fonte: melhorcomsaude

Começamos a dar o valor que a vida merece? Hoje é o dia de voltar a ser feliz… ou vamos deixar para amanhã?

 

Pitaquinha

Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 15 Comentários

Dicas para conservar maiôs e biquínis perfeitos

Olá pessoal!!

Guardados na maior parte do ano, no verão os biquínis, maiôs e sungas deixam os armários para fazer sucesso nas praias e piscinas. Nas férias então, o uso é praticamente diário! Se por um lado os banhos constantes são refrescantes, por outro acabam prejudicando a aparência das roupas de banho.

Por isso, com o entra e sai da água e a exposição ao sol, biquínis e maiôs precisam de cuidados para durar mais e não perder a vitalidade. O protetor solar e o cloro são os maiores inimigos do elastano, principal componente dessas peças. Como são justamente estes produtos que ficam em contato permanente com a roupa de banho, a regra número um para que as peças não percam a forma e mantenham a modelagem, é lavá-las o quanto antes.

Os principais cuidados que você deve ter para aumentar a durabilidade das roupas de banho e mantê-las bonitas durante todo o verão, da lavagem ao armazenamento.

 

 

Peças da Netshoes: segundo pesquisa, brasileiras levam em conta a durabilidade na hora de escolher o biquíni. Confira os cupons de descontos.

Como lavar

 Separe por cores para evitar manchas.

 Retire bem a areia com muita água corrente e uma escova macia.

 Lave à mão, use água fria e sabão neutro ou sabão para roupas delicadas, esfregue com delicadeza e enxague com água fria.

 Verifique os rótulos dos produtos, lembrando que sabonetes nem sempre são neutros, nem mesmo os produtos à base de coco.

 Não torça as peças, apenas esprema delicadamente, e estenda na sombra.

 Nunca use alvejante para não amarelar o tecido.

Não passe a ferro, porque a temperatura errada pode danificar o tecido.

Em caso de manchas

 Aplique detergente e água na região em caso de óleo ou protetor solar.

 Outra opção é fazer uma solução com 1 litro de água fria e uma colher de sopa de bicarbonato, deixando de molho por 10 minutos. Esfregue levemente em seguida e enxague.

Biquínis brancos

 Para evitar que comecem a amarelar, lave com água e detergente neutro assim que chegar em casa.

 Coloque de molho por 20 minutos com água oxigenada (na proporção de 5 colheres de água oxigenada 30 volumes para 2 litros de água).

 

 

Novos modelos de moda praia da loja Netshoes

Para guardar

 Deixe as peças secarem por inteiro para evitar que mofem.

 Nunca passe.

 Guarde em sacos de TNT porque evitam o surgimento de fungos e dificultam o acúmulo de umidade.

 Dispense os sacos plásticos devido à falta de ventilação.

 Evite enrolar ou envelopar.

Cuidadinhos extras

 Não sente com o biquíni em chão áspero, na areia ou em pedras. A abrasividade pode desgastar o tecido, criando as horríveis bolinhas.

 Altas temperaturas aceleram o desgaste do elastano. Não seque as peças sob o sol ou deixe-as por muito tempo em ambientes quentes, como o porta-malas do carro.

Assim fica bem mais fácil, não é mesmo?! Aproveitem as dicas e curtam o verão!!

Pitaquinha

Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 8 Comentários

A intuição vem da alma

Olá pessoal!!

Para Albert Einstein, a única percepção verdadeiramente importante era a intuição. Não é magia nem sedução, só essa sutil capacidade que nos faz inclinar a balança um pouco mais para um lado, ela que em pouco mais de dois segundos nos permite julgar se uma pessoa é confiável ou não. A intuição é a linguagem da alma guiada pelo caminho da experiência inconsciente escondida em nosso cérebro.

Apesar de existir uma extensa bibliografia que se aprofunde no sentido mais psicológico, puro e interessante da intuição, interessará a você saber que é também um tema muito estudado e analisado pela ciência. Tanto é assim que Howard Gardner, notável especialista nas teorias da mente, nos fala da necessidade de desenvolver um tipo de inteligência intuitiva, pelo meio da qual podemos ser mais receptivos ao nosso mundo interior. 

Nenhum marinheiro consulta um livro para saber enfrentar um oceano revolto, deixa-se levar por sua intuição, por essa voz interior que sabe ler os perigos e prever a melhor rota, a melhor estratégia. Essa que toma em pouquíssimos segundos…

Se o estudo da intuição se interessou por algo desde sempre é por ser esta uma estratégia que guia grande parte de nossas decisões cotidianas. Tomar um caminho e não outro, desconfiar de alguém, rejeitar uma oferta de trabalho, aceitar um projeto… Há quem medite muito sobre as coisas, outros, ao contrário, deixam-se levar por ela, pela intuição.

A intuição: o caminho do inconsciente para o mundo consciente

Ninguém pode nos garantir que por seguir nossa intuição vamos tomar as decisões mais acertadas. Não obstante, o que conseguiremos é um aspecto de igual importância: atuar de acordo com nossas essências, valores, emoções e julgamentos feitos de acordo com nossas experiências anteriores. Daremos um passo rumo ao adequado equilíbrio interior.

“Duvido que algum dia um computador ou um robô tenha uma intuição igual a do intelecto humano.” -Isaac Asimov-

Um dos mais entendidos nesta matéria é o sociológico e ensaísta Malcolm Galdwell. Através de seus muitos estudos ele nos demonstra como agentes de bolsa, médicos, psicólogos, publicitários, mecânicos ou donas de casa são capazes de tomar decisões certas em poucos segundos. Estamos então diante de um tipo de poder que vai mais além das capacidades psíquicas ordinárias? De jeito nenhum, vamos explicar a seguir o que se passa.

Características essenciais da intuição

A intuição faz parte do que é conhecido como inconsciente adaptativo. Cada coisa aprendida, sentida, interiorizada, pensada e experimentada cria um poço de sabedoria única e particular que nos define. É nossa essência, é um capital mental que usamos quase sem nos darmos conta dele a cada dia.

O poder da pessoa intuitiva reside em saber usar esse capital como canalizador. O bom intuitivo saberá separar todos os galhos do bosque para encontrar o caminho diante da encruzilhada. Porque decidir, no final, é a arte de descartar, e acreditemos ou não, a intuição é uma ferramenta formidável para isso.

Como desenvolver nossa inteligência intuitiva

Antes de saber como podemos potencializar nossa inteligência intuitiva, é possível que você se pergunte por que deveríamos fazê-lo e qual a utilidade que essa inteligência tem. Bem, para isso temos que lembrar como funciona a inteligência tradicional, que faz uso da reflexão e do processamento mais lógico. 

Graças a Howard Gardner sabemos que existem muitos tipos de inteligência e que todas são igualmente úteis. A inteligência intuitiva, por sua vez, vai nos permitir aflorar nossa consciência e nossas emoções para podermos tomar decisões mais rápidas, ou nos permitir dispor desse outro tipo de informação mais íntima nossa, para poder contrastá-la com um ponto de vista mais racional e convergente.

 

Dicas para desenvolver a inteligência intuitiva

A intuição é mais sentida do que pensada. Por isso, é preciso saber escutar nossas emoções, entender o que acontece em nosso mundo interior para encontrar a calma e o equilíbrio.

Daniel Goleman, por exemplo, diz que uma vez que consigamos controlar e entender nossas emoções, nos permitiremos pensar “em Zen”, ou seja, alcançar um estado mental de calma profunda para sermos mais receptivos ao nosso interior e também ao nosso entorno.

As mensagens que a intuição costuma nos enviar são às vezes bastante complexas: sensações, formas, palavras… Temos que saber interpretá-las. Quanto mais liberdade damos à mente, sem preconceitos e barreiras, mais nossa intuição aflorará.

Para concluir, a inteligência intuitiva pode ser treinada a cada dia, sempre e quando nos permitamos ser mais livres de pensamento e também receptivos a nossas emoções. A intuição não é só uma coisa de mulheres; todos os seres humanos dispõem dessas rajadas de luz mental, dessas sensações do coração que nos guiam para uma opção muito mais concreta e, no fim, muito mais acertada. Vale a pena nos deixar guiar por elas, por essa linguagem tão especial…  

Fonte: A mente é maravilhosa
Pitaquinha
Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | 22 Comentários

Ritual de esfoliação: vale a pena investir nele

Olá pessoal!!

A esfoliação é extremamente importante para o rosto. Para quem deseja manter a pele bonita e saudável pode utilizar a técnica.

Com a esfoliação é possível eliminar as células mortas da superfície cutânea. Com o processo é possível promover a renovação da pele, limpando os poros. No entanto, para garantir seus benéficos é preciso saber como esfoliar o rosto corretamente.

Ritual de esfoliação: Como faze

A esfoliação pode ser feita em casa, desde que utilize o produto adequado e aplicado da forma certa. Além disso, depois do cuidado de esfoliar o rosto é preciso fazer outros passos. Veja como fazer.

Ritual de esfoliação: Benefícios

O principal benefício com o ritual da esfoliação permite:

  • Melhor tonalidade natural e uniforme da pele.
  • É eficaz contra a celulite.
  • Melhora a circulação sanguínea.
  • Estimula o sistema metabólico.
  • Aumenta a capacidade e a eficiência do corpo na eliminação de toxinas.
  • Prepara o corpo para o Verão e a obtenção de um bronzeado bonito e uniforme.
  • Devolve à pele um aspecto saudável.
  • A esfoliação pode ser relaxante, dependo das técnicas e ingredientes usados.

Ritual de esfoliação: Renovação da pele

A esfoliação é fundamental para eliminar as células mortas da pele. Com o cuidado é possível trazer o brilho e a maciez para a sua pele. Além disso, o processo permite suavizar manchas, marcas e até cicatrizes do rosto.

Este processo pode ser feito em clínicas de estética e em casa com creme ou gel esfoliante. Na hora de escolher o produto para esfoliar o rosto é preciso ver se é indicado para o seu rosto.

Hoje existem alguns produtos com grãos grossos e não são indicados para uma pele delicada. Ainda tem também as versões com gel ou em creme. Em sua embalagem é possível saber se são indicados para as peles secas, oleosas ou normais, procure conferir.

Para a aplicação é preciso que seja feito de forma suave e em movimentos circulares. Procure massagear o rosto por alguns minutos. Faça a aplicação pelo menos uma vez por semana e siga as instruções do fabricante ou dermatologista.

Ritual de esfoliação: Passo a passo

Limpeza
Antes de fazer a esfoliação prepare a sua pele fazendo uma limpeza com produto adequado. Escolha sabonete em barra, líquido ou uma loção de limpeza. Lembre-se, use apenas o produto indicado para o seu tipo de pele: seca, oleosa ou mista. Se você estiver com maquiagem, opte pelo demaquilante para remover as impurezas e resquícios da make. Isto ajuda evitar agredir a pele.

Esfoliação
Depois de remover a maquiagem e fazer a limpeza da primeira camada e feita uma limpeza mais profunda e a esfoliação do rosto. No processo faça movimentos circulares e suaves e após lave bem até remover o produto.

Tônico
Após esfoliar o rosto, o tônico adstringente trata os poros obstruídos e dilatados. A aplicação deve ser feita de forma suave apenas com as pontas dos dedos.

Hidratação
Depois que a sua pele estiver limpa devido à esfoliação é preciso hidratar. Escolha um produto de acordo com sua pele e faça a aplicação. Se possível utilize um creme que possua filtro solar, se não tiver, passe o protetor depois da hidratação.

 

Pitaquinha

Publicado em Moda e Beleza | Marcado com , , , , , , , , , | 8 Comentários

11 conselhos para as pessoas ansiosas

Olá pessoal!!

Você provavelmente já viu uma frase de Augusto Cury em algum lugar ou já se deparou com algum livro dele em uma estante destacada de livraria.

Augusto Cury é psiquiatra, professor e escritor. Seus escritos são obras-primas que iluminam a vida de todos nós, guiando-nos através de meios mais positivos de pensar e agir. Suas obras já foram publicadas em mais de 70 países e mais de 25 milhões de livros foram vendidos apenas no Brasil.

Augusto Cury tem 11 conselhos para as pessoas ansiosas.

Se você for ou conhecer alguém que sofre dessa condição, confira as 11 dicas abaixo e coloque-as em prática para melhorar sua qualidade de vida.

1. Incorpore os exercícios físicos em sua rotina

Esse tema é repetitivo, quando se fala em qualidade de vida, mas por uma boa razão. Além de nos ajudarem a emagrecer, ganhar disposição e ânimo em nossas rotinas, os exercícios físicos nos possibilitam a liberar endorfina, os famosos neurotransmissores que nos ajudam a liberar o estresse e aumentar os sentimentos de prazer. 

2. Seja consciente sobre a quantidade de informações que você absorve

Quando focamos em informações demais, esse grande acúmulo não é perdido. Ele se armazena, involuntariamente, em nossas mentes através de um fenômeno conhecido como Registro Automático da Memória (RAM). Todo esse excesso de informações transforma nossas mentes em um certo depósito, o que pode contribuir para hiperatividade e falta de desejo ou vontade de descanso.

3. Mantenha seu senso de competição saudável

É cada vez mais comum o desejo de ser bem-sucedido a qualquer custo. Movidas por esse estímulo, as pessoas agem precipitadamente e sem sabedoria, o que destrói relacionamentos e nos torna, pouco a pouco, reféns do dinheiro, da fama, da família perfeita, da aparência incomparável. Nunca se esqueça de que tudo está em constante mudança, possivelmente sua situação atual não será a mesma para sempre, não importa se é boa ou ruim. Saiba que tanto o seu sucesso ou fracasso não são eternos e trabalhe todos os dias para se tornar uma pessoa melhor.

4. Aprenda a utilizar a técnica DCD

DCD significa duvide, critique e determine. Essa é uma técnica de comportamento que tem o seguinte princípio: Duvide de tudo aquilo que controla a sua emoção e conspira contra a sua vida. Critique cada pensamento negativo. Critique seu conformismo e reflita sobre as causas de seus conflitos. Tudo são escolhas. Decida mudar de vida, tornar-se uma pessoa mais feliz e grata. Alinhe suas emoções com a realidade que você deseja manifestar e esteja sempre pronto para viver novas experiências. Participe de sua vida atentamente!

5. Use a tecnologia conscientemente

As novas tecnologias, principalmente com o uso da internet, estão mudando nossas vidas diariamente, trazendo mais praticidade e rapidez. No entanto, também há seus lados negativos, a comunicação está se tornando superficial. Por mais que possamos nos comunicar com pessoas de basicamente qualquer lugar do mundo, isso nos afasta cada vez mais daqueles que estão próximos e que, muitas vezes, são os que verdadeiramente querem o nosso bem. Para ganhar perspectiva sobre sua vida, afaste-se da internet por um tempo e foque em como seus comportamentos e relacionamentos o ajudam a ser alguém melhor.

6. Entenda que os problemas são uma constante 

Não importa quão boa seja nossa qualidade de vida, sempre enfrentaremos algum problema, de qualquer natureza. Ao invés de reclamar quando uma dificuldade se apresentar em seu caminho, foque em resolver a questão e aprender a lição que a acompanha para ganhar sabedoria de vida.

7. Adquira o hábito de documentar suas preocupações em um papel

Quando escrevemos nossas preocupações em um papel, nosso cérebro entende que elas foram transferidas para um outro o processo de descanso do cérebro, diminui os níveis de ansiedade e acalma a ansiedade emocional.

8. Leia diariamente

A leitura pacífica é uma estratégia para evitar a formação de pensamentos negativos, despertando descanso e relaxamento em nossas mentes. Quando fazemos dessa prática um hábito diário, diminuímos os nossos níveis de cortisol, conhecido como o hormônio do estresse.

9. Medite

A meditação é uma prática indispensável para todas as pessoas que desejam melhorar suas vidas. Isso porque ela nos torna pessoas mais abertas, conscientes, concentradas, focadas, relaxadas e motivadas para enfrentarmos cada novo dia.

10. Fique longe de pensamentos negativos

Quando estamos tristes ou decepcionados, parece impossível voltarmos nossa atenção para as coisas boas e o lado positivo de nosso sofrimento. No entanto, focarmos em coisas boas, enquanto estamos tomados pela negatividade, ajuda-nos  a seguir em caminho mais consciente.

11. Esteja aberto para perdoar

As mágoas e rancores que guardamos de alguma pessoa ou situação apenas nos colocam para baixo e nos afastam de uma vida completa e feliz, além de nos deixarem exaustos e limitados. Perdoar, no entanto, acalma nossas mentes e espírito e nos liberta para uma existência mais significativa.

Fonte: osegredo

Pitaquinha

Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 23 Comentários

6 receitas de smoothies refrescantes para o verão

Olá pessoal!!

O smoothie é uma opção mais saudável para substituir o milk shake e o sorvete no verão. Afinal, quem não gosta de tomar algo geladinho no calor para se refrescar, não é mesmo?

Feito à base de frutas congeladas, ele pode ou não ser combinado com iogurte para ganhar aquela textura mais cremosa, parecida com a do milk shake.

Dependendo dos ingredientes que são utilizados, a bebida pode ajudar a dar vitalidade, energia e evitar o envelhecimento.

Você pode criar diversas receitas de smoothies em casa, mas separamos algumas para vocês provarem e se inspirarem!

blog pitacos e achados.png

1 – Smoothie de verão

Ingredientes:

  • 1 polpa de maracujá (100g)
  • 1 polpa de morango (100g)
  • 1 iogurte natural desnatado congelado (200g)
  • 1 colher (sopa) de hortelã picada (2g)
  • 1 colher (sopa) de granola (8g)
  • 3 colheres (sopa) de mel (54g)

Preparo:

Bata no liquidificador as polpas com iogurte, a hortelã, a granola e o mel até ficar cremoso.

2 – Smoothie de laranja

Ingredientes:

  • 1 xícara de leite (pode ser leite desnatado, sem lactose ou de amêndoas)
  • 1 xícara de água gelada
  • 1 lata de suco de laranja concentrado
  • 12 cubos de gelo
  • 1/4 de colher de chá de essência de baunilha

 Modo de preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador. Sirva em seguida.

3 – Smoothie verde

Ingredientes:

  • 2 bananas congeladas,
  • 3 folhas grandes de couve,
  • 1/2 abacaxi,
  • 2 colheres de sopa de linhaça ou chia,
  • 2 copos de água,
  • 4 cubos de gelo.

Modo de preparo:
Insira as folhas de couve, abacaxi, copos de água e a linhaça (ou chia) no liquidificador. Bata até conseguir uma mistura homogênea. Insira as bananas e os cubos de gelo e bata até adquirir uma textura cremosa.

4 – Smoothie detox de manga e maracujá

Ingredientes

  • 2 colheres (sopa) de óleo de coco
  • 1 dose de Pura Proteína (este ingrediente é opcional)
  • 1/2 manga palmer
  • 1 colher (sopa) de chia (deixar de molho por 5 minutos antes de usar)
  • 2 colheres (sopa) de polpa de maracujá
  • 1 pitada de sal
  • 1 copo de água de coco (300ml)

Modo de preparo

  • Bata tudo no liquidificar e sirva gelado.

Smoothie de frutas vermelhas - blog pitacos e achados

5 – Smoothie de frutas vermelhas

Ingredientes

  • 1 xícara de frutas vermelhas congeladas (morango, framboesa, amora)
  • 1/2 xícara de suco de laranja
  • 1/2 xícara de água
  • 1/2 colher de sopa de sementes de chia

Modo de preparo

Bata tudo no liquidificador e acrescente gelo a gosto.

6 – Smoothie de goji e abacaxi

Ingredientes:

  • 6 cubos de gelo
  • 1/2 xícara de goji berries
  • 1 xícara de chá de abacaxi congelado e picado
  • 1 xícara de água de coco gelado

Modo de preparo:

  • Coloque todos os ingredientes no liquidificador e e bata, sirva em seguida.

 

Dicas e pitacos: 

  • Antes de começar a fazer seu smoothie, é importante que as frutas estejam congeladas, então uma dica é descascar e cortar as frutas em pedaços e deixa-las no freezer por pelo menos um dia antes do preparo.
  • Para deixar seu smoothie mais saudável, nunca use açúcar para adoçá-lo. Caso as frutas utilizadas não estejam doces o suficiente, você pode usar mel para adoçar.

Pitaquinha

 

Publicado em Culinária | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 15 Comentários

Conheça os benefícios do oceano para nossa saúde

Olá pessoal!!

Alguma vez você já passou um dia na praia e voltou para casa sentindo-se relaxado e rejuvenescido? Você pode concordar prontamente que a praia tem um efeito calmante, mas também sabe que estar na praia pode ter um enorme efeito sobre a sua saúde e bem-estar, e pode mesmo mudar seu cérebro.

Ciência explica como a praia pode mudar nossos cérebros e Saúde Mental

Vamos dar uma olhada em alguns dos benefícios cientificamente apoiados que a praia pode oferecer.

Lora Fleming, da Universidade de Exeter na Inglaterra, diz que a ideia de que a praia ajuda a nossa saúde está bem estabelecida. Os médicos do século XVIII costumavam prescrever viagens para o oceano para visitar “hospitais de banho”. Hospitais de banho eram clínicas especialmente projetadas que ofereciam tratamentos banho de água salgada. 

Fleming observa, no entanto, que os cientistas só começaram a olhar para os benefícios de saúde do oceano experimentalmente nos últimos tempos.

1. O córtex pré-frontal do seu cérebro é ativado

O córtex pré-frontal, uma área do cérebro associada com a emoção e autorreflexão (bem como outras funções) é ativado quando os sons do oceano são reproduzidos. Isso foi provado através de pesquisas de cientistas com participantes de estudos que foram expostos a sons e ruídos do oceano.

2. As ondas dos oceanos geram íons negativos

A sensação de paz que temos na praia pode ser um resultado de alterações moleculares em nossos corpos. As ondas do oceano produzem íons negativos. Íons negativos aceleram a capacidade do nosso corpo de absorver oxigênio. Eles também equilibram os níveis de serotonina; uma substância química produzida pelo organismo que está relacionada com o humor e o stress. Esta é uma das razões pelas quais estar na praia foi ligada, por cientistas, à energia mental positiva e uma sensação geral de saúde e bem-estar. Pode até fazer-nos dormir melhor.

3. Os níveis de seu hormônio do estresse, cortisol, diminuem

A razão pela qual as praias têm um efeito tão calmante sobre nós pode ser por causa do som das ondas.Os sons mais relaxantes e agradáveis de ouvir são aqueles que têm padrões de ondas previsíveis. O som também deve ser suave em volumes e frequências harmônicas em intervalos regulares. As ondas do oceano são dessa forma. Regulares e suaves de ouvir.

O som do mar pode ter um efeito ainda mais profundo no emocional, de acordo com a neurocientista Shelley Batts. O ruído do oceano provavelmente desencadeia memórias profundas ou sensações de relaxamento e segurança. Algumas pessoas podem até dizer que recordam o útero e os batimentos cardíacos de sua mãe. Há um hormônio do estresse chamado cortisol. Alguns ruídos, tais como tráfego e o ruído de avião pode acioná-lo. Quando esse hormônio é liberado, problemas de saúde, tais como úlceras e doenças cardíacas podem ocorrer. O barulho calmante do oceano trabalha para diminuir os níveis de cortisol. Desta forma, o oceano pode ter um efeito positivo sobre nossa saúde em geral e evitar potenciais problemas de saúde.

4. A superfície plana do oceano te acalma

A superfície plana do oceano pode também dar-nos uma sensação de segurança. O neurocientista Michael Merzenich diz que os seres humanos se sentem seguros quando estão em lugares que não são complexos. Na floresta, seres humanos precisam fugir de animais predadores; nas cidades, há bandidos e vilões com os quais devemos tomar cuidado; no entanto, na praia podemos enxergar milhas, e isso nos dá paz de espírito. Não há ameaças potenciais.

“Somos construídos, neurologicamente, para normalizar o nosso ambiente e controla-lo.”, diz Merzenich. “Quando olhamos para o mar, ou estamos ao longo da costa, nós estamos em um ambiente previsível e estável.”

Fonte: Life Hack

Pitaquinha

Publicado em Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 18 Comentários

Decoração para casas com gatos

Decoração para casas com gatos

Foto: Usplash

Ter um animal de estimação em casa é viver com muito amor e carinho. Os gatos, por exemplo, são seres independentes, silenciosos, com comportamento e temperamento bem diferentes dos cachorros. Dificilmente você verá um gato fazendo aquela festa quando seu dono chega em casa.

Quem escolhe ter gatos, é importante saber que eles se acostumam muito bem em casa e até mesmo em apartamentos, porém algumas adaptações nos espaços são necessárias para preservar a decoração e acima de tudo, a segurança do seu bichano.

Confira as nossas dicas para decorar imóveis em Curitiba para você e seu gato conviverem com conforto, qualidade de vida, garantindo a personalidade nos ambiente e muito amor no lar.

Mobiliário para gatos

Os gatos gostam de arranhar e precisam fazer isso para aparar as unhas. Para evitar que eles arranhem o pé da mesa, o ideal é optar por móveis de madeiras sólidas e duras como o carvalho e nogueira, por exemplo. Os móveis de vidro e acrílico, que combinam com tudo, são super indicados contra arranhões dos bichinhos.

As cortinas instaladas do teto ao chão são um verdadeiro parque de diversão para os felinos. Para evitar que eles as destruam com as suas garrinhas, prefira aquelas cortinas que ficam enroladas ou as persianas. Assim, elas ficam mais difíceis de serem alcançadas.

Para tirar o foco dos móveis da casa, coloque o arranhador à vista, num local por onde ele sempre circule. Assim ele poderá ser divertir e gastar energia em algo feito especialmente para essa finalidade.

felinos

Os tecidos apropriados para gatos

Os gatos adoram subir nos sofás, cadeiras, poltronas e pufes, por isso escolha o tecido apropriado para compartilhar o móvel com o seu companheiro.

A camurça é um dos tecidos ideais para quem tem gatos em casa, porque além de resistente, a textura é perfeita para disfarçar as manchas causadas pelos arranhões, assim como os tecidos sintéticos como o poliéster e nylon. O veludo, a pelúcia e o couro natural também são boas alternativas. Já o linho, algodão e os couros sintéticos podem acabar despedaçando com a prática do bichinho.

Para ele dormir, coloque uma caixa de papelão com paredes baixas forrada com um cobertor bem macio, ou até mesmo uma cesta de vime com uma manta são excelentes opções de caminhas. Também há muitas opções à venda no mercado, de diversos tamanhos e valores. Se você preferir, pode colocar ele para dormir na cama, mas saiba que isso pode virar hábito e é ele que vai acabar dominando as cobertas.

Banheiro para os gatos

Sejamos sinceros: a caca dos gatos tem odor bem característico e é algo que preciso ter uma atenção especial para a boa convivência com o felino em casa. É perfeitamente possível encontrar móveis práticos, desenhados especialmente para que o gato possa fazer suas necessidades.

Basta colocar as caixas de areia nos locais desejados, que não deve ser do lado da comida, água ou caminha. Ter pelo menos 2 caixas de areia é o recomendado. O importante que essas caixas de areia obedeçam a algumas “exigências” dos bichanos, para que sejam utilizadas por eles e, assim, facilitem a vida dos donos. Esta areia da caixa, na verdade, é argila em flocos. A função é absorver o xixi e literalmente empanar os dejetos. Assim, tudo fica sem cheiro e muito fácil de limpar. Basta retirar as necessidades e repor a areia. O conteúdo todo deve ser trocado a cada duas semanas, quando a caixa é lavada com água e sabão neutro.

O gato tem um senso de limpeza muito apurado, por isso se acontecer dele urinar ou evacuar fora da caixa é sinal de que tem algo errado.

casa com gatos - blog pitacos e achados

A segurança dos gatinhos

Os gatos que moram em casas, adoram dar as suas voltinhas, principalmente à noite.

Por isso é preciso manter as portas fechadas e evitar essa prática. Os gatos que escapam para as ruas, tem maior contato com sujeiras e ficam mais sujeitos à doenças. E se depois ele for deitar na sua cama, por exemplo, pode transmitir essas bactérias para seus donos.

Para que eles não fujam pelas janelas é necessário colocar telas ou redes. Já esse adereço é indispensável para quem mora em apartamentos, pois evita que o gato ande pelos parapeitos e janelas, e até mesmo caia lá de cima.

Outra dica é cuidar do lixo. Troque as latas de lixo por latas com tampas acopladas. Assim, seu gato não vai conseguir abri-las e espalhar tudo pela casa.

Os felinos adoram escalar por natureza, porém seus pulos podem quebrar seus objetos mais preciosos. Evite isso mudando os objetos para um lugar onde o bichinho não possa chegar e ofereça ao animal ao menos um lugar seguro para que ele possa dar seus pulos. Também evite posicionar as panelas no fogão com o cabo para fora.

Antes de levar um gato para sua casa, observe as plantas que cultiva, pois algumas espécies são nocivas para o sistema digestivo do animal. Plantas comuns, como a samambaia, podem causar doenças nos gatos. Livre-se das plantas que fazem mal para ele ou tire-as do alcance do gato. O ideal é substituir por uma planta que seja benéfica para a digestão do seu bichinho.  

Assim como outros bichinhos de estimação, os gatos adoram brincar. E podem fazer suas brincadeiras com o que encontrar facilmente como sacolas de plástico de mercado, cotonetes e embalagens salgadinhos e doces, podem fazer mal para o estômago dos felinos.

Os brinquedos de gato devem ser usados sob supervisão. Quando você não estiver junto com seu gato, guarde os brinquedos, de preferência em lugares altos, inacessíveis e fechados. Já os brinquedos mais duros, sem pequenas partes removíveis podem ficar de fora, pois não apresentam riscos. Bolinhas de papel amassado, rolinhos de papel higiênico e fitas de presente são sucessos absolutos para a diversão dos bichinhos!

Encontre casas à venda em Curitiba onde você possa ter vários gatos e animais de estimação. As casas em condomínio fechado à venda em Curitiba também são perfeitas para colocar em prática todas as nossas dicas.

Pitaquinha

 

 

 

Publicado em Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 16 Comentários

Dicas para alcançar suas metas

Olá pessoal!!

Todo final de ano é a mesma coisa: fazemos promessas na virada do ano que acabam se perdendo no decorrer dos meses e, lá para o meio do próximo ano, nem ao menos lembramos de tudo aquilo que prometemos. Isso acontece por diversas razões, dentre as quais, as principais encontram-se a falta de foco, de motivação e de planejamento. Por isso, é muito importante saber exatamente aquilo que quer para não fazer pedidos e traçar objetivos em vão.  

Então, está cansado de todo ano a história se repetir? Chega de criar expectativas e viver frustrado por não alcançá-las! Abaixo, você encontra dicas para alcançar todas as metas que estabelecer para 2018. É como um manual básico, que vai te ajudar a entender tudo o que precisa ser feito para não deixar sonhos de lado por distrações momentâneas.   

Siga as dicas abaixo e tenha uma vida muito mais organizada. Alcance seus objetivos e torne-se alguém melhor e mais evoluído a cada dia!

Dica nº 1: antes de definir qualquer coisa, pense. 

Não adianta nada definir mil metas diferentes, sendo que a maioria delas não é, realmente, importante para você e não vai fazer, de fato, diferença na sua vida. Então, antes de definir qualquer objetivo de final de ano, pense se vale a pena mesmo se prender a esse tipo de promessa. Por isso, tire algum tempo para analisar como foi seu último ano e como você espera que o próximo ano seja. A partir daí, sim, você deve começar a definir seus objetivos. 

Dica nº 2: depois de pensar, defina. 

Agora que você já refletiu sobre o último ano e já imaginou como espera que o próximo ano seja, chegou a hora de realmente definir suas metas. Você deve defini-las a partir de um pensamento: como eu devo agir para conseguir fazer com que o meu ano seja da forma que imaginei e, além disso, para que eu chegue ao final do próximo ano mais feliz e realizada?  

Dica nº 3: após definir, anote. 

Depois de pensar em tudo o que você precisa fazer, ou seja, todas as metas que precisa cumprir, anote cada uma delas. Anotar é um exercício importante de memorização para o cérebro humano. Mas de nada adianta anotar em algum lugar que você não verá no seu dia a dia. Encontre algum lugar de constante visualização para que você escreva e, assim, suas metas estarão sempre à sua vista! 

Dica nº 4: depois de anotar todas, defina as principais.

Todas as metas são importantes, mas há, sempre, as principais. De todas, defina no máximo três que serão seus principais objetivos do ano. Não precisam ser as que necessariamente dão mais trabalho, mas sim, aquelas que te farão se sentir mais feliz e realizado. Isso serve, inclusive, para manter os pés no chão. Porque se você é do tipo de pessoa que anota 20 metas para serem cumpridas em um único ano, é lógico que muitas ficarão em aberto.

Dica nº 5: definidas as metas principais, trace objetivos menores. 

Você precisa estabelecer objetivos de curto, médio e longo prazo. Ou seja: os objetivos de longo prazo são suas metas propriamente ditas, sua linha de chegada para o novo ano. Já os objetivos de médio prazo ficam exatamente no meio do caminho e servem para você se manter motivada, e enxergar que, de fato, está no caminho certo. Os de curto prazo devem ser cumpridos no dia a dia, para que você continue focado, afinal, são as atitudes do dia a dia que fazem a diferença lá na frente! 

Dica nº 6: com metas e objetivos estabelecidos, estabeleça prazos.

Muitas metas de final de ano são deixadas de lado porque as pessoas têm a falsa impressão de que “ainda há muito tempo” para se dedicar a cada uma delas. Por exemplo: se neste final de ano você definir que quer estar 10 kg mais magra no final do ano que vem, você provavelmente vai deixar para começar a reeducação alimentar somente nos últimos meses do ano. Mas isso não pode acontecer! E para que de fato não aconteça, defina prazos para todos os seus objetivos: os de curto, os de médio e os de longo prazo.  

Dica nº 7: com prazos estabelecidos, respeite-os. 

Não minta para si mesmo. Não feche os olhos para as suas próprias vontades. Não ter ninguém como juiz não é sinônimo de não precisar respeitar as regras. Por isso, dedique-se ao máximo para cumprir cada prazo que você estabelecer. Principalmente os prazos dos objetivos de curto e médio prazo, que são aqueles que te farão criar uma rotina focada e determinada rumo ao seu objetivo final. 

Dica nº 8: não caia nos pequenos prazeres da vida. 

Seja lá qual for a sua meta, há, com certeza, inúmeros prazeres diários que podem fazer com que você se afaste cada vez mais da realização da mesma. Não caia nessa cilada! Resista a tudo o que puder e conseguir. Foco e determinação são a chave do sucesso para não deixar com que mais um ano passe sem metas realizadas. 

Dica nº 9: peça ajuda.

Não tenha vergonha de pedir ajuda para a sua família ou amigos. Se sua meta é perder peso, conte seu objetivo para as pessoas e peça para que não lhe ofereçam comidas e bebidas gordurosas, por exemplo, ou para que não te chamem para jantar durante a semana. Caso a sua meta seja um novo emprego, pergunte se alguém sabe de alguma vaga disponível na sua área e se poderia te ajudar a consegui-la. Ninguém é feliz sozinho, assim como ninguém consegue viver sozinho. Não há problema nenhum em contar com a ajuda de pessoas queridas!  

Dica nº 10: paciência e resiliência.

Nada cai do céu, nada acontece de um dia para o outro! Não desista de suas metas depois de um ou dois meses e, caso você fracasse em algum dos seus objetivos, recomece todo o percurso. Recomeçar (mesmo que muitas vezes) é melhor do que desistir e deixar de lado a oportunidade de se tornar alguém melhor e mais feliz. 

Aproveite o novo ano e surpreenda-se!!   

Fonte: horoscopovirtual / Fotos: augustandco

Pitaquinha

Publicado em Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 26 Comentários

Que o sentimento de Gratidão seja uma rotina em sua vida

Que o sentimento de Gratidão seja uma rotina em sua vida - blog pitacos e achados

Olá pessoal!!

Hoje vamos falar sobre gratidão. Durante séculos a humanidade e muitas religiões ao longo da história pregaram esta pequena palavra em suas tradições e ensinamentos, mas infelizmente ainda não foi o suficiente para reconhecermos o real valor deste sentimento de extrema grandiosidade.

A gratidão, assim como todos os sentimentos que habitam nosso interior, são energias materializadas em nosso corpo, que em conjunto com nossa mente, constroem gradativamente nossa realidade. Seu poder é inimaginável, e através dela conseguimos a cura de nossos padrões negativos, males físicos, limitações de consciência, entre tantos outros feitos. A expansão energética criada por este sentimento não pode ser traduzida em palavras, mas assim como o conhecimento, a gratidão liberta nossas mentes e permite que nossos corpos sejam elevados à faixas vibratórias mais positivas.

Cultivando a gratidão

Se realmente você quer mudar sua vida precisa inserir a gratidão em sua rotina. E quando falamos em inserir, não estamos dizendo que você deve somente falar “sou grato”, você deve aplicá-la em seu interior. Quando nos conectamos à gratidão verdadeira, uma sensação única de grandeza e expansão interior é recriada em nosso íntimo e nos sentimos grandes, fortes e perfeitos.

Que o sentimento de Gratidão seja uma rotina em sua vida - blog pitacos e achados 1

Leia também Faça a Terapia da Gratidão.

Sem dúvida a fé religiosa (seja ela qual for) nos auxilia na conquista deste sentimento verdadeiro, pois tem como objetivo principal nos RE-ligar a fonte, nos RE-ligar a Deus. Mas é muito importante entendermos que a real conexão com este sentimento vai muito além da fé, está diretamente conectado ao nosso mental, ao lado racional de nossas ações. A gratidão faz parte de nossos valores pessoais, e em conjunto com tantos outros sentimentos, constrói nossa realidade cotidiana, a cada ação, a cada reação e palavra proferida.

Sentir o verdadeiro sentimento de gratidão em nossas mentes e corações exige uma prática diária, com muito foco e consciência desperta. Analise os pensamentos e julgamentos que você realiza todos os dias e veja em quantos deles a gratidão está inserida. Policie suas atitudes e palavras, além de elas terem força energética elas também carregam consigo o poder de construção.

Busque pessoas e terapias complementares que te auxiliem na tarefa da visualização e eliminação dos padrões negativos de sua vida. Técnicas como os Florais de Bach, Reiki e Cromoterapia te auxiliam na modificação interior, suavizando suas vibrações e abrindo espaço para mudanças e novos conteúdos.

Fonte: resilienciamag

Comece hoje mesmo! 

Pitaquinha

Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 18 Comentários

Feliz Natal e Boas Festas!!

 

 

 

 

 

Publicado em Achado | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 28 Comentários

6 dicas para produzir uma festa de Ano Novo

Olá pessoal!!

Fim de ano chegando e com ele um sentimento de agradecimento pelo que passou e expectativas pelo que virá. Para encerrar 2017 com chave de ouro e começar o Ano Novo com o pé direito, nada melhor do que uma comemoração muito especial. Celebrar ao lado de familiares e amigos é o que todos desejamos, mas para que isso aconteça a festa precisa ter tudo o que a ocasião pede.

Com dicas simples, sua festa da virada pode se tornar um evento bem agradável e divertido para os seus convidados. Nesta hora, todo o detalhe faz a diferença!

1. A trilha sonora

Ser eclético no momento de escolher a trilha sonora ou a banda que irá agitar o seu Réveillon é uma boa dica. Desta forma, você não corre o risco de desagradar nenhum convidado. Obviamente, o estilo da sua festa vai direcionar muito a escolha. Se for produzir um grande evento, opte por bandas animadas, que tocam de tudo um pouco, e lembre-se de contratar uma boa acústica para o local. Já se está organizando um evento mais restrito para amigos e familiares, tome cuidado para não exagerar no volume do som.

Independente do tamanho do seu evento, existem três trilhas que não podem faltar na sua festa: a contagem regressiva, músicas clássicas de ano novo (por exemplo, Adeus ano velho, Feliz Ano Novo) e o barulho dos fogos de artifício à meia noite.

2. A decoração

Para os supersticiosos, as cores tomam um significado todo especial na virada do ano, vale a pena se informar sobre a representatividade de cada uma e abusar da criatividade. Em sua decoração, abuse do branco e de tonalidades claras para deixar o ambiente mais leve e descontraído – o branco ainda é a cor tradicional do Réveillon, por representar a paz. Velas, flores e frutas (principalmente as uvas) irão enriquecer ainda mais sua noite de ano novo por também trazerem significados especiais.

3. Sem atrasos

O horário para início do evento vai depender da animação de seus convidados. Porém, o mais comum é que as festas de ano novo só comecem de verdade após a virada do ano. Marque um horário não tão cedo, para não desanimar a galera, mas também não tão tarde para que ninguém corra o risco de passar a virada agarrado no trânsito.

Lembre-se também que no horário marcado para o início do evento, tudo já deve estar pronto e organizado. Você passará uma péssima impressão se marcar uma entrega com o fornecedor no mesmo horário em que seus convidados vão chegar. E outra coisa: peça para a banda testar os instrumentos e passar o som com, no mínimo, 1 hora de antecedência.

4. Alimentação e bebidas

Prepare o seu menu com bastante antecedência , levando em consideração o gosto e o número de convidados. Você pode usar a criatividade para elaborar os seus pratos, mas tente incluir no seu cardápio alimentos básicos da ceia de Réveillon, que também significam sorte e prosperidade – frutas, lentilhas, peixes, arroz. Outra dica é não optar por nenhuma receita que contenha carne de aves, para não desagradar convidados supersticiosos. Esta é uma festa que a maioria dos convidados costuma exagerar na bebida, por isso certifique-se que todos estão sendo bem servidos. Uma equipe de bons garçons pode valorizar muito o seu evento.

Quanto às bebidas, elas devem se adequar ao gosto dos convidados. Além daquelas mais comuns como água, cerveja e refrigerante, não pode faltar o espumante para todos os convidados brindarem a virada do ano. Outras bebidas tradicionais para o momento são os vinhos e o espumante. Só não se esqueça de que a temperatura das bebidas é mais importante que a variedade. Ninguém merece entrar 2017 com bebida quente, por isso pense na sua estrutura de refrigerador antecipadamente.

5. O local

Uma dica especial se tratando de Réveillon é priorizar a facilidade de acesso ao local. Nesta celebração, é imprescindível que todos os seus convidados cheguem antes da meia noite. Imagine se eles passam a virada do ano no estacionamento, no trânsito ou dentro de um elevador lotado? Nada agradável, né?

6. Hora da virada!

Esse é o momento mais especial da noite! Deixe preparada uma mesa com as taças e o espumante. Para acompanhar a contagem regressiva, deixe a televisão ligada próximo ao momento da virada e tenha confetes e brinquedos barulhentos para distribuir aos convidados. Caso haja fogos de artifício, defina anteriormente o local onde os mesmos serão disparados para evitar acidentes e designe a tarefa para um adulto que saiba manuseá-los.

Guia prático 

  • A festa é uma sequência de ações. Se você fizer um coquetel de duas horas, depois as pessoas não jantam.
  • Comece com bebidas sem álcool: sucos, refrigerantes, águas aromatizadas e sodas italianas são ótimas opções.
  • Depois inicie as bebidas alcoólicas: pró-seco, uísque, cerveja. É sempre importante lembrar que bebidas alcoólicas devem ser servidas com comidas frias, simultaneamente. Alimentando os convidados que estão bebendo você não corre o risco de ter alguém dando vexames.
  • O ideal é que o coquetel dure uma hora, no máximo uma hora e meia. Depois sirva os quentes e salgados. Aqui entra a dica dos ‘finger foods’. Nesse meio tempo pode haver um breve discurso, se desejar.
  • Sempre proporcione um momento de música, seja DJ ou mesmo som ao vivo. Ao final, sempre sirva um doce, mesmo que seja uma trufinha. 
  • Foi-se o tempo em que pegava mal dividir as tarefas com os convidados. Não tenha vergonha de fazer uma lista de compras (com antecedência) e indique o que cada um deverá levar.
  • Considere contratar uma faxineira para ajudar a lavar a louça e limpar a casa no dia seguinte.

Dê o máximo de bem estar e conforto aos seus convidados nesta data tão especial que significa renovação. Feliz 2017 e mãos a obra!

Pitaquinha

Publicado em Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 7 Comentários

Estar bem consigo mesmo é melhor do que estar bem com todo mundo

Olá pessoal!!

Entender que estar bem consigo mesmo é preferível a estar bem com todo mundo é um sinônimo de saúde e bem-estar. É como o aprendizado que se ganha depois de uma grande viagem onde, pouco a pouco, deixamos determinadas situações para trás para avançar leves, livres de cargas na mochila e pedras nos sapatos. É um despertar que nos permite levar a vida com mais honestidade.

No entanto, apesar de que na teoria parece fácil entender e essa ideia inclusive ofereça material suficiente para escrever mais de um livro sobre crescimento pessoal, pode-se dizer que, na prática, falhamos bastante nisso. Para entender melhor esse assunto daremos um pequeno exemplo sobre o qual refletir. Imagine que você está olhando por uma janela algo que acontece cada manhã na mesma hora. Ali está o vizinho, levando cada dia o seu pequeno vaso de planta para que receba de maneira regular a luz do sol. Ele faz isso com cuidado e absoluta dedicação: corta seus ramos, rega, coloca adubo… inclusive poderíamos dizer que ele proporciona carinho à planta.


“Quando você ama e respeita a si mesmo, a desaprovação de alguém não é nada a temer ou evitar”.
-Wayne Dyer-

É algo que chama muito a atenção por um fato em concreto. Nosso vizinho nunca pareceu um homem muito feliz, tem um trabalho do qual não gosta e é a típica pessoa que tenta agradar a todos. Sua resignada necessidade de satisfazer os outros faz dele uma marionete que é manipulada por qualquer pessoa: a família, os chefes, os amigos… Na verdade, eles puxam tanto os “fios” que eles começam a se desgastar: nosso jovem vizinho já sofreu a sua primeira ameaça de infarto.

Cada dia quando o observamos sair com o bonito e cuidado vaso de planta perguntamos por que ele não trata a si mesmo com a mesma dedicação e amor como faz com a sua pequena árvore. Estar bem consigo mesmo é algo que, sem dúvida, o vizinho deveria aprender a praticar, desistindo de algumas relações, alimentando a autoestima e procurando mais autenticidade com o fim de recuperar sua dignidade e bem-estar…

Estar bem consigo mesmo: questão de lógica e necessidade

Dizia Epiteto que “assim como quando caminhamos nós tentamos não pisar em um prego ou torcer o tornozelo, na vida deveríamos nos dirigir com a mesma atenção”, ou seja, evitando que outras pessoas nos prejudiquem, evitando incomodar os outros e nos protegendo de todo o mal. No entanto, em algumas ocasiões não fazemos isso: nos descuidamos de maneira perversa e proposital. Esquecemos que, quando uma pessoa deixa de estar bem consigo mesma para priorizar os outros, isso não é nada saudável.

Esquecemos, talvez, que tentar agradar a todos adiando as próprias necessidades não é logico nem recomendável. Assim, ao permitir que esse sacrifício nos faça sentir mal conosco por uma coisa ou outra, sentimos uma sensação de vazio, indecisão e frustração, o que é um preço extremamente alto a pagar.

Lembremos que aquilo que se cuida prospera, e o que se defende e se alimenta termina dando seus frutos. Então, algo que deveríamos refletir também é que existem momentos em que seria necessário deixar de lado os aspectos emocionais para fazer uso da razão. Separar o que sentimos e lembrar daquilo que necessitamos.

Somos conscientes de que a Inteligência Emocional tem muita influência na atualidade; no entanto, existem momentos bem concretos onde o pensamento mais lógico e racional é o que funciona melhor. A razão? É esse tipo de perspectiva mental a que mais nos incentiva a tomar decisões firmes para começar mudanças em prol do benefício próprio.

 

“Tudo vai dar certo no final. Se não deu certo, não é o fim”.
-John Lennon-

Erich Fromm dizia que as pessoas têm a sutil capacidade de viver em uma contradição constante. Isso faz com que, em algumas ocasiões, pensemos que se os outros são felizes, eu também sou feliz, que se eu digo a certa pessoa que apoio o que ela faz apesar de não ser verdade, eu vou conseguir a sua aprovação e indulgência e, consequentemente, isso vai me proporcionar bem-estar.

Dualidades semelhantes são destrutivas, são situações com um elevado custo emocional onde deveria prevalecer, antes de tudo, o sentido e a razão: se eu não gosto de algo, me afasto, se eu não concordo com alguma coisa, eu falo, se me prejudicarem, eu me defendo, se não sou feliz eu procuro conseguir isso do meu jeito.

O caminho para o bem-estar consigo mesmo

O caminho para estar bem consigo mesmo nasce do sentido de equilíbrio. Não é uma questão de praticar a autoindulgência e de nos priorizar praticamente em qualquer terreno, momento ou circunstância. O bem-estar mais saudável não deriva no narcisismo, senão na convivência saudável onde o indivíduo entende que para “ser” também precisa “deixar ser”.

Para conseguir isso, podemos refletir sobre as seguintes perspectivas. Cada uma delas requer uma adequada interiorização para poder ser integrada nas nossas vidas:

  • Autoconfiança: acreditar nos próprios recursos internos nos permite ser mais competentes na hora de tomar decisões, de avançar sabendo quem sim e quem não, o que precisamos em cada momento e como podemos alcançar esses objetivos.
  • Racionalizar os pensamentos. Quando deixamos de estar bem com nós mesmos isso se deve, quase sempre, a esse diálogo interno desgastante, crítico e negativo que constrói obstáculos para o nosso desenvolvimento pessoal. Aprendamos, portanto, a racionalizar o pensamento, a derrubar medos e a deixar de ser nossos próprios inimigos.
  • Sejamos amigos da vida: Em vez de querer ser “amigo de todo mundo”, de estar bem com todos para nos sentirmos aceitos, mudemos um pouco a perspectiva. Sejamos amigos da vida, sejamos abertos às oportunidades, ao otimismo, ao sentido da liberdade, e não ao da indulgência e da dependência alheia.
  • Descubra o potencial que existe em você: quando descobrimos nossos pontos fortes, quando aproveitamos nossas virtudes, capacidades e talentos, tudo em nós entra em harmonia. Sentimos nossa valentia para começar coisas sem depender dos outros, coisas que trazem satisfação e vão nos permitir avançar com um sentimento benigno.

Para finalizar, recordemos que ao estar bem consigo mesmo, o que o destino prepara começa a importar menos. No seu interior existe tanta energia, confiança e otimismo que nada poderá deter os seus passos. Não desperdicemos essa virtude que todos temos dentro de nós.

Fonte: amenteemaravilhosa

 

Pitaquinha

Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 20 Comentários

20 ideias minimalistas de decoração de Natal

Olá pessoal!!

Você gosta do décor com poucos elementos e cores? Prefere ambientes em que predominam o branco, o preto e o cinza? E na época de Natal, passa longe dos enfeites brilhantes e das guirlandas coloridas? Se você respondeu sim a alguma dessas perguntas, saiba que é possível deixar a casa com a cara do Natal com opções que fogem do tradicional.

Separei 20 ideias entre pinheirinhos, guirlandas, luzes e enfeites diversos com um estilo mais minimalista, além de opções de decoração para a mesa da ceia e para embrulhar os presentes que são simples, mas cheias de charme. Confira:

Árvore

Para ter uma árvore de Natal minimalista, a palavra de ordem é usar poucos ou nenhum enfeite. O pinheirinho, por si só, já é considerado um adorno.

Luzes com focos bem pequenos dão um leve brilho a esta árvore.

Foto: Reprodução/Pinterest

Algumas bolas e estrelas enfeitam essa árvore que tem um formato diferente do tradicional.

Foto: Reprodução/Decouvrir Design

A árvore também pode ser pequena e ficar em cima de alguma mesa ou aparador. Neste caso, ela não tem enfeites. 

Foto: Reprodução/Pinterest

Usar apenas os ramos de uma planta em uma parede, para criar o desenho de uma árvore, também é uma opção interessante.

Foto: Reprodução/Pinterest

Confira algumas árvores de Natal diferentes aqui.

Luzes

Na decoração minimalista de Natal, as luzes aparecem de forma econômica. Poucos cordões e a presença em pequenos objetos conferem a luminosidade característica da época.

Focos transpassados pelo teto deixam o ambiente iluminado e minimalista.

Foto: Reprodução/Ariel Dearie Flowers

O ponto luminoso em uma decoração minimalista pode ser um enfeite específico, como esta estrela feita de galhos.

Foto: Reprodução/Pinterest

Criar o formato de uma árvore de natal usando os focos de luz dará luminosidade ao ambiente e deixará a decoração minimalista. 

Foto: Reprodução/A Pair and a Spare

Guirlandas

Um dos símbolos tradicionais do Natal, as guirlandas também podem estar presentes nas portas de pessoas que gostam de um estilo mais minimalista de decoração. São opções mais monocromáticas e que prezam pelo uso de ramos.

Guirlandas feitas apenas com ramos ficam lindas. 

Foto: Reprodução/My Scandinavian Home

No melhor estilo faça você mesmo: arredonde um cabide e amarre pequenos ramos para ter esta guirlanda minimalista. 

Foto: Reprodução/My Scandinavian Home

As bolas pretas e os enfeites em madeira com formas geométricas são as marcas do estilo escandinavo nesta guirlanda. 

Foto: Reprodução/Made from Scratch

Quer ver outras opções de guirlandas, de vários estilos? Então clique aqui.

Enfeites diversos

Além do pinheirinho, das luzes e das guirlandas, outros enfeites que ajudam a deixar a casa com a cara do Natal podem ganhar um estilo mais minimalista, com poucas cores e elementos.

As tradicionais meias natalinas ganham uma releitura com estas opções feitas em lã amarradas em um galho natural pregado na parede. 

Foto: Reprodução/The Merry Thought

Que tal pendurar um ramo da árvore de natal na parede, com a ajuda de um clip?

Foto: Reprodução/Residence Magazine

Pequenos enfeites de mesa, como esta árvore em madeira com uma bola pendurada, fazem toda a diferença. 

Foto: Reprodução/Homey Oh My

Arranjos também podem ter estilo minimalista, como este, feto em uma caixa de madeira com ramos, paus de canela e velas. 

Foto: Reprodução/My Scandinavian Home

Decoração da mesa

Parte importante da decoração na véspera de Natal, a mesa da ceia pode ficar com uma cara mais clean e, ainda assim, preservar as características que a diferenciam de uma mesa para uma refeição do dia a dia. Uma dica é usar pratos e guardanapos brancos ou de outras cores neutras e ramos e frutas para decorar o centro.

Espalhar ramos no meio da mesa dá todo um charme à decoração. 

Foto: Reprodução/Pinterest

Com a ajuda de ramos, castiçais e frutas frescas, a mesa fica com cara de Natal. 

Foto: Reprodução/Musings on Momentum

Nos pratos, que tal criar enfeites para indicar os lugares de cada um? Este foi feito com ramos de alecrim amarrados com barbante e uma fita com o nome. 

Foto: Reprodução/Spoon Fork Bacon

Presentes

Quer agradar ainda mais a família, os amigos ou o amigo secreto neste Natal? Que tal presentear com algo que você mesmo embrulhou? Com papel kraft, barbantes e ramos naturais, dá para fazer opções lindas de pacotes de presente.

Pacotinhos feitos com papel craft ou papel sulfite e amarrados com barbante rústico são ótimas opções para embrulhos com estilo minimalista. 

Foto: Reprodução/The Beauty Dojo

Um galho natural e um barbante rústico formam uma alternativa para as tradicionais fitas natalinas para embrulhar presentes. 

Foto: Reprodução/Pinterest

Pequenos ramos da planta de sua preferência deixam o pacote ainda mais bonito. Uma plaquinha com o nome de quem deu o presente pode completar. 

reproducao-these-four-walls-blog-embrulho-minimalista-presente-natal

Foto: Reprodução/These Four Walls Blog

Fonte: GazetadoPovo

Pitaco: É possível decorar sem exageros, isso não é nenhuma novidade! Há ainda quem diga que a decoração minimalista é algo vazio e frio. Particularmente, vejo como “algo com muito sentido sendo transmitido através de pequenas coisas”.

Pitaquinha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado em Achado, Diy | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 20 Comentários

Os riscos de silenciar as emoções

Os riscos de silenciar as emoções - blog pitacos e achados

Olá pessoal!!

“Quem engole muito no final se afoga”, diz um velho ditado que provavelmente você já ouviu em algum momento.

Freud também nos advertiu sobre os perigos de silenciar os sentimentos dizendo: “As emoções reprimidas nunca morrem. São enterradas vivas e saem mais tarde da pior forma”.

Na verdade, às vezes, a sabedoria popular encontra um apoio na ciência. Em certos casos, reprimir nossos sentimentos e pensamentos, por medo de ofender outros ou ser vulneráveis, podem acabar causando danos a nós mesmos. As emoções que se acumulam prejudicam-nos em silêncio, tornam-se fantasmas que danificam nosso corpo e nossa mente.

Se você não expressar o que sente, não poderá se defender

Se você não expressar seu desconforto, é provável que a pessoa que está machucando você não esteja plenamente consciente das conseqüências de suas palavras ou atitudes sobre você. Muitas vezes esperamos que os outros percebem o que estamos passando, que adivinhem nossos sentimentos e pensamentos.

Aqueles ao nosso redor não são adivinhadores, embora seja verdade que eles possam perceber algumas coisas, às vezes estão muito ocupados para notar o impacto negativo que suas palavras ou comportamentos têm. Portanto, cabe a nós observar que eles estão nos causando mal. Devemos encontrar um equilíbrio entre os momentos em que é mais sensato calar-se e aqueles em que é necessário falar para defender nossas necessidades e proteger o nosso equilíbrio emocional.

Emoções reprimidas tornam-se problemas psicossomáticos

A mente e o corpo formam uma unidade, por isso não é estranho que emoções e sentimentos reprimidos acabem se expressando por problemas psicossomáticos.

Um estudo muito interessante realizado na Universidade de Aalto revelou que emoções diferentes afetam nosso corpo, gerando diferentes reações. A raiva contida, por exemplo, tem sido associada com o dobro do risco de sofrer um ataque cardíaco, o que não é estranho, porque se você olhar a figura abaixo, você pode ver que as manifestações de raiva se concentram na parte superior do corpo.

 

Também é sabido que o estresse desencadeia a produção de cortisol, um hormônio que gera processos inflamatórios que são muito prejudiciais para as células do nosso corpo e que estão na base de doenças tão graves como o câncer.

Na verdade, um estudo clássico realizado na Universidade de Stanford revelou que as pessoas com tendência a reprimir suas emoções, classificadas como “personalidades repressivas”, reagem com uma maior ativação fisiológica em situações desafiadoras do que pessoas que sofrem de ansiedade.

Em geral, as pessoas com tendência a silenciar seus sentimentos têm maior risco de surgirem sob a forma de sintomas psicossomáticos, que vão desde tensões musculares e dores de cabeça até problemas gastrointestinais, doenças dermatológicas. Quando a pessoa reprime tende a prejudicar a saúde.

Alívio emocional: expressar seus sentimentos é fundamental para o seu bem-estar

Durante muito tempo, foi considerado de mau gosto falar das emoções. Na verdade, quando crianças nos ensinaram que não devemos chorar ou ficar com raiva. Como resultado, muitos adultos nunca aprenderam a gerir de forma assertiva seus estados emocionais, eles simplesmente os reprimem.

Os neurocientistas da Universidade de Wisconsin após analisarem os cérebros de pacientes que desenvolveram uma “personalidade repressiva” concluiram que os mesmos funcionam de maneira relativamente diferente.

Na prática, mensagens perturbadoras levam muito mais tempo para passar de um hemisfério do cérebro para o outro. No entanto, o mesmo não ocorre com mensagens neutras ou positivas, que indica que é uma reação aprendida ao longo do tempo.

No entanto, o alívio emocional é fundamental para o nosso bem-estar psicológico e físico. Falar sobre como nos sentimos ou como os outros nos fazem sentir, sem medo, nos permitirá desenvolver relacionamentos interpessoais mais maduros e autênticos, enquanto nos ajudam a estabelecer limites saudáveis.

Limites saudáveis, como alcançá-los?

1. Esteja atento às suas emoções e à sua causa.

Se uma pessoa sempre reprimiu suas emoções, é provável que seja difícil para elas mergulhar nelas. Mesmo assim, é essencial que você aprenda a identificar o que sente, saiba diferenciar a raiva do ressentimento, por exemplo, e consiga detectar o que te faz sentir dessa maneira.

É um exercício profundo de auto-conhecimento para o qual você precisa expandir seu vocabulário emocional através desta lista de emoções e sentimentos.

2. Determine um limite.

Os limites não são negativos, pelo contrário, porque permitem que outras pessoas saibam até onde podem ir. Se você não coloca limites em suas relações interpessoais, provavelmente que outros acabem aproveitando da sua gentileza ou sua capacidade de apoiar tudo sem dizer nada, apertando a corda cada vez mais. É importante que esses limites garantam a satisfação de suas necessidades.

3. Dizer o que você acha sem precisar prejudicar os outros.

Defender seus direitos não implica prejudicar os outros. Você não precisa se tornar um “kamikaze” da verdade, mas fisicamente, ficar aguentando a crítica insalubre e os ataques de pessoas tóxicas só vão prejudicá-lo. O ideal é que você aprenda a dizer o que você pensa e sente em relação ao outro, mas assumindo uma posição firme.

4. Procure uma maneira assertiva de alívio emocional.

Você nem sempre pode dizer aos outros o que sente. No entanto, isso não significa que você deve silenciar essas emoções. Você pode dar uma saída através de técnicas como a cadeira vazia, na qual você imagina que a pessoa com a qual quer conversar está bem à sua frente.

No entanto, tenha cuidado porque os psicólogos da Universidade Estadual de Iowa descobriram que algumas maneiras de ventilar emoções podem ter o efeito oposto, o que faz você se sentir pior. A chave está em encontrar a maneira de praticar o alívio emocional de uma maneira que lhe permita recuperar o equilíbrio perdido, escapando do controle exercido por essas emoções do seu inconsciente.

Traduzido e adaptado pela Equipe Revista Bem Mais Mulher
Fonte: Rincon Psicologia

Pitaco: Não tenha medo de escutar sua própria voz, e muito menos que os outros também o façam. É algo tão necessário como respirar, como comer, dormir. A comunicação emocional é ideal para o nosso dia a dia, para estabelecer relações mais saudáveis com os demais e, logicamente, com nós mesmos. Pratique-o com sabedoria, cuide de si mesmo.

Pitaquinha

Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 18 Comentários

Leites vegetais: conheça os principais e seus benefícios

Olá pessoal!!

Os leites vegetais trazem alguns benefícios para o organismo por ser uma fonte de proteína. Com o consumo é possível ajudar na formação de músculos e a sensação de saciedade, além disso, é dez vez mais rico o nutriente que o leite de vaca.

Ainda estes leites apresentam muitas fibras e ajudam no funcionamento do intestino, e incluem o ômega-3. A gordura boa que atua na redução do colesterol.

Entre os benefícios ele fortalece a imunidade e tem ação anti-inflamatória. Em todo caso, existem diversos tipos de leites vegetais disponíveis no mercado. Veja a seguir um pouco de cada um e compare seus benefícios.

8 tipos de leites vegetais
Para quem busca mais qualidade de vida e deseja fugir no leite de versão animal é possível optar pelos leites vegetais. Abaixo apresentamos alguns para incluir na sua dieta, seus benefícios e como usá-los.

1 – Leite de arroz
O leite de arroz é o que mais apresenta proteína entre os leites vegetais. Sua aparência translúcida e tem sabor levemente adocicado e é mais suave que o leite de vaca. O item é feito com arroz integral e apresenta índice glicêmico menor, aumentando a saciedade. Para consumo coma com banana congelada, essência de baunilha e manteiga de amendoim.

2 – Leite de aveia
Neste caso, o destaque fica por conta das betaglucanas, que ajudam no processo de digestão, da fitomelatonina, que acalma e permite uma boa noite de sono, além do selênio que melhora o trabalho do fígado na eliminação de toxinas.

3 – Leite de coco
O leite de coco apresenta ácido láurico e ajuda no funcionamento do intestino. Ainda os ácidos graxos combatem os problemas hormonais, como queda de cabelo e dificuldade de menstruar. Para comer use o leite de coco batido com morango, mel e cardamomo.

4- Leite de castanha de caju
Este leite funciona para a beleza, pois apresenta selênio, zinco e magnésio. Todos estes itens ajudam na circulação sanguínea e diminui a incidência de celulites.

5 – Leite de nozes
Entre os leites vegetais, o de nozes ajuda a estimular o sistema nervoso e protege contra doenças cerebrais. Ainda ele aumenta os níveis de serotonina do organismo responsável pelo bom humor.

6 – Leite de hemp seed
A hemp seed está em alta devido a grande composição de nutrientes como ômega 3, que controla a pressão, e a GLA. Com o consumo ela melhora o humor e alivia o estresse. Para consumo prepare o smoothie com banana e morangos congelados e um fio de agave e chia.

7 – Leite de amêndoas
O leite de amêndoas possui alto teor de proteínas, essenciais para a formação dos músculos. Sua composição também é rica em gorduras poli-insaturadas, e protegem o coração. Na hora de consumir bata o whey protein com banana, linhaça e blueberry.

8 – Leite de quinoa
Por fim, entre os óleos vegetais temos o leite de quinoa. Este é rico em proteínas e a quinoa possui mais fibras que outro grão e ajuda na perda de peso. Para consumo, faça um mingau proteico com farinha de aveia, mamão, manga, morango, chia e amêndoas.

Pitaquinha

Publicado em Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 14 Comentários

5 traços das pessoas emocionalmente imaturas

Olá pessoal!!

O que caracteriza as pessoas emocionalmente imaturas? As questões da maturidade e imaturidade trazem consigo muitos mitos. As pessoas não admitem ser rotuladas ou analisadas por um único aspecto. Cada um de nós é um recipiente no qual se misturam diferentes formas de consciência: somos ignorantes e sábios, crianças e idosos, maduros e imaturos. Somos uma mistura, embora dependendo do momento algumas características se destaquem mais do que outras.

A imaturidade emocional pode ser definida como uma condição onde as pessoas não renunciaram aos seus desejos ou fantasias da infância. Acreditam que o mundo gira ao seu redor e está aí para satisfazer os seus desejos e fantasias, ou que a realidade deve se ajustar ao que elas desejam. Da mesma forma, a maturidade emocional pode ser definida como um estado de força e temperança que nos leva a comportamentos realistas e equilibrados.

“A maturidade começa a se manifestar quando sentimos que nos preocupamos mais com os outros do que com nós mesmos”.
– Albert Einstein –

Mais do que uma definição abstrata, a maturidade ou imaturidade se mostra através de características de comportamento. Listamos aqui cinco características que são próprias das pessoas emocionalmente imaturas.

Traços das pessoas emocionalmente imaturas

1. Pessoas egocêntricas

Entender que o mundo não gira ao seu redor é um grande passo no processo da maturidade. O bebê não sabe disso. Então, ele pede para se alimentar às 2 da manhã e não se importa se isso afeta o sono dos pais. À medida que cresce, aprende a reconhecer que nem sempre consegue tudo o que quer, que as outras pessoas e o seu mundo também têm as suas necessidades.

O amadurecimento envolve sair da prisão de si mesmo e perder a ilusão que rodeia a vida de um bebê: basta pedir para que uma necessidade ou desejo seja satisfeito. Enquanto estamos perdendo gradualmente essa fantasia, também estamos nos tornando conscientes de uma bela possibilidade: a aventura de explorar o universo dos outros. Se tudo correr bem, aprenderemos a preservar o eu e chegaremos até você.

2. A dificuldade para assumir compromissos

Um sinal claro de imaturidade nas pessoas é a dificuldade de assumir compromissos. Para uma criança é muito difícil desistir do que deseja naquele momento para alcançar um objetivo a longo prazo. Se lhe dermos uma guloseima e lhe dissermos que se não a comer naquele momento ganhará mais uma, o desejo de comer a guloseima que tem na mão se imporá.

Através do processo de maturidade compreendemos que os sacrifícios e as restrições são necessárias para alcançarmos o sucesso. Comprometer-se com uma meta ou uma pessoa não é uma limitação da liberdade, mas uma condição para se projetar melhor a longo prazo. 

3. Tendência de culpar os outros

As crianças são dirigidas em grande parte da sua vida por outras pessoas, e não agem conforme a sua vontade. No entanto, elas estão em um processo de formação e inserção em uma cultura. Enquanto são pequenos, acreditam que o erro acarreta uma punição. Eles não se importam muito com os danos que causaram, mas com a punição ou as sanções que podem receber.

Crescer é abandonar esse doce estado de irresponsabilidade. Amadurecer é compreender que somos os únicos responsáveis pelo que fazemos ou deixamos de fazer. Reconheça os seus erros e aprenda com eles. Saiba reparar os danos que causou e aprenda a pedir perdão.

4. Estabelecer laços de dependência

Para as pessoas imaturas, os outros são um meio e não um fim em si mesmos. Não precisam dos outros porque os amam, mas os amam porque precisam deles. Dessa forma, eles costumam construir laços através da dependência.

Para estabelecer ligações com base na liberdade, somos obrigados a ter autonomia. No entanto, as pessoas emocionalmente imaturas não têm uma noção clara do que seja autonomia. Muitas vezes elas acreditam que satisfazer as suas vontades é um comportamento autônomo, mas para assumir as consequências dos seus atos, elas precisam dos outros para amortecer, esconder ou aliviar a sua responsabilidade.

5. A irresponsabilidade na gestão do dinheiro

A impulsividade é uma das características mais marcantes das pessoas imaturas. Uma impulsividade que se expressa frequentemente na forma como administram seus recursos, como por exemplo, o dinheiro. Assim, a fim de satisfazer os seus desejos imediatamente, compram o que não precisam com o dinheiro que não têm.

Às vezes elas embarcam em aventuras financeiras bizarras: não analisam objetivamente os investimentos e não conseguem avaliar as consequências a médio e longo prazo. Por isso, vivem sempre endividadas, somente para satisfazer todos os seus caprichos.

A pessoa não decide ser imatura. Todas essas características de imaturidade não surgem ou permanecem com a decisão consciente dos indivíduos. Quase sempre resultam das lacunas ou vazios sofridos na infância ou podem ser consequência de experiências infelizes que o impediram de evoluir. Se você é assim ou conhece alguém assim, não o julgue. Na verdade, o importante é perceber que impulsionar o seu próprio crescimento emocional pode levá-lo a uma vida melhor.

Fonte: amenteemaravilhosa

Pitaquinha

 

 

 

 

 

 

 

Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | 13 Comentários

Decoração de Natal: 7 ideias que levam frutas e flores naturais

Olá pessoal!!

O Natal é uma data muito especial, pois reúne toda a família e deixa um clima fraterno no ar. De modo que é essencial preparar um ambiente aconchegante, com uma decoração de Natal que destaque o clima de festas. 

Para os que gostam de plantas naturais e decoração natalina, uma boa pedida é unir as duas coisas neste Natal. Flores e ramos vivos, além de frutas in natura, estão ganhando cada vez mais espaço no décor de final de ano, em forma de guirlandas, centros de mesa e arranjos em geral. E, muitas vezes, a matéria-prima está no seu jardim ou pomar. Selecionamos sete opções para você poder aplicar esse estilo na sua casa. Confira:

Arranjos gerais

Inspirado na Europa, o artista floral Michel Benevenute criou duas coleções para a Agapanthus Floricultura. Uma tem como elemento principal o limão siciliano e, a outra, maçãs. Além desses itens, os arranjos levam frutas vermelhas diversas, ciprestes e pinhas, que reforçam o clima natalino das peças.

Limão ciciliano e pinhas são a base deste arranjo que também pode servir como centro de mesa, assinado pelo artista floral Michel Benevenute e disponível na Agapanthus Floricultura. Foto: Edna Froes/Divulgação

Arranjos feitos com maçãs, frutas vermelhas, cipreste e pinhas, da coleção criada por Benevenute. Foto: Edna Froes/Divulgação

Arranjos da coleção Orgânica, compostos por suculentas, orquídeas, tuias e poinsétias.

Arranjo feito com tuias, suculentas, pinhas e cascas naturais, criado por Michel Benevenute e disponível na Agapanthus. Foto: Edna Froes/Divulgação

Centro de mesa original feito com um ananás, amarilis vermelhos e algumas folhas verdes. O conjunto é colocado em um prato de louça branco do tipo tarte que é preenchido por deliciosas cerejas vermelhas.

Guirlandas

Símbolos tradicionais da decoração de Natal, as guirlandas também estão ficando naturais. No mercado já é possível encontrar opções feitas com plantas vivas. E a tendência está tomando conta de vários países: do outro lado do mundo, na Austrália, o uso de materiais orgânicos está em alta na confecção de enfeites natalinos, de acordo com a designer Renata McCartney, que está passando as férias por lá. 

A designer Renata McCartney se inspirou na tendência de usar material orgânico na produção de enfeites de Natal e criou esta guirlanda com suculentas do próprio jardim. Foto: Divulgação

Até mesmo plantas carnívoras podem ser utilizadas. A do tipo Dioneia aparece nesta guirlanda que Cristiana Prante,  criou especialmente para a Ôda Design Club. Orquídeas colmanara, bromélias, cravo-do-mato e sementes variadas também foram usadas.

Arranjo de Natal com plantas feito por Cristiana Pranta, da Florista Viajante . Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

Confira Modelos de Guirlandas para Inspirar a sua Decoração

Muito práticas, as Tillandsias também são uma ótima opção para enfeites de Natal. Elas são um gênero de bromélia que não precisa de terra para se desenvolver, já que absorvem os nutrientes do ar, por meio de suas folhas. Por isso, a manutenção do arranjo fica ainda mais fácil: basta borrifar água de acordo com a necessidade.

Tillandsias, um tipo de bromélia que não precisa de terra, é uma boa pedida para fazer uma guirlanda natural. Foto: Reprodução/Baby Center

Confira Modelos de Árvore de Natal para Inspirar a sua Decoração

Você não precisa necessariamente usar poinséttias ou bico de papagaio como são as mais populares, por serem conhecidas como as “flores natalinas”, use as flores mais acessíveis, na cor vermelha ou branca, para remeter à data festiva.

Misturar flores naturais com alguns elementos artificiais pode ficar interessante, como por exemplo: um arranjo com rosas vermelhas e alguns galhos artificiais de azevinho e até mesmo a canela em rama, que deixa uma aroma delicioso no ar.

Use cachepôs quadrados ou retangulares para simbolizar o pacote de presente.

Aproveitem os modelos para inspiração e faça você mesma o seu arranjo de flores.

Pitaquinha

Pesquisa: gazetadopovo

 

 

 

 

 

Publicado em Achado, Diy | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 9 Comentários

6 qualidades de pessoas que gostam de passar um tempo sozinhas

Olá pessoal!!

Em termos de nossas personalidades e como nos aproximamos dos outros, muitas vezes, somos colocados em uma das duas categorias: Introvertido ou extrovertido.É possível ser um pouco de ambos? Alguma vez você já se perguntou o que as qualidades compõem especificamente em cada um e o que elas indicam?

Neste post revelamos o que significa ser uma daquelas pessoas fascinantes que gostam de passar o tempo sozinhas e desafiar as percepções de que elas estão solitárias, deprimidas, e cheias de ansiedade.

Você tem um amigo que prefere ficar em casa e tomar um café com os amigos a comparecer ao maior festival de música do ano? Você gosta de ter seu próprio tempo, tanto que você vai viajar sozinho, sai para o jantar e tomar um copo de vinho sozinho, bem como assistir um filme, ocasionalmente, com ninguém ao seu lado?Se assim for, eu estou lá com você, porque eu faço tudo isso, mas o problema é: as pessoas que gostam de passar o tempo sozinhas têm que se explicar, como se fosse contra uma expectativa social do que é normal e o que não é.

Aqui estão algumas grandes qualidades de pessoas que gostam de passar um tempo sozinhas:

1. São pessoas extremamente leais

Muitas vezes eles não possuem um grande círculo social e, se tiverem, você não vai encontrá-los todas as noites da semana com grandes grupos, na fila da balada mais frequentada. Eles procuram amigos significativos e confiáveis, com quem se sintam confortáveis para estar junto e compartilhar detalhes de sua vida. Se você tem um amigo que gosta de passar tempo sozinho, você pode garantir que essa pessoa estará lá para você, na saúde e na doença.

2. São abertos a novas ideias

Só porque eles apreciam o seu tempo de silêncio não significa que eles não vão fazer algo novo e emocionante. Eles só se certificam de ter o seu tempo de silêncio antes de mergulharem em uma atividade altamente social.

3. Eles têm uma mente nivelada

Eles passam tanto tempo tranquilos por conta própria, navegando e contemplando situações, problemas, e realmente refletem sobre quem eles são e o que eles querem. Eles têm um forte senso de si e uma confiança que irradia de dentro. Quando eles estão se sentindo estressados ou o peso do mundo está esmagando-os, eles passam um tempo sozinhos para recarregar, em vez de encher seu dia com distrações.

4. Eles são confortáveis com seus próprios pensamentos

Tenho certeza de que todos nós nos deparamos com alguém que não suporta ficar sozinho com seus próprios pensamentos. Pessoas que gostam de passar o tempo sozinhas, particularmente no silêncio, mostram uma consciência clara e não lutam contra seus pensamentos internos. Claro, todos nós podemos ter dias ruins, mas eles são capazes de levantar a cada queda.

5. Eles entendem o valor do tempo. Seu e deles

Pessoas que passam tempo sozinhos entendem e apreciam seu valor. Eles colocam uma alta prioridade em fazer esse tempo disponível para que  funcionem em seu melhor nível; então, quando você está dando um pouco do seu tempo, eles entendem o que você deixou de fazer algo para estar com eles. Eles têm uma profunda sensação de se certificar de não fazer você perder seu tempo ou passar tempo com pessoas que os fazem desperdiçar o deles.

6. Eles exercem limites fortes

Todo esse tempo sozinho dá a essas pessoas o espaço para pensar sobre o que os motiva, o que funciona e o que não, e como comunicar adequadamente isso. Você descobrirá que eles têm limites fortes e saudáveis e exercitam seu direito de comunicá-los de uma maneira realmente saudável e construtiva. Suas percepções mudaram? Você pode ver alguma dessas qualidades em si mesmo ou em um amigo? Todos nós temos uma abordagem diferente para a vida, celebrar nossas diferenças torna nossas vidas mais completas.

 Fonte: Mystical Raven

Pitaquinha

Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 22 Comentários

Dicas e truques de como se maquiar sozinha

Olá pessoal!!

Uma boa maquiagem faz a diferença no visual. Pode disfarçar imperfeições e ressaltar os traços mais bonitos. Quem já se maquiou com uma profissional sabe: fica aquela impressão de que nunca teremos o mesmo resultado em casa.

Mas não é bem assim. Depois que você aprende como se maquiar sozinha, consegue escolher cores que caem bem, testar tendências e descobrir truques infalíveis para acelerar o processo e facilitar o trabalho.

Falando nisso, separei alguns desses truques para quem está começando a se aventurar pelo universo da maquiagem. Acompanhe e aproveite para colocar em prática:

1 – Estude, estude muito sobre como se maquiar sozinha!

Parece clichê, mas não tem jeito: para aprender como se maquiar sozinha, buscar referências no assunto é essencial. Participe de workshops, aulas de automaquiagem e assista a muitos tutoriais.

Uma dica é procurar alguma blogueira que tenha a ver com seu estilo. Com isso, você acaba conhecendo as novidades que te interessam em primeira mão.

2 – Escolha a iluminação adequada

Quando a produção é para o dia, o mais indicado é a luz natural, já que os raios solares vão iluminar o rosto durante todo esse período. Procure deixar a janela aberta para entrar o máximo de luz possível, assim, poderá ver todos os detalhes da maquiagem.

Já para um evento noturno, esqueça as luzes vindas de cima. O melhor é encontrar um lugar que tenha luz de frente para o rosto, para não criar sombras debaixo dos olhos e nas pálpebras. A iluminação estilo camarim é uma das melhores e você pode improvisá-la posicionando duas lâmpadas halógenas nas laterais do espelho.

3 – Use os pincéis certos para cada finalidade

Quanto mais macio o pincel for, menos cor ele aplica e mais ele esfuma. Os mais firmes são o contrário: aplicam bastante cor e esfumam pouco. Geralmente, os pincéis de cerdas naturais são mais macios e maleáveis, enquanto os de cerdas sintéticas são firmes e durinhos.

Tenha isso em mente quando for escolher seus pincéis. Para uma base líquida, por exemplo, é melhor um pincel mais macio, que deixe um aspecto natural no rosto. Para a sombra, se o efeito desejado for esfumado, o pincel deve ser macio e maior, e se for mais marcado, use um pincel firme, de cerdas sintéticas.

4 – Entenda a diferença entre cada material

Essa dica tem muito em comum com a anterior. Assim como os pincéis, você precisa entender a diferença entre cada material para saber qual funciona melhor em sua pele e também qual você tem mais facilidade de aplicar. Experimente!

Um lápis de olho pode funcionar melhor na linha d’água, por exemplo, enquanto um delineador possui efeito mais brilhoso e uniforme, além de ter uma ponta fina. Por isso mesmo, é indicado para criar traçados como o gatinho.

5 – Pratique

Uma boa maquiagem é resultado de muita prática. Só dessa forma é possível aperfeiçoar técnicas e fazer descobertas. Por isso mesmo, não adianta se maquiar somente quando estiver prestes a sair para algum evento.

Crie uma agenda para praticar, reservando um tempo diariamente. Você perceberá que os traços de delineado ficarão mais firmes e a maquiagem com um aspecto mais natural.

Para visualizar os resultados e descobrir se você aprendeu mesmo como se maquiar sozinha, pode tirar fotos dos treinos e as comparar após um tempo.

Além disso, as fotos servem para exibir a nova habilidade nas redes sociais e, quem sabe, até fazer uma renda extra como maquiadora. Afinal, elas também funcionam como portfólio!

Dicas  básicas de automaquiagem 

  • A primeira dica quando o assunto é maquiagem é identificar o que gostamos mais no nosso rosto. O que não gostamos tanto, disfarçamos, e o que adoramos, damos aquele up pra destacar! 
  • Na hora de comprar a sua base, não caia no erro de testar a cor na mão ou no pulso. A pele do rosto é, sim, diferente dessas partes! 
  • Quando for escolher o corretivo, escolha na mesma cor da base para não correr o risco de ficar com a área abaixo dos olhos em um tom mais claro.
  • Retire completamente a make antes de dormir. Maquiagem nenhuma faz mal para a pele, mas seu rosto precisa respirar!

Conhece outras dicas para se maquiar sozinha ou tem alguma dúvida? Conte aqui nos comentários!

Pesquisa: imakeclass / vivalinda

Pitaquinha

Publicado em Dicas, Moda e Beleza | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 13 Comentários

A lei do espelho

A lei do espelho: o que vê nos outros é na verdade seu reflexo

Olá pessoal!!

Na hora de construir cada passo de nosso crescimento pessoal focamos excessivamente em nosso interior, quando grande parte do que poderíamos aprender está na verdade no exterior ou em nosso entorno, quando de confiança. Várias lendas e mitos nos ensinam desde a antiguidade que o que vemos nos outros nos revela informações sagradas sobre nós mesmos: é como um espelho.

Muitos têm sido os estudos sobre psicologia pessoal que afirmam que o exterior atua como um espelho em nossa mente. Um espelho em que vemos refletidas diferentes qualidades, características e aspectos pessoais de nossa própria essência, de nosso ser mais primitivo.

Falamos de situações que frequentemente ocorrem em nosso dia a dia quando observamos algo que não gostamos nos outros e sentimento um certo desgosto, um descontentamento. Pois bem, estamos diante da lei do espelho. Esta estabelece que de algum modo esse aspecto que nos causa desgosto em determinada pessoa existe também em nosso interior. Por que isso ocorre desse modo? Explicaremos a seguir e daremos detalhes sobre sua função e a origem dessa lei.

“As pessoas só nos devolvem refletida a forma como nós somos.”
-Laurent Gounelle-

O defeito que percebemos está no exterior ou em nós mesmos?

A lei do espelho estabelece que nosso inconsciente, ajudado pela projeção psicológica que realizamos durante esse momento, nos faz pensar que o defeito ou desagrado que percebemos nos outros existe somente “lá fora”, não em nós mesmos. A projeção psicológica é um mecanismo de defesa por meio do qual atribuímos a outras pessoas nossos sentimentos, pensamentos, crenças ou até mesmo ações próprias que são inaceitáveis para nós.

A projeção psicológica começa a atuar durante experiências que nos trazem algum tipo de conflito emocional, ou nos momentos em que nos sentimentos ameaçados, tanto interiormente quando exteriormente. Quando nossa mente entende que existe uma ameaça para nossa integridade tanto física quanto emocional, esta emite um sinal de rejeição para o exterior, projetando essas características e atribuindo as mesmas a um objeto ou sujeito externo que não nós mesmos. Assim, aparentemente colocamos a ameaça fora de nós.

As projeções acontecem tanto com as experiências negativas como com as experiências positivas. Nossa realidade é colocada para fora sem filtro no mundo exterior, construindo a verdade com nossas próprias características pessoais. Uma experiência típica da projeção psicológica acontece quando nos apaixonamos e atribuímos à pessoa amada certas características que na verdade só existem em nós mesmos.

Projetamos sobre o exterior nossa própria realidade

A lei do espelho se reflete quando afirmamos conhecer muito bem outras pessoas e, na verdade, o que fazemos é projetar sobre elas nossa própria realidade. Quando ocorre essa situação estamos colocando nossa visão projetada de nós mesmos sobre a imagem física da outra pessoa que é captada por nossos sentidos.

 

Ser consciente daquilo que projetamos nos outros nos permite descobrir como somos de verdade. Quando adquirimos o conhecimento desse mecanismo mental é fácil recuperar o controle sobre o que está acontecendo em nosso interior para que possamos fazer uso disso e trabalhar os aspectos que estão presentes em nós mas que não desejamos manter, ou que queremos transformar de algum modo.

É imprescindível lembrar que tudo o que chega para nós através de nossos sentidos já aceitamos como certo, sem reconhecer que muitas vezes ocorre interpretação e nossa subjetividade influencia a percepção. Vivemos de acordo com essa forma de perceber a realidade, acreditando em distorções negativas ou que nos geram mal-estar na hora de nos relacionarmos com as pessoas a nossa volta, inclusive com nós mesmos.

Se quisermos empregar esse recurso natural da psique – o projetar – de forma saudável e plena para obter um crescimento interior saudável, a meditação nos ajudará a traçar essa fronteira, facilitando o aprendizado de ver as coisas como elas realmente são. Sempre recordando a premissa que “observar diz mais sobre o observador do que sobre o que está sendo observado”.

“Mas eu o vi… Meu espírito sem calma era já de teu espírito um reflexo. Toda minha alma tomou o espaço da tua alma, e nela me vi como claro espelho”
-Pedro Antonio de Alarcón-
Fonte: amenteemaravilhosa

 

Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | 8 Comentários

Aprenda a fazer chips naturais para servir como aperitivo

Olá pessoal!!

Os chips de legumes e frutas são ótimas alternativas para substituir os produtos industrializados servidos como aperitivos. Eles podem ser feitos em casa, de um jeito muito simples e prático. Veja seis sugestões de alimentos que podem ser transformados em chips naturais. As opções são para os mais diversos gostos.

1. Batata-doce

A batata-doce é um ótimo alimento para fornecer energia através de carboidratos complexos, ou seja, que não elevam rapidamente o açúcar do sangue. Ela é indicada para quem pratica atividades físicas e, em pequenas quantidades, a quem está de dieta.

2. Mandioquinha

Fonte de fibras, a mandioquinha ajuda a reduzir os níveis de colesterol no sangue. Ela também possui altos níveis de vitaminas C, B, K e E e propriedades anti-inflamatórios e antioxidante.

3. Beterraba

A beterraba ajuda a desintoxicar o organismo, estimula a produção de glóbulos vermelhos, é fonte de vitamina e ferro e de fibras, que ajudam na digestão. Além disso, a beterraba possui poucas calorias, o que a torna ideal para quem quer perder peso.

4. Abobrinha

A abobrinha é mais um legume que fica extremamente saboroso em forma de chips. Ela é rica em potássio, que ajuda a dar elasticidades às artérias e também a prevenir as câimbras. A abobrinha também é rica em vitaminas A e do complexo B, fósforo, cálcio e magnésio.

5. Batata

As batatas produzem os chips mais tradicionais. Por ser tão popular, esta opção tende a agradar muitas pessoas. Além disso, ela também traz benefícios à saúde. A batata é rica em vitamina C e B, zinco e magnésio. Suas propriedades antioxidantes ajudam a combater o envelhecimento e deixam as células mais saudáveis.

6. Maça

A maçã é uma fruta rica em pectina, taninos, ácido málico e flavonoides, que ajudam a amenizar problemas do sistema digestivo (diarreia, constipação intestinal) e o aumento das taxas de colesterol.  A maçã e a canela também são poderosos aceleradores do metabolismo, o que favorece a queima de gorduras e o emagrecimento. 


Aprenda a fazer chips naturais de legumes para servir como aperitivo - chips de maça - blog pitacos e achados

Como fazer:

O processo é praticamente o mesmo para todos os alimentos. Após higienizá-los, é necessário cortá-los em fatias bem finas. Uma boa opção é usar o ralador (mandolin), para garantir que as tiras serão bem fininhas. Este cuidado deixará os chips mais crocantes e eles serão assados mais rapidamente.

Deixe o forno pré-aquecido em 180ºC. Forre uma forma com papel manteiga, espalhe as fatias. Em um recipiente separado, misture azeite, sal e pimenta a gosto. Passe a mistura sobre as fatias e leve a forma ao forno por 20 minutos. Depois desse tempo, vire as fatias e leve-as de volta ao forno até que fiquem crocantes. Uma sugestão é utilizar a opção “dourador” no forno.

No preparo da maça primeiro retire as sementes do meio das fatias e disponha em uma assadeira coberta com papel manteiga. Polvilhe um pouco de canela em cima de cada fatia.

Fonte:  CicloVivo / Fotos iStock

Pitacos:

  • Um dos segredos para deixar bem crocante, é cortar o mais fino possível as batatas, mantendo a mesma espessura do começo ao fim de cada corte.
  • Outra dica para fazer chips crocantes é assar em temperatura mais baixa possível, por um longo tempo. Assim, as fatias vão assando e secando lentamente e uniformemente, com menos chances de queimarem.
  • Retire aquelas que já estão douradas e crocantes, ou quase crocantes, e deixe esfriarem. Não se preocupe se algumas estiverem um pouquinho macias e úmidas no meio, ao esfriarem irão ficar sequinhas e crocantes.

Pitaquinha

Publicado em Culinária | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 30 Comentários

8 pequenas coisas que casais felizes fazem todos os dias

Olá pessoal!!

Thomas Jefferson, terceiro presidente dos Estados Unidos, afirmou que a felicidade é algo que se procura, algo que se constrói. Muitas vezes, perdemos o nosso tempo à procura das grandes coisas, das grandes demonstrações de amor e de carinho, mas negligenciamos uma verdade que se aplica principalmente ao amor e à felicidade – é através de pequenas coisas que as grandes são realizadas.

Quando penso no caminho para ser feliz ou na construção de um grande amor, eu penso sempre numa grande árvore e como essa obra maravilhosa da natureza, capaz de aguentar tempestades e fortes ventos, surgiu de uma semente tão pequena. Essa semente, aos poucos, com pequenos esforços para criar as suas raízes e para furar a terra, foi capaz de, pouco a pouco, se tornar algo grandioso.

O caminho para uma vida feliz a dois também começa como uma pequena semente e, pouco a pouco, poderá tornar-se algo maravilhoso, e esse amor que nutrem poderá resistir às piores tempestades.

Como uma semente que cresce aos poucos, nós também podemos fazer pelo menos 8 pequenas coisas, diariamente, para tornar um casamento mais feliz.

1. Parar para dizer um “bom-dia”, para dizer “eu te amo”

Alguns estudos já comprovaram que a forma como nós passamos os primeiros minutos de uma manhã, ou até de um fim de tarde em casa, influencia o ambiente que se irá viver no resto do dia, ou da noite. Quando acordamos de manhã, qual é a primeira coisa que fazemos? Será que escolhemos sorrir, olhar para o nosso lado e dizer um “bom-dia” cheio de amor? Ou quando o marido (ou esposa) chega a casa, será que se para tudo para dar um beijo, ou um abraço, e perguntar como correu o dia?

São pequenos gestos que podem alegrar a vida de um casal logo no início do dia ou no final de um dia de trabalho.

2. Conversar sobre os problemas

Discutir é sinônimo de debater os problemas. Muitas vezes, os problemas são ignorados porque se tem receio de criar confusão. É normal uma pessoa ficar chateada quando algo está errado. No entanto, é preciso ter cuidado e saber distinguir entre situações que podem realmente ser problemáticas – como esquecer de ajudar a arrumar a casa e deixar tudo para a outra parte – e situações que são pequenas e fáceis de resolver – como uma tampa fora do lugar ou uma toalha no chão depois de um banho.

Apesar de as coisas pequenas poderem chatear, estudos comprovam que elas podem ser resolvidas com uma simples conversa. Os problemas maiores merecem uma atenção maior e é benéfico quando os casais debatem os problemas e conversam sobre os seus pontos de vista. O importante é ter em mente o seguinte – quando vamos para uma discussão, nós queremos ter razão ou desejamos ser felizes como casal?

3. Elogiar sinceramente e celebrar quando algo de bom é feito

Muitas vezes, ouvimos dizer que é importante o apoio mútuo quando alguma coisa corre mal, como perder um emprego, por exemplo. Mas, e quando algo de bom acontece, será que somos capazes de elogiar e celebrar quando quem amamos faz algo de bom?

Não devemos guardar os elogios para os grandes acontecimentos, como uma promoção no emprego, mas devemos saber elogiar até quando um marido é finalmente capaz de dobrar uma camisa direito ou quando a esposa prepara um jantar maravilhoso. Pesquisas concluíram que elogiar é tão, ou talvez mais, importante do que saber apoiar quando algo mau acontece.

4. Divertir-se a dois

Um casal feliz é um casal em que a diversão é realizada a dois. Howard Markman, PhD e codiretor de centro para estudos da família na Universidade de Denver, afirmou que “existe uma correlação entre a diversão e a felicidade no casamento”, ou seja, um casal é mais feliz se existirem momentos de diversão entre os dois. Esses momentos podem ser brincadeiras a dois no lar ou uma ida ao parque de diversões sem as crianças.

5. Falar sobre todo o tipo de coisas

Charles Orlando afirmou que “partilhar a rotina das nossas vidas com o cônjuge, independentemente de quão insignificantes sejam os detalhes, é capaz de nutrir a ligação e a intimidade do casal”. Detalhes como o que comeu no almoço durante o dia de trabalho ou contar sobre o que se fez durante o dia é muito importante para cada um saber o que se passa na vida do outro. Esse tipo de informação, apesar de parecer pequena, aumenta muito a cumplicidade e a intimidade do casal. Nunca deixem de contar, e de perguntar, como foi o dia da pessoa que está ao vosso lado.

6. Agir sempre com bom humor

Este ponto está um pouco ligado ao ponto quatro, sobre diversão. Charles Orlando diz que “todas as vezes que nós fazemos a pessoa que amamos sorrir, isso causa uma mudança física que permite ao cérebro dos dois libertar hormonas como a dopamina e oxitocina. Se somos capazes de fazer rir quem amamos, então os dois vão sentir-se mais felizes e mais próximos”. Quando o casal ri e se lembra de momentos divertidos do seu passado, ou riem e partilham algo engraçado que viram durante o dia, eles se aproximam cada vez mais.

7. Abraçar, beijar, dar as mãos…

Wendy Walsh, Phd e escritora, afirmou que “estudos realizados com casais de longa data e felizes demonstram que a frequência com que partilham um beijo é mais importante para a segurança e a felicidade do casal do que a frequência da relação sexual”. O contacto físico é muito importante para a intimidade do casal. Passear de mãos dadas, dar um beijo de manhã antes de sair, ou um beijo apaixonado espontâneo, ou um simples abraço depois de um longo dia, são pequenos gestos que aproximam muito o casal.

8. Não existem assuntos proibidos

Um casal que deseja ser feliz não pode permitir que existam assuntos proibidos entre os dois. Aqueles assuntos que ninguém fala porque tem receio que haja discussão. Normalmente esses assuntos são sinônimos de problemas por resolver e, como se falou no ponto dois, a felicidade do casal depende da forma como se lida com os problemas. Conversar é essencial.

Por João Martins

Pitaquinha

 

 

 

 

 

Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 18 Comentários

5 maneiras de criar um aromatizador natural para deixar sua casa cheirosa

Olá pessoal!!

No ritmo acelerado do dia a dia, muitas vezes ignoramos o quanto os cheiros desagradáveis podem ter um efeito sobre nosso humor e emoções. 

A boa notícia é que você pode recriar a abundância dos seus aromas favoritos em sua casa – e sem o uso de produtos químicos. Pitacos e Achados juntou cinco grandes ideias para aromatizadores de ar natural para a sua casa. Eles não só irão deixar sua casa ou apartamento mais agradável como também irão melhorar o seu humor ao mesmo tempo. Respire fundo e divirta-se!

 

1. Maçã, canela, cravo e anis-estrelado

Este cheiro fresco, mas ao mesmo tempo picante, se encaixa perfeitamente com o clima de uma linda noite de verão. Corte algumas maçãs em fatias finas, coloque-as em uma jarra e despeje um pouco de água. Adicione algumas varas de canela, vários cravos e alguns pedaços de anis estrelado. Você pode modificar esse aroma alterando a proporção de ingredientes.

2. Limão, lima, alecrim e extrato de baunilha

Com suas notas de alecrim e baunilha, este é um aroma verdadeiramente revigorante e fresco. Corte o limão e limão em fatias, coloque-os em uma jarra, e adicione água. Adicionar apenas um par de gotas de extrato de baunilha e 3-4 raminhos de alecrim.

3. Limão, tomilho, hortelã e extrato de baunilha

O cheiro incomum de tomilho combina idealmente com limão e hortelã. Corte um limão em fatias, coloque em uma jarra e despeje um pouco de água. Adicione alguns ramos frescos de hortelã e tomilho. Você também pode usar folhas secas de tomilho e menta – são facilmente encontrados em um supermercado. Adicione algumas gotas de extrato de baunilha.

4. Laranja, gengibre e essência de amêndoa

A mistura do aroma doce e apimentado de amêndoas, juntamente com o cheiro suculento de laranjas, faz a combinação perfeita. Corte uma laranja em fatias redondas grossas, coloque em uma jarra e despeje um pouco de água. Adicione algumas fatias de limão para tornar o aroma ainda mais fresco. Você também pode usar algum gengibre fresco (cortado em fatias pequenas). Em seguida, adicione várias gotas de essência de amêndoas.

5. Pepino, manjericão e erva-cidreira

O cheiro forte de manjericão misturado com o frescor do pepino e erva-cidreira vai se tornar rapidamente o seu favorito, se você está procurando algo para estimular os seus sentidos. Cortar algumas fatias de pepino, coloque em uma jarra, e adicione água. Adicionar alguns ramos de manjericão (você pode usar manjericão seco ou folhas de hortelã) e um par de gotas de óleo essencial de erva-cidreira.

Pesquisa: brightside / FotoS: shutterstock

Pitaquinha

 

Publicado em Achado, Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 29 Comentários

17 citações de Osho e Sadhguru para você refletir

Para começar bem o dia e a semana, veja abaixo 17 citações de Osho e Sadhguru para você refletir: 

1. “Você pode sobreviver, mas sobrevivência não é vida.” – Osho

2. “Aquilo que faz “tic… tac…” no seu pulso não é o relógio, é a sua vida. Não é o relógio que está passando, é a sua vida que está passando. Toda vez que olhar o relógio sorria, você continua vivo.” – Sadhguru 

3. “Envelhecer, qualquer animal é capaz. Desenvolver-se é prerrogativa dos seres humanos. Somente uns poucos reivindicam esse direito.” – Osho

4. “Sempre que houver alternativas, tenha cuidado. Não opte pelo conveniente, pelo confortável, pelo respeitável, pelo socialmente aceitável, pelo honroso. Opte pelo que faz o seu coração vibrar. Opte pelo que gostaria de fazer, apesar de todas as consequências.” -Osho

5. “Se você resiste à mudança, você resiste à vida”. – Sadhguru  

6. “O silêncio também fala, fala e muito! O silêncio pode falar mesmo quando as palavras falham.” – Osho

7. “Os momentos mais lindos da vida são os momentos em que você está expressando sua alegria, não quando você está procurando ela”. – Sadhguru 

8. “Desenvolver-se significa mover-se a cada momento mais profundamente no princípio da vida; significa afastar-se da morte – não ir na direção da morte. Quanto mais profundo você vai para dentro da vida, mais entende a imortalidade dentro de você. Você está se afastando da morte: chega a um momento em que você pode ver que a morte não é nada, apenas um trocar de roupas ou trocar de casas, trocar de formas – nada morre, nada pode morrer. A morte é a maior ilusão que existe.” – Osho

9. “O amor é a sua qualidade. O amor não é o que você faz. O amor é o que você é.” – Sadhguru 

10. “A vida deveria ser uma celebração contínua, um festival de luzes por todo o ano. Somente então você pode se desenvolver, você pode florir. Transforme pequenas coisas em celebração… Tudo o que você faz deveria expressar a si próprio; deveria ter a sua assinatura. Então a vida se torna uma celebração contínua.” – Osho

11. “Estou aqui para dizer-lhes algo que é absolutamente inacreditável: que vocês são deuses e deusas. Vocês se esqueceram disso.” – Osho

12. “Se você acha que é grande, você se torna pequeno. Se você sabe que não é nada, você fica ilimitado. Essa é a beleza de ser um ser humano “. – Sadhguru

13. “Opte por aquilo que faz o seu coração vibrar… apesar de todas as consequências.” – Osho

14. “Relacionamento significa algo completo, acabado, fechado. O amor nunca é um relacionamento: amor é relacionar-se – é sempre um rio fluindo, interminável.” – Osho

15. “Quando a dor, a miséria ou a raiva acontecem, é hora de olhar para dentro de você, não em torno de você”. – Sadhguru

16. “A meditação é uma maneira de ir para dentro de si mesmo, de perceber que você não é o corpo e você não é a mente. É um modo de fixar em nós mesmos, no mais profundo centro do nosso ser; e uma vez que você encontrou o seu centro, você terá encontrado tanto suas raízes quanto suas asas.” – Osho

17. “Torne-se comum e você será extraordinário; tente se tornar extraordinário e você continuará sendo comum…” – Osho

Sobre Osho e Sadhguru: 

Rajneesh Chandra Mohan Jain foi líder religioso de uma seita de tradições dármicas, mestre na arte da meditação e do despertar da consciência. Apesar de sua formação e docência acadêmica em filosofia, além de ter sido campeão em debates, ele não se considerava um filósofo, mas sim um místico, pois seu principal propósito era o desenvolvimento da consciência, o autoconhecimento, através da meditação. Durante a década de 1970, foi conhecido pelo nome de Bhagwan Shree Rajneesh e, mais tarde, como Osho. 

Jaggi Vasudev (Sadhguru): guru e yogui indiano, fundador da Isha Foudation, uma organização sem fins lucrativos que promove Yoga e autoconhecimento e já está em mais de 150 cidades pelo mundo. Ele também é autor de dezenas de livros, incluindo alguns bestsellers, sobre espiritualidade. 

Fonte: blog.app-zen

Pitaquinha

 

Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 20 Comentários

10 dicas para lidar com a saudade de quem já se foi

10 dicas para lidar com a saudade de quem já se foi 1

Olá pessoal!!

Quando perdemos uma pessoa que amamos muito e sabemos que ela não vai voltar dói muito, seja um parente que faleceu, uma amiga que ficou doente, ou o amor da sua vida que teve um acidente. A dor é insuportável, fica um vazio no peito, e o fato é que você vai ter que aprender a lidar com a ausência dessa pessoa tão especial de agora em diante. Espero que as dicas a seguir  ajudem a lidar melhor com a saudade.

1. Tente Esquecer

Quando eu falo para você tentar esquecer, não estou dizendo para apagar da memória. Com certeza você viveu muitos momentos maravilhosos com essa pessoa e não quer e nem deve esquecer nada. Mas quando a dor é recente e insuportável, é preciso dar um tempo nas lembranças. Tente evitar de pensar nele(a) o dia inteiro, de ir a locais que vocês costumavam ir juntos. Tente focar em alguma coisa que te faça bem e deixe o sofrimento um pouco de lado. Preencha o seu tempo livre com atividades que você ama fazer. Se dê o direito de sentir prazer apesar da dor de luto. Curta os bons momentos, e não se atormente por tentar voltar a se sentir feliz, isso não desmerece o seu amor pela pessoa.

2. Entre para uma causa

Perder uma pessoa de forma trágica ou dolorosa é ainda mais difícil. Se a sua mãe morreu de câncer de mama, que tal ajudar na prevenção contra essa doença? A informação nem sempre é disseminada como devia, e você pode fazer a diferença evitando que muitas outras pessoas percam a mãe. Lutar contra o mal que causou tanta dor na sua família, no mínimo vai ser gratificante.

3. Honre a pessoa

Se você amava tanto a pessoa que se foi, provavelmente foi porque além de amor, ela também passou muitas coisas boas para você. Tente honrar os valores e crenças que vocês compartilhavam de agora em diante nas suas atitudes do dia a dia. Quando falar dela, tente usar apenas palavras doces, e esqueça antigos desentendimentos. O que importa agora é só o que esse alguém fez e deixou de bom.

4. Se Perdoe

Quanto mais convivemos com uma pessoa, maior é a chance de brigar correto? O ser humano é complexo, e cada pessoa é única. Brigar muito ou pouco não é um medidor para demonstrar que você ama mais ou menos alguém. As pessoas que mais gostamos são exatamente as que mais pegamos no pé, porque queremos ver elas sempre melhor! Se você teve problemas, brigas ou disse coisas terríveis para a pessoa que se foi, tente se perdoar. Brigas acontecem em todas as famílias, com todas as melhores amigas e com todos os maiores amantes. É natural, não deixe que brigas e mágoas passadas detonem o seu equilíbrio.

5. Entenda que você não teve culpa

Temos mania de achar que podíamos ter feito algo diferente para salvar a pessoa que perdemos. Não, não podíamos ter feito nada na maioria das vezes. Se a ciência não descobriu ainda a cura de diversas doenças, como você poderia, se nem médica é? Seu avô não queria fazer exames e acabou tendo um enfarto e você se sente culpada por não ter obrigado ele? Não se sinta, na vida só nós mesmos somos responsáveis pelas nossas escolhas. Não devemos cobrar nem esperar nada de ninguém. Cada um escreve a sua história.

6. Comemore a data de aniversário com leveza

Sabe uma coisa que é legal e ajuda na saudade? No aniversário da pessoa querida, em vez de ficar se lamentando ou apenas ir a um local deixar flores, é muito melhor tirar uma hora do dia para fazer alguma coisa que a pessoa gostava de fazer. Por exemplo, se ela amava tomar um vinho, no final do dia depois do seu trabalho exaustivo, você pode tomar uma taça de vinho enviando boas energias para ela. Com certeza vai ser bem mais saudável, e não vai deixar o seu dia tão pesado e triste.

7. Não invoque quem não pode voltar

A saudade cresce a cada dia e não há nada que ninguém possa fazer quanto a isso. Não temos o poder de trazer ninguém de volta e não sabemos o que acontece depois que partimos. Existem milhares de possibilidades, mas nenhuma certeza. O que é sensato é pensar é que se existe uma continuidade do nosso espírito após a morte, é porque há um caminho que deve ser percorrido, e quem ficou não vai ajudar se lamentando e tentando prender aqui quem já foi. Não é possível ter paz com o sofrimento de quem se ama. A liberdade da alma é fundamental em qualquer forma de existência ou dimensão.

8. Acredite e faça o que te faz bem

Quando alguém que amamos se vai, o nosso corpo, a nossa mente, e a nossa fé podem ficar abalados. Para muita pessoas a dor é tão grande que pode chegar a ser física. O trauma pode ser um divisor na sua vida, pode te transformar tanto para melhor quanto para pior. Você pode amadurecer ou se revoltar e virar uma pessoa rancorosa. Como você vai enfrentar esse momento doloroso da sua vida vai transformar o seu futuro. Quem está de fora pode sugerir uma terapia, se você achar que pode te fazer bem, faça! Se ir na missa te deixa mais leve, vá. Se você precisa viver o seu luto, viva. Se a religião te dá forças, se agarre na que você acredita. Crer, ter fé ajuda muito. Acreditar no reencontro fortalece, mas isso é de pessoa para pessoa. Se não acredita, apenas tenha fé na sua vida. Faça só o que vai te fazer bem independente do que os outros afirmem.

9. Saber que a verdadeira conexão transcede tudo

Existem encontros que são inexplicáveis. As vezes você tem uma ligação tão forte com alguém que sabe o que ela está pensando sem ela precisar falar, não é? Tem relatos que irmão gêmeos são capazes de sentir a dor que o irmão está sentindo mesmo a milhas de distância. Isso é porque eles tem uma conexão tão grande que transcende a distância, o tempo e a morte. Não tem explicações racionais para isso, mas você vai perceber que quando se ama muito alguém que foi embora, os seus olhos podem não ver mais essa pessoa, mas nos momentos que você mais precisar dela(a), ele(a) se fará presente, seja através de um sonho ou de uma lembrança.

10. E a vida continua…

Você nasce sozinho e você morre sozinho, é a vida! O que interessa, é na estrada fazer o seu melhor. Somos criados para o mundo, temos ao lado pessoas que amamos de verdade, mas inevitavelmente elas se vão, umas mais cedo, umas mais tarde. O que você deve fazer, é tornar o tempo que tem com essas pessoas, o mais agradável possível. Tentar não guardar mágoas, não ofender, cuidar, dar amor, proteger, dizer todas as vezes que puder o quanto elas significam para você. Crias laços é primordial para você, pra mim, para todos. Mas quando eles se romperem por alguma razão, você tem que saber que o mundo continua, nada vai parar ao seu redor, há outros laços que precisam de cuidados, de amor e com você entregue. Você tem que ser forte e seguir, porque é isso que a pessoa que não está mais aqui gostaria que você fizesse, e se for possível, em algum momento vocês vão se reencontrar.

Por Ana Carolina Lira

Pitaquinha

Publicado em Achado, Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 17 Comentários

12 necessidades que são a causa dos vazios em nossa alma

Olá pessoal!!

Todos os dias sentimos necessidades que nos produzem ansiedade, desconforto e que nos fazem se sentir como crianças. Sentimos vazios na alma quando deixamos de ser importantes, quando não nos dão a razão, ou quando nos sentimos vítimas do que acontece em nossa vida.

Vamos analisar cada uma dessas necessidades, que segundo o psicólogo e escritor Bernabé Tierno, são a causa dos vazios em nossa alma, e podem nos levar a produzir ansiedade e estresse se não forem controladas adequadamente.

As necessidades que causam vazios

1 – A necessidade de ser importante a qualquer preço

A necessidade de ser importante é o resultado da falta de autoestima. Nasce um desejo irreprimível de ser importante para compensar os vazios que sentimos na alma, quando na verdade o que acontece é que nós não nos amamos o suficiente.

Quem sente essa necessidade tentará ser apreciado por todo mundo e não hesitará em mentir para alcançar isso. Uma pessoa que precisa ser importante enfeitará sua vida para que todos a adorem, e para conseguir seu minuto de glória. No entanto, um desejo moderado de ser levado em conta é normal e saudável, o problema ocorre quando esse desejo se torna incontrolável.

2 – A necessidade de sempre ter a razão

É o desejo de que todos sempre concordem com o que dizemos ou pensamos. As pessoas que sofrem desta necessidade discutem fervorosamente quando alguém não lhes dá razão, porque se eles não têm a razão ou não a damos, eles se sentem nus e desprotegidos.

3 – A necessidade de amar e ser amado

Não há dúvidas da necessidade do amor como a força da vida, como um sentimento espontâneo e puro que surge sem que percebamos. O componente emocional do amor faz com que este possa surgir ou desaparecer mesmo sem estarmos conscientes disso.

Não faz sentido que alguém proíba o amor ou exija ser amado, porque o amor não é controlado, ele apenas surge. Uma pessoa que sente a necessidade de amar e ser amada é, geralmente, uma pessoa que não ama a si mesma.

4 – A necessidade de descarregar a raiva

A raiva e a indignação em determinadas situações são humanas. Todos nós já nos chateamos alguma vez em nossa vida, ou sentimos uma indignação por alguma injustiça. Mas a raiva não se justifica quando a usamos para encobrir os nossos erros ou delitos. Neste caso, a indignação ou raiva já não tem um propósito nobre, mas apenas servem para alimentar nosso ego.

5 – A necessidade de se preocupar por tudo

Há pessoas muito negativas, que veem somente o mal, parecem apenas enxergar as desgraças e nunca são capazes de dizer alguma coisa positiva. São pessoas que espalham a preocupação e ainda argumentam que nunca nos preocupamos o suficiente. Não é possível argumentar com uma pessoa que pensa assim, pois é o mesmo que estar falando com uma parede, e você ainda pode acabar se contagiando com sua negatividade.

6 – A necessidade de culpar os outros

As crianças, quando cometem um erro, às vezes tentam culpar outra criança, mas tal comportamento deve ser evitado, elogiando-se a coragem e honestidade de quem diz a verdade, apesar das consequências. É importante aprender que, embora o comportamento tinha sido ruim, é nobre reconhecer o erro e se arrepender.

 7 – A necessidade de se sentir superior aos outros

O amor por nós mesmos é saudável e normal, ele deve amadurecer com a idade, e será acompanhado pela empatia e pela preocupação com os outros. Mas quando esse amor é desmedido, nos tornamos seres egoístas e orgulhosos que só procuram a própria satisfação.

8 – A necessidade de se sentir vítima e buscar compaixão

As verdadeiras vítimas se sentem indignadas com um agressor de fato, com nomes e sobrenomes, e nunca querem estar no centro das atenções, pelo contrário, sentem vergonha e medo pela situação. Mas há pessoas que nunca sofreram quaisquer maus tratos e desempenham o papel de vítimas, a fim de se tornar o centro das atenções.

9 – A necessidade de que os outros assumam a responsabilidade

Existem pessoas ativas, que trabalham, assumem a responsabilidade e atingem metas; e existem pessoas passivas que não sabem ou não contestam, não estão aí para ninguém, e não querem assumir qualquer responsabilidade. Isto é devido ao medo que essas pessoas passivas têm de se mostrarem tal como são, porque na realidade se sentem inferiores.

10 – A necessidade de encontrar defeitos

As pessoas que buscam incansavelmente os defeitos dos outros, que não cessam em procurá-los e jogá-los na cara, paradoxalmente, não suportam uma única crítica. O hipercrítico é incapaz de assumir as suas falhas e por isso se dedica a criticar os outros, ao invés de criticar a si mesmo.

11 – A necessidade de ter coisas

A necessidade de se ter muitas coisas, de comprar coisas que não precisamos, é produzida por nosso desejo de cobrir nossa alma vazia com todos estes bens materiais. Paradoxalmente, quanto maior for a necessidade de se acumular coisas, maior é o nosso vazio. Neste caso, é necessário sermos conscientes dos nossos erros, e devemos buscar as riquezas em nosso intelecto, em nosso espírito e em nossos sentimentos.

12 – A necessidade de que tudo seja perfeito e maravilhoso

Esta necessidade é, talvez, a mais perigosa de todas, porque gera diretamente ansiedade, estresse, baixa autoestima… Um perfeccionista busca incansavelmente o sucesso e nada parece ser suficiente. A insatisfação produz estresse e exaustão. Para evitar esse comportamento é essencial sermos conscientes do que somos, e avaliarmos os nossos defeitos e as nossas virtudes.

Pitaquinha

Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 14 Comentários