20 dicas para você eliminar os gases do aparelho digestivo

Os gases do aparelho digestivo, quando não eliminados, podem se transformar em um problema muito incômodo.

Os gases ou os flatos – popularmente chamados de puns – são o ar que se acumula no sistema digestivo e que pode ser liberado através do ânus.

Estima-se que um homem libere entre 14 e 25 gases por dia, enquanto uma mulher de 7 a 12 no mesmo período.

Soltar gases é importante e é sinônimo de que a sua saúde vai bem, obrigado.

O problema acontece quando o ar que deveria ser eliminado fica preso nos intestinos.

Isso pode causar dor aguda, cólicas e até inchaço.

A dor do gás preso chega a ser tão forte que pode ser confundida com apendicite, cálculos biliares ou até mesmo com doenças cardíacas.

Felizmente, muitos remédios caseiros podem ajudar a liberar o gás preso ou impedir que ele se acumule.

1. Deixe sair

Você já sabe que manter o gás preso pode causar inchaço, desconforto e dor. Então, simplesmente libere o gás.

2. Evacue

Um movimento intestinal pode aliviar o gás.

As fezes, ao serem eliminadas, geralmente liberam qualquer gás preso nos intestinos.

3. Coma devagar

Comer muito depressa ou em movimento pode fazer com que a pessoa engula ar, levando a dores relacionadas aos gases do aparelho digestivo.

A dica é mastigar cada alimento pelo menos 30 vezes antes de engolir. 

4. Evite goma de mascar

Quando você mastiga chiclete, tende a engolir o ar, o que aumenta a probabilidade de gases presos e dores.

As gomas sem açúcar também contêm adoçantes artificiais, que podem causar inchaço e gases.

5. Diga não aos canudos

Beber líquidos com canudos faz com que uma pessoa engula ar.

Beber diretamente de uma garrafa pode ter o mesmo efeito. A dica aqui é: coloque o líquido em um copo antes de beber. 

6. Pare de fumar

O ato de fumar faz com que o ar entre no trato digestivo. Pare de fumar também para eliminar os gases no intestino e estômago!

7. Escolha bebidas não gasosas

Bebidas gasosas, como água com gás e refrigerantes, enviam muito gás para o estômago. Isso pode causar inchaço e dor.

8. Elimine alimentos problemáticos

Para evitar gases, diminua ou elimine a ingestão de: adoçantes artificiais; vegetais crucíferos, incluindo brócolis, repolho e couve-flor; laticínios; bebidas e suplementos de fibras; comidas fritas; alho e cebola; alimentos ricos em gordura; leguminosas, como feijão e lentilha; e alimentos picantes.

9. Beba chá

Alguns chás de ervas podem ajudar na digestão e reduzir rapidamente a dor provocada pelos gases.

Os chás mais eficazes são o de anis, camomila, gengibre, hortelã, erva-doce e cravo-da-índia.

O anis age como um laxante suave e deve ser evitado se você estiver com diarreia. 

10. Coma sementes de erva-doce

Mastigue uma colher (chá )de sementes de erva-doce.

Se estiver grávida ou amamentando, não faça isso. 

11. Tome suplementos de hortelã

As cápsulas de óleo de hortelã-pimenta são usadas há muito tempo para resolver problemas como inchaço, constipação e gases intestinais.

Sempre escolha cápsulas com revestimento entérico. 

12. Tome óleo de cravo-da-índia

O óleo de cravo-da-índia trata inchaço, gases e indigestão. Pode também ter propriedades de combate a úlcera.

13. Aplique calor

Se estiver sentindo dores de gás preso, coloque uma toalha de água quente no estômago.

O calor relaxa os músculos do intestino, ajudando os gases a se mover, e ainda reduz a sensação de dor.

14. Trate os problemas digestivos

Pessoas com síndrome do intestino irritável, intolerância à lactose ou doença inflamatória intestinal, por exemplo, têm mais inchaço e gás preso.

É preciso mudar o estilo de vida e fazer uso de medicação adequada

15. Adicione o vinagre de maçã à água

O vinagre de maçã (puro e se possível orgânico) ajuda a aliviar a dor do gás rapidamente.

Adicione uma colher (sopa) de vinagre a um copo de água e beba antes das refeições.

Em seguida, enxágue a boca com água.

16. Use carvão vegetal ativado

Tomar comprimidos de suplementos de carvão vegetal ativado antes e depois das refeições pode prevenir gases do aparelho digestivo.

17. Tome probióticos

Suplementos probióticos adicionam bactérias benéficas ao intestino e são indicados para tratar diarreia infecciosa.

Algumas pesquisas sugerem que probióticos podem aliviar o inchaço, gases intestinais e dores abdominais.

18. Exercício

Exercícios suaves podem relaxar os músculos do intestino, ajudando a movimentar os gases retidos no sistema digestivo.

Faça caminhadas leves depois das refeições.

19. Respire profundamente

Algumas pessoas acreditam que técnicas de respiração profunda podem aliviar a dor e o desconforto dos gases intestinais.

20. Tome o sal de fruta caseiro

Ele é ótimo para tratar a má digestão.

A receita é facílima.

Como fazer o sal de fruta caseiro

  • Em um copo de vidro, esprema um limão grande ou dois médios.
  • Em seguida, adicione aos poucos uma colher (chá) de bicarbonato de sódio no suco.
  • A mistura vai borbulhar, por isso é importante colocar o bicarbonato lentamente.
  • Complete com água até chegar à metade do copo e pronto.
  • Tome-o sempre que sentir a digestão difícil.

curapelanatureza

Anúncios

Publicado em Dicas, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Destacando o lado positivo do Covid-19

Quando se anunciou a pandemia, com certeza, não imaginamos que se alongaria por tantos meses e trouxesse consequências tão desastrosas.

Alguns pensamos que o isolamento decretado não duraria mais que os quinze dias iniciais.

Não imaginamos a dimensão que tomaria o vírus, ceifando vidas, enchendo hospitais, deixando-nos alarmados.

No entanto, embora nem todos tenhamos o olhar direcionado para as coisas boas que a pandemia despertou, elas estão em vários lugares.

Vemos que, mesmo quando tudo parece estar perdido, surgem opções positivas.

Muitas vezes se faz necessário que nos sintamos pressionados por circunstâncias negativas, para sairmos de nossa comodidade pessoal.

Muitos perderam seus empregos nesses meses, e aprenderam a sobreviver, com iniciativas criativas e engenhosas, descobrindo seus próprios talentos.

Muitas famílias, graças ao convívio mais próximo dos seus, descobriram pontos de conexão que jamais haviam notado.

Graças às aulas virtuais, para melhor orientar seus pequenos, mães estão se revelando exímias professoras.

Multiplicam-se momentos de diálogos e de troca de confissões entre os familiares que antes não tinham tempo para isso.

E há tempo para relatos de artes e brincadeiras que os pais faziam em sua infância.

Também para ver fotografias antigas de família, recheadas de histórias ricas de acontecimentos dos antepassados, próximos ou um pouco mais distantes.

Em muitos lares foi instituído o momento de oração em conjunto, no intuito de se ampararem mutuamente.

Inúmeros livros foram retirados da estante para serem devorados por mentes ávidas de conhecimentos, de romance, de aventuras.

Crianças vão dormir mais felizes por terem alguém para lhes contar uma história.

Sim, a pandemia nos trouxe dor, assinalou dias de incerteza, dúvidas e dificuldades.

Também nos trouxe algumas lições de retorno ao lar, à valorização das coisas simples, a saudade de um abraço que não pode ser dado, o desejo de estarmos próximos, logo mais.

Deus é de tal forma sábio que, mesmo no caos, oferece oportunidades de crescimento, de progresso.

Olhemos ao nosso derredor e não percamos as chances que nos são oferecidas para sermos melhores: mais fraternos, mais irmãos, mais solidários.

Redação do Momento Espírita

Anúncios
Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , | 18 Comentários

4 produtos naturais para hidratar o cabelo

Descubra quais são as substâncias naturais que você tem em casa e que podem ajudar na hidratação dos cabelos.

O dia a dia corrido, a poluição, os inúmeros procedimentos químicos que fazemos e outros tantos fatores são de extrema importância, especialmente quando falamos de saúde do cabelo e do couro cabeludo. Além de ter ajuda de profissionais, é possível contar com produtos naturais para hidratar o cabelo.

Alguns produtos para o cabelo podem custar caro, mas saiba que é simples encontrar alternativas para manter os fios bem hidratados. Alguns alimentos e até mesmo plantas comuns são opções valiosas para quem deseja cuidar dos cabelos em casa com substâncias naturais e sem gastar muito dinheiro.

Hidratantes caseiros para cabelo

A babosa, o mel e até mesmo o abacate apresentam excelentes resultados após o primeiro uso. Alguns desses hidratantes naturais podem ser misturadas a uma máscara capilar para proporcionar um efeito ainda melhor. Veja a seguir alguns hidratantes para cabelo que provavelmente você tem em casa!

Babosa

Além de atuar no tratamento contra a queda, a babosa hidrata e estimula o crescimento dos cabelos. Isso acontece porque a planta auxilia na produção de colágeno, possui minerais e água que fortalecem os fios, e enzimas que ajudam a remover as células mortas do couro cabeludo, fazendo com que o crescimento ocorra mais rápido.

Para uma boa hidratação, você pode misturar em um recipiente duas claras de ovo e 3 colheres do gel da babosa. Depois, é só misturar bem e aplicar sobre o cabelo, principalmente nas raízes. Deixe o produto por 5 minutos e lave com shampoo e água fria.

Abacate

O abacate é o queridinho das cacheadas. Isso porque ele faz com que os fios de cabelo retenham a umidade, fiquem mais resistentes e brilhantes. Além disso, como a fruta oferece nutrientes que deixam as madeixas mais macias e saudáveis, tirando todo o aspecto ressecado, ela pode ser uma grande aliada para quem usa produtos químicos para alisar ou colorir os cabelos.

Para fazer a hidratação com o abacate, você deve preparar um recipiente e misturar toda a polpa com 1 colher (sopa) de mel e 1 colher (sopa) de azeite extravirgem, até virar uma pasta.

Em seguida, é só dividir o cabelo em quatro partes, umedecer e aplicar a mistura em todas mechas, massageando bem. Depois, coloque uma touca e deixe agir por até 40 minutos, encerrando o processo em uma lavagem com shampoo e condicionador.

Mel

Por se tratar de um ótimo hidratante natural e ser fonte de vitaminas A, C, D e E, o mel está presente em diversos produtos para os cabelos e para o corpo. Ele age contra fios quebradiços e ressecados, ajuda o cabelo a reter umidade, deixa as madeixas mais brilhosas, auxilia no crescimento e na redução de queda, entre outros benefícios.

Para obter um resultado ainda melhor com a hidratação caseira feita com mel, você deve misturar 2 colheres (sopa) de mel, 1 colher (sopa) de óleo de coco e uma quantidade suficiente de máscara para o seu cabelo. Com as madeixas lavadas, aplique a mistura do comprimento até as pontas e deixe agir por 20 minutos. Depois, é só lavar e finalizar.

Banana e cenoura

Além da banana ser fonte de nutrientes, vitaminas, aminoácidos, lipídios e potássio, ela ajuda o cabelo a recuperar a sua oleosidade natural, deixando-o mais macio, sedoso e forte. Além disso, é um ótimo método para reduzir o frizz e as pontas duplas causadas pela exposição ao sol ou ao calor do secador e chapinha. Já a cenoura ajuda a estimular a circulação sanguínea e prolonga o brilho.

Para fazer essa bomba de hidratação, você vai precisar cortar uma banana e uma cenoura em pedaços pequenos e ferver em uma panela. Depois, é só escorrer e levar os alimentos ao liquidificador com 2 colheres (sopa) de mel e 1/2 colher (sopa) de azeite de oliva. Espere formar uma pasta e aplique no couro cabeludo e em todo o comprimento. Deixe agir por 45 minutos e enxágue normalmente, lavando com shampoo e condicionador.

Alerta importante

Mesmo sendo natural não quer dizer que não vá ter problema. Alguns fatores precisam ser levados em conta para esse tipo de tratamento: o tempo que você deixa, se ele é realmente natural, se ele já não estragou.

Os produtos naturais não têm conservantes específicos, então, podem dar uma dermatite de contato no couro cabeludo. Por isso, o ideal é tomar cuidado com o tipo de substância que está sendo utilizada, mesmo que seja natural. Cuidado com plantas e chás, misturas de substâncias naturais, elas podem trazer uma alergia para o couro cabeludo.

Anúncios
Publicado em Moda e Beleza | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | 26 Comentários

12 alimentos que modificam os cheiros corporais

Você já parou para notar que certos alimentos são capazes de mudar os odores do seu corpo quando ingeridos em maior quantidade?

Assim como algumas doenças mudam os odores do corpo, certos alimentos, quando ingeridos em maior quantidade, também fazem com que o corpo exale um cheiro diferente. Os alimentos são compostos por várias substâncias que dão seus cheiros característicos. Logo, quando você os come com frequência, esses cheiros vão ser exalados do seu corpo, seja pelo hálito, pelo suor ou pelos gases. Veja alguns dos alimentos que podem deixar o seu corpo com um cheiro desagradável se forem consumidos com frequência.

Repolho, brócolis e couve-flor

Eis exemplos de alimentos saudáveis que, por conterem enxofre em suas composições, ajudam a produzir um suor muito mais forte durante o dia. São alimentos que fazem bem para sua saúde, mas não para seu cheiro.

Nabos e rabanetes

Ambos se destacam por um sabor forte. Embora sejam frequentemente utilizados na medicina popular, eles ainda têm efeitos sobre o odor humano, especialmente na respiração: o “aroma” penetrante pode persistir por várias horas. Estes vegetais, se estiverem cozidos, não são tão agressivos.

Tomate

Não é necessariamente um cheiro desagradável, mas certamente você não quer ficar cheirando a tomate, mesmo depois do banho. Essa fruta contém terpenos e carotenoides que, depois de digeridos, exalam do corpo deixando-o com um aroma de óleo de semente de tomate.

Cebola e pimenta

É mais comum perceber quando uma pessoa tem cheiro de cebola, mas nem todo mundo pensa que o cheiro vem mesmo do consumo frequente de cebola. O mesmo vale para a pimenta. Então, se você sente que o seu suor e seu hálito têm um cheiro muito forte, talvez deva repensar seus hábitos alimentares, equilibrando melhor a quantidade desses ingredientes na sua dieta.

Gordura hidrogenada

Os óleos hidrogenados são aqueles usados no preparo de fast-foods, frituras e doces, dentre outros. Eles não são apenas uma causa principal de sobrepeso, mas também estão relacionados com a tendência de cheirar mau. Suas gorduras dificultam a digestão e têm uma interação negativa com os demais alimentos que são processados no intestino.

Alimentos ricos em fibras

Alguns alimentos ricos em fibras parecem não ter um cheiro intenso, como os pães de fibras, que possuem um aroma agradável. Porém, uma das principais características das fibras é ajudar a soltar o intestino, e nesse processo elas liberam mais gases, como hidrogênio, dióxido de carbono e metano. Beba muita água junto com esses alimentos para reduzir a intensidade do odor corporal que eles causam.

Peixe

O cheiro de peixe por si só não é agradável, a menos que esteja bem fresquinho. Agora, imagine ficar com o corpo cheirando a peixe! Se você come muito peixe, em especial os mais ricos em vitamina A e B4, pode acabar com esse odor no seu hálito e suor.

Laticínios

Os laticínios só vão provocar um odor desagradável no organismo das pessoas intolerantes à lactose. Se você perceber que o seu corpo está com cheiro semelhante a repolho ou xarope de ácer, pode ser que a lactose não seja bem aceita pelo seu organismo.

Ervilhas e feijão

As leguminosas estão no topo da lista de alimentos que provocam mais gases, pois são difíceis de digerir e vão direto para o intestino, aumentando a produção de gases. Uma das formas de evitar esse problema é deixando-as de molho em água por umas 8 horas antes de prepará-las.

Carne vermelha

As carnes vermelhas são intensas, tanto no aroma quanto no sabor e na sua estrutura, que é difícil de digerir e passa muitas horas dentro do corpo. Nesse processo, também ocorre a produção de muitas bactérias, e isso pode deixar o hálito e o suor com cheiros desagradáveis. As carnes brancas são menos intensas, então são uma alternativa para prevenir esse problema.

Cominho

Muita gente acha que o cominho tem um cheiro de “cecê”, e por isso nem gosta de usar para temperar a comida. Na verdade, é o contrário: como essa especiaria é bem forte e obstrui os poros, acaba exalando seu cheiro no corpo de quem a consome com frequência, só que esse cheiro é misturado com as bactérias do corpo e fica desagradável.

Chá e café

O chá preto e o café aumentam a acidez do estômago, ressecam a boca e com a falta da quantidade adequada de saliva, produzem uma multiplicação rápida de bactérias, o que provoca a halitose – ou, em bom português, o bafo. Ambas bebidas têm um efeito estimulante sobre o sistema nervoso central e aceleram a transpiração.

Pitaco: Dois litros de água por dia garantem não só uma série de benesses para a saúde, mas também um cheiro melhor. A água dilui a intensidade do suor, e diminui assim o que consideramos cheiros ruins.

Anúncios

Publicado em Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 32 Comentários

Minha Páscoa vem da gratidão

Minha Páscoa vem da gratidão a Deus por acreditar plenamente Nele sabendo que meu hoje é o que preciso viver e passar.

Dentro de mim, existem coisas que ainda não se resolveram, mas que com o passar do tempo me fizeram amadurecer para outras coisas que eram até mais urgentes e que, em mim, precisavam ser modificadas para que eu mesma aprendesse que nem tudo é como eu quero e nem tudo vem de qualquer jeito.

Tudo vem determinado, planejado, vem na hora certa, por mais que eu me sinta coagida pela ansiedade ou pelo medo.

Foi quando eu vi que cada dia é uma resposta ao que ficou ali, aguardando na esfera do tempo, e que hoje me tem muita serventia espiritual e me dá base e sustentação para que eu não me perca, nem me deixe solta, entregue aos dissabores e “nãos” da vida.

Minha Páscoa vem da saudade daquilo que hoje não há, mas que ainda habita suavemente, feito final de tarde tomando um café observando a vida passar, consciente de que tudo é transitório e que, muitas vezes, sou testada para ver onde chegam meus sentimentos atitudes e pensamentos.

Páscoa, para mim, não é só encher a casa de ovos de chocolate, nem me queixar se não recebi isso ou aquilo. É ter fé e resignação. 

Talvez eu me remeta ainda um pouco à infância e aos meus sonhos de que tudo poderia ser diferente.

Na verdade, muitas coisas são, para mim, a prova de que, além das fronteiras desta vida, existe alguém maior e graças a Ele, sinto uma grande ressurreição no peito. Por crer, por acordar todos os dias e perceber que à minha volta sou protegida, que não me importo quantos gostem ou não de mim, sabendo que quem ainda habita meu espaço, meu coração, minha alma é quem precisa ficar por aqui.

Páscoa, além de ser renascimento, é como prevalecer os meus direitos de ser o que sou, além de qualquer imposição, além de qualquer violação ou injustiça cometida. 

Deus em sua soberania é forte é luz, é guia da alma. Minha ressurreição está em crer na possibilidade da conquista espiritual, diante dos desapegos da matéria e das coisas mais fúteis e que não moram mais em mim.

Páscoa é saber que tenho laços fortalecidos com quem eu amo, é ter a noção de que tento e me recupero das dores, vivendo as alegrias momentâneas como presentes da vida que eu mereço receber.

É como sacudir o olhar, torcer para que tudo acabe bem, mesmo sabendo que os enfrentamentos são diários e necessários para qualquer desenvolvimento humano.

É a sinceridade de quem se reconhece, depois de algum tempo procurando achar um canto para estar em paz consigo mesmo.

Páscoa é acordar de novo, e voltar para o caminho, sempre orientada pelas leis divinas. É a sensação de que, na união, no amor e nas benfeitorias internas, o calor da vida se multiplica. Gratidão!

Sil Guidorizzi – O Segredo

Anúncios
Publicado em Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | 33 Comentários