30 expressões em inglês para quem planeja viajar para o exterior

Se você ainda não tem domínio fluente da língua inglesa, uma coisa é certa: conhecer algumas expressões em inglês e palavras-chave importantes no dia a dia podem te ajudar – e muito! – a se virar no exterior, sem precisar ficar usando o tradutor do celular!

Seja para viagens curtas a trabalho ou para períodos de férias, se preparar nunca é demais, e, por isso, trouxemos 30 expressões em inglês que irão facilitar sua vida e te ajudar a curtir a viagem de maneira muito mais tranquila.

Prepara o bloquinho de notas e confira:

5 expressões em inglês para situações em lojas:

  1. Quanto isto custa?

How much is this?

  1. Onde fica o provador?

Where is the changing room?

  1. Estou apenas dando uma olhada

I’m just browsing

  1. Quanto custa esse produto?

How much does it cost?

  1. Posso experimentar?

Can I try this on?

5 expressões em inglês para situações que envolvem transportes:

  1. Quanto é a corrida?

How much is it for the ride?

  1. Você sabe onde posso encontrar um táxi?

Do you know where I can find a taxi?

  1. Onde eu posso encontrar um ponto de ônibus?

Where can I find a bus stop?

  1. Eu gostaria de comprar uma passagem para o aeroporto, por favor.

I would like to buy a ticket to the airport, please.

  1. Com licença, como eu faço para chegar na estação de metrô?

Excuse me, how do I get to the subway station?

8 expressões em inglês para usar em restaurantes:

  1. Uma mesa para dois, por favor.

A table for two, please.

  1. Vocês têm comida vegetariana?

Do you have vegetarian food?

  1. Posso ver o cardápio, por favor?

May I see the menu, please?

  1. Com licença, eu gostaria de fazer o pedido, por favor.

Excuse me, I would like to order, please.

  1. Esse prato contém leite? Eu sou alérgico.

Does this dish contain milk? I’m allergic.

  1. Eu gostaria do meu bife mal passado/ao ponto/bem passado, por favor.

I would like my steak rare/medium/well done, please.

  1. Eu gostaria de pagar, por favor.

I would like to pay, please.

  1. Nós gostaríamos de dividir a conta.

We would like to split the bill.

4 expressões em inglês para usar na hospedagem:

  1. Há um quarto disponível?

Is there a room available?

  1. Quanto é a diária?

How much is it per day?

  1. Eu gostaria de fazer o check in, por favor.

I would like to check in, please.

  1.  Eu gostaria de fazer o check out, por favor.

I would like to check out, please.

8 expressões em inglês para usar no aeroporto:

  1. Onde posso conseguir um carrinho?

Where can I get a trolley?

  1. Qual o número da sua poltrona?

What’s your seat number?

  1. Quanto tempo dura este voo?

How long does the flight take?

  1. Posso levar isso como bagagem de mão?

Can I take this as carry-on luggage?

  1.  Qual é o portão?

What gate number is it?

  1. Vai ter algum atraso?

Will there be any delay?

  1. Qual o valor da taxa por excesso de bagagem?

How much is the excess baggage charge?

  1. Eu gostaria de trocar de assento.

I’d like to have another seat.

Gostou das dicas de expressões? Agora é só programar a sua próxima aventura e praticar o inglês durante a viagem

Por Maria Gabriela Ortiz Vieira

Anúncios
Publicado em Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , | 4 Comentários

Como o avanço da tecnologia auxilia no turismo global

Entenda os impactos causados pela tecnologia e suas mudanças no mercado turístico

Se antes viajar para o exterior era algo impensado, hoje em dia essa realidade já é completamente diferente. Com os avanços provocados pela tecnologia e pela globalização, conhecer outros continentes se tornou um sonho possível. 

Isso porque, com os mercados cada vez mais próximos e as novas políticas que favorecem o trânsito de imigrantes entre os países, muitos brasileiros puderam cruzar as fronteiras e desbravar novos territórios com mais facilidade. 

Dados atuais do Banco Central e do Ministério do Turismo apontam que cerca de 9 milhões de brasileiros visitam o exterior anualmente. Embora este número não diferencie quem viaja a trabalho ou turismo, indica um movimento crescente de trânsito entre países.

Mas afinal, quais são os impactos da tecnologia nesse cenário?

Você já tentou se lembrar de como eram as coisas antes da tecnologia? O simples ato de comprar uma passagem de avião envolvia uma enorme logística por trás, afinal, era preciso se locomover até o aeroporto ou loja física da companhia aérea para efetuar a compra. 

Além disso, escolher o destino dependia de uma série de variáveis que hoje em dia são praticamente impensáveis para os jovens que vivem na era digital. 

As viagens eram programadas com base nas informações colhidas por indicação, ou ainda adquiridas nas páginas de revista e pela televisão. 

Aplicativos de tradução, de localização, para solicitar um carro particular para se deslocar? Nem os mais futurísticos filmes poderiam prever tal tecnologia. 

No entanto, tudo isso veio se transformando ao longo dos anos com o surgimento de novas tecnologias, que impactaram diretamente o mercado turístico mundial.

Tudo se tornou muito mais simples e descomplicado. A inesgotável fonte de informações, bem como o acesso facilitado a serviços e produtos modificou o comportamento dos viajantes, permitindo-o assumir um protagonismo neste cenário.

Quais os principais marcos da tecnologia no setor?

São muitas as tendências das últimas décadas que marcaram o turismo global e que chegaram para ficar na vida daqueles que não abrem mão de fazer uma boa viagem. 

Sites para reservas e passagens 

A popularização de sites e aplicativos para reservas de hotéis e compras de passagens de avião aumenta a cada dia. 

Isso porque, conforme explicamos anteriormente, antes esse processo podia ser considerado extremamente burocrático e cansativo, afinal, envolvia o deslocamento até uma unidade física da companhia. 

O poder de escolha e de barganha – com sites de comparação de preços em mãos – fez com que uma parte expressiva dos viajantes conseguissem encontrar opções economicamente mais viáveis para tornar seus sonhos realidade.

Sites para avaliações

A tecnologia e o fácil acesso à informação contribuíram para que o viajante se tornasse muito mais exigente em relação ao que o mercado oferece. 

Poder encontrar a opinião de outros viajantes, compartilhar experiências – sendo elas positivas ou negativas – com os estabelecimentos, hotéis e restaurantes dos destinos igualmente impactou diretamente o turismo global. 

Os sites de avaliação se transformaram em verdadeiros termômetros para que as empresas de turismo pudessem entender quais suas fraquezas e fortalezas, utilizando isso a seu favor para promover melhorias com foco em qualidade, variedade e inovação.

As redes sociais e os influencers

A última década também foi marcada pelo surgimento de influenciadores digitais, que utilizam suas redes sociais para indicar destinos, hotéis e atividades relacionadas ao turismo. 

Através de relatos e experiências feitas a partir de uma abordagem leve e, na maioria das vezes despretensiosa, esses personagens são considerados responsáveis por movimentar o turismo entre o público jovem. 

Na busca pela foto perfeita, no destino perfeito, vivendo aquilo que foi mostrado e vivido pelos ídolos digitais, muitos viajantes embarcam rumo a outros países desejando colecionar as mesmas experiências que conheceram pela tela do celular.

Serviços e aplicativos que facilitam a viagem

Foi-se o tempo em que a falta de habilidade com o idioma poderia ser considerado um impeditivo para realizar uma viagem internacional. 

Com o surgimento de aplicativos de tradução, localização e até mesmo de conversão e cálculo das taxas de câmbio para moedas estrangeiras, viajar para outro país ficou tão fácil quanto conhecer qualquer outro destino.

Atendimento digital

Por último e não menos importante, a possibilidade de ser atendido digitalmente para qualquer que seja a sua necessidade antes, durante e depois da viagem foi com certeza um dos maiores marcos causados pela tecnologia no mercado de turismo.

Hoje em dia, é possível realizar de tradução juramentada a solicitação de atendimento para seguro viagem, sem precisar se deslocar até um ponto físico ou perder tempo com burocracias. 

Gerenciar suas próprias viagens, solicitar orçamentos e realizar contratações de pacotes e serviços de fato, transformou o mercado e, a tendência é que tecnologia e turismo continuem andando lado a lado por bons longos anos!

Anúncios
Publicado em Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , | 5 Comentários

Confira 03 motivos para colocar um aparelho ortodôntico depois dos 30 anos

Ferramenta é muito comum para o tratamento de crianças e jovens, mas os adultos também devem usá-la para fazer correções


É cada vez mais comum vermos hoje em dia pessoas acima dos 30 anos de idade num consultório dentário, e não apenas por uma questão de estética. Dados indicam que 9 em cada 10 adultos precisam de algum tipo de correção dentária devido ou a má formações ou a problemas que foram sendo adquiridos ao longo da vida.

Mais conscientes da importância da sua saúde bucal e na expectativa de cuidar do seu principal cartão de visitas, muitos adultos também já estão aproveitando benefícios dos planos odontológicos. A ortodontia vem se desenvolvendo muito nos últimos anos e já são oferecidas diversas ferramentas que podem alinhar o sorriso humano de forma simples, prática e moderna, principalmente para pessoas com mais de 30 anos, ocupadas com trabalho, casa e os demais afazeres do cotidiano. 

Nunca é tarde para alinhar os dentes. É possível cuidar deles durante toda a vida e, no caso, fazer uso de um aparelho ortodôntico, que pode ser usado por um grande período sem provocar incômodo. Confira algumas razões pelas quais os adultos devem optar pelo tratamento, que cuidará da sua saúde como um todo.

Comprometimento

Os adultos são muito mais comprometidos com o tratamento do que as crianças. 

Eles chegam ao consultório por conta própria, e não porque os pais os obrigam, e arcam com os custos do próprio bolso. Isso faz com que eles deem mais valor ao tratamento.

Além disso, pacientes adultos colaboram com a correta higienização do aparelho, tomam cuidado com a alimentação e toleram melhor as dores que raramente acontecem.

Eles também compreendem melhor a evolução do tratamento e a passagem do tempo e são mais resilientes a eventuais mudanças.

O período estimado de uso do aparelho é ao redor de 24 meses – a depender do grau de desalinhamento e do espaço para a movimentação. 

Correção de imperfeições

Definitivamente a principal vantagem em concluir um tratamento com o aparelho ortodôntico é conseguir corrigir imperfeições que incomodam o paciente, recuperando sua autoestima, ou que poderiam se tornar um grande problema no futuro, adquirindo mais qualidade de vida. 

Em linhas gerais, os aparelhos ortodônticos são capazes de corrigir, interromper ou prevenir disfunções na arcada dentária, na erupção dos dentes, com a oclusão. Eles também podem ajudar a movimentar a dentição para a colocação de próteses e implantes.

Os aparelhos também podem ser aliados na correção de alterações dentárias e procedimentos cirúrgicos.

Solução de outros problemas de saúde

A ortodontia é benéfica para combater outros problemas de saúde. Outros profissionais da área médica podem indicar uma visita ao dentista para atuar em conjunto na reabilitação do paciente.

A apnéia do sono, por exemplo, é um distúrbio relacionado a uma sobrecarga cardíaca e ao aumento da pressão arterial enquanto o paciente dorme. A cirurgia ortognática é um dos tratamentos possíveis para aliviar a parada respiratória, e ela deve ser finalizada com o uso de um aparelho ortodôntico. 

Não há motivos para se sentir constrangido ao usar aparelho em qualquer idade – nem mesmo aos 30, 40, 50 anos ou mais. O uso é uma forma de investir no seu futuro, pois será possível resgatar a autoestima e garantir uma melhor qualidade de vida.

Por Alcindo Batista

Anúncios
Publicado em Dicas, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , | 7 Comentários

Coaching: saiba como essa técnica pode melhorar a sua vida

Você tem algum sonho, mas sente que por algum motivo não consegue alcançá-lo? Talvez o coaching possa te ajudar.

De uma maneira eficaz, o coaching faz um reconhecimento sobre você e traça metas certeiras para que você atinja seus objetivos e se aperfeiçoe em todos os âmbitos de sua vida.

Nós conversamos com a coach Marcia Rafael, para esclarecer algumas dúvidas em relação ao coaching, confira:

O que é coaching?

O coaching é um processo de desenvolvimento pessoal que visa atingir um determinado objetivo, podendo ser no âmbito profissional ou pessoal.

Durante o treinamento, o coach irá propor objetivos e metas para alcançar o que foi pedido pelo cliente. É um processo que não tem uma duração fixa, ela varia de acordo com os objetivos de cada pessoa. Mas sempre busca o desenvolvimento e aperfeiçoamento individual ou de um grupo.

Tipos de coaching

O coaching pode se desdobrar em várias vertentes. Dependendo do seu objetivo, você irá procurar um determinado tipo de coach, especializado na área que você deseja se aperfeiçoar.

  • Coaching financeiro

O objetivo do coaching financeiro é identificar falhas e traçar metas para melhorar as finanças do cliente. Pode ser voltado para as finanças pessoais ou de uma empresa. O coach irá ensinar o cliente a identificar os melhores momentos para fazer um investimento ou a hora certa de economizar, por exemplo.

  • Coaching de carreira

Muito procurado por jovens que estão decidindo seu futuro, o coaching de carreira é responsável por auxiliar as pessoas a evoluírem em suas carreiras ou a encontrarem uma profissão que as complete.

  • Coaching de emagrecimento

É indicado para quem quer perder peso para ter uma vida mais saudável. O coach trabalhará os hábitos do cliente, ensinando-o sobre gestão de tempo, disciplina e comprometimento. Visando alcançar seus devidos objetivos.

  • Coaching de vendas

No coaching de vendas, o coach utilizará a metodologia do coaching, juntamente com as melhores táticas de vendas, para aperfeiçoar a capacidade de venda de um indivíduo ou de uma empresa.

  • Coaching de relacionamentos

Auxilia casais a alcançarem suas metas e objetivos em comum. Nesse processo, os casais são postos a se conhecerem melhor, com o objetivo de conquistarem seus objetivos juntos.

  • Coaching de negócios

O coaching de negócios ajuda empresários e microempreendedores a identificar as potencialidades de sua empresa, para conseguir fazer com que ela cresça a partir das metas do coaching.

  • Coaching esportivo

Esse tipo de coaching auxilia atletas a alcançarem seus objetivos mais rápido, dentro da carreira do esporte. Nele são utilizados incentivos positivos e treinamentos de coaching.

Para cada tipo de objetivo existe um tipo de coaching específico, que irá ajudá-la a alcançar seus sonhos. Já identificou o seu?

Coach e coachee

O mundo do coaching envolve algumas terminologias complicadas que podem causar certa confusão. Como é o caso do coach e coachee.

  • Coach

O coach é o profissional habilitado para aplicar as metodologias do coaching para ajudar pessoas e empresas a alcançarem seus resultados de forma rápida e objetiva. Ele que é responsável por analisar a situação atual do cliente e traçar metas compatíveis, para que seus objetivos sejam alcançados.

  • Coachee

O coachee é o cliente, a pessoa que recebe o coaching. O coachee terá sua vida aperfeiçoada durante o processo e viverá uma evolução em sua essência, visto que o objetivo do coaching é acessar o ser humano em sua essência e explorar a vida ao máximo, para que o coachee possa vivê-la em sua plenitude.

Apesar da semelhança entre os nomes, seus significados são completamente diferentes. Mas ambos têm uma enorme relevância para o processo de coaching.

Os benefícios do coaching

O coaching visa trazer inúmeras melhorias para a vida do coachee. Conheça alguns benefícios da metodologia que defende o aperfeiçoamento da vida humana:

  • Autoconhecimento e autocontrole

Para que o processo de coaching se realize, é preciso que o coach guie o coachee em uma introspecção, para que esse se conheça melhor, resultando nas metas ideais para alcançar o objetivo desejado. Dessa forma, o coachee passa a se conhecer melhor e ter maior controle sob suas ações. O processo de coaching fortalece o senso de identidade nos coachees.

  • Eliminação de travas

Para que o processo tenha sucesso, é indispensável que o cliente se desfaça de qualquer amarra ou trava que o impeça de progredir. Ele ajuda o indivíduo a sair da vida que ele não deseja mais viver, proporcionando o crescimento do coachee.

  • Curas emocionais

O processo de coaching proporciona a pessoa uma realidade de acolhimento, perdão, pertencimento e importância. O indivíduo é convidado a entender seus vícios emocionais que o impedem de chegar onde deseja, fazendo com que ele assuma uma outra postura diante de seus sentimentos. Deixando as emoções ruins e pesadas de lado e exaltando as que o fazem bem.

  • Habilidade do sonho

Com o coaching, o indivíduo passa a ser muito mais sonhador e ambicioso. Ele começa a enxergar sua vida cheia de oportunidades e não de obstáculos. Sua visão em relação à vida se torna muito mais positiva.

O que não é função do coaching?

O coaching pode trazer muitos benefícios para o coachee, desde que este esteja aberto a encarar sua vida e buscar mudanças junto ao coach.

Apesar do coaching proporcionar inúmeras melhorias para o indivíduo e o deixar mais disposto para encarar os desafios da vida, há coisas que não dizem respeito a esse processo.

Existem problemas e algumas travas que só podem ser resolvidas com um/uma psicólogo(a), por exemplo. Não é possível motivar uma pessoa com depressão por meio do coaching, isso só mascararia o problema. Neste caso, ela deve ser tratada da maneira correta.

É muito importante entender o papel desempenhado pelo coaching, para não cometer o erro de usá-lo como tratamento para condições psicológicas. “Coaching não é terapia, não é treinamento, não é aconselhamento, não é mentoria e muito menos consultoria.” – alerta Marcia.

O coaching pode ser a chave que você procurava para abrir a porta do seu sucesso. Com ele você consegue alcançar seus objetivos por meio de seu aperfeiçoamento. Está convencida a entrar nesse processo?

dicasdemulher

Anúncios
Publicado em Comportamento, Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | 10 Comentários

Incenso natural: como fazer para energizar sua casa

Ervas e flores têm propriedades positivas podendo trazer calma, alegria e um aroma refrescante para a casa

Não tem nada mais gostoso do que sentir nossa casa cheirosa, né? Adicione a isso um aroma que trará só boas energias e deixará o ambiente melhor. Para isso, não há nada que compare ao incenso natural já que você quer trazer aromas de flores, ervas e plantas para dentro do seu lar.

Muita gente costuma usar incensos prontos para fazer tudo isso que descrevemos acima. O problema é que durante a queima, os incensos industrializados acabam eliminando agentes nocivos à saúde, como é o caso do chumbo e da pólvora. Por isso, a melhor alternativa é usar o incenso natural, só que além de ser muito caro, não é o produto tão fácil de achar.

Vamos aprender a como fazer incenso natural? Se você quer trazer as melhores energias, com cheirinho de natureza e ainda economizar, basta continua lendo esse texto!

O que é incenso natural?

Primeiro é importante entender o que é incenso natural: o nome é autoexplicativo. Ele é produzido a partir de elementos da natureza, como temperos e ervas.

Para o que serve o incenso natural?

Sua utilidade é muita ampla, sendo que a ideia é utilizar os aromas com diferentes finalidades: por exemplo, existem plantas que acalma, enquanto outros cheirinhos são estimulantes. Além disso, em termos de energia, o incenso natural ajuda a promover uma limpeza em um ambiente.

Incenso natural – Plantas e ervas

As ervas devem estar SEMPRE secas, ou aguardar a secagem delas. Nunca as colham em dias úmidos ou que tenha chovido.

E SEMPRE peça licença para a planta, se for o caso de colher, agradecendo pelo seu bom uso.

Vocês podem encontrar as ervas com seus amigos e família ou até mesmo dando uma volta pelo bairro e pedindo aos vizinhos.

As melhores ervas para fazer seu incenso 100% natural são: alecrim, alfazema, arruda, cedro, erva cidreira, hortelã, manjericão, sálvia

Incenso natural: como fazer em 2 modos

Confira o passo a passo para preparar seus incensos naturais!

1. Amarrado com barbante de algodão

Se forem usar um amarrado com barbante de algodão para fazer o incenso natural, escolham até 3 das ervas e cortem elas em um tamanho de 15 a 20cm. Se a erva não tiver cabo, usem as que tiverem como “suporte”.

Juntem todas e amarrem bem com o barbante. Quanto mais apertarem, melhor, pois a queima acontece de forma mais lenta.

Se forem usar apenas um tipo de erva, vocês poderão amarrar somente os cabos.

Depende da erva, pois ao acenderem, deve-se tomar cuidado com as fagulhas. Soltas, elas podem espalhar. Por isso, é mais seguro amarrar de baixo para cima e voltar até embaixo, quando dá-se um nó para finalizar.

2. Amarrado com papel vegetal

Comprem papel vegetal de boa qualidade. Jamais usem papel comum e, muito menos de rascunho. O papel deverá ser “virgem” e totalmente em branco.

Somente então, coloquem as ervas (uma ou no máximo 3) e enrolem feito um charuto. Deve ser amarrado também com o barbante de algodão.

Dicas: como queimar incenso natural

Para acender o incenso natural – seja de qual jeito tenham feito – vocês deverão ter um pratinho, pote de cerâmica ou barro, preferencialmente.

Qualquer lugar que os mantenham sob proteção, para não causarem acidentes. Mas quanto mais natural, melhor. E deixem-no reservado / destinado somente a este fim.

Acendam com um fósforo e deixem o fogo pegar por uns 2 minutos. Lentamente, vão soprando para apagarem a chama (cuidado, pois fagulhas podem voar!) e deixem-no pousado no recipiente, ou andem com ele pela casa para energizar / limpar.

Como fazer incenso natural de ervas aromáticas

Separe os seguintes ingredientes para confeccionar seu incenso natural de ervas aromáticas:

  • Ramos de alecrim;
  • Ramos de guiné;
  • Ramos de manjericão;
  • Ramos de arruda;
  • Barbante.

Agora, vamos ao passo ao passo?

  1. Reúna todos os raminhos de alecrim, guiné, manjericão e arruda;
  2. Com o barbante, arrame bem todos os galhos das ervas;
  3. Reserve um local seco;
  4. Deixe pendurado, secando por pelo menos 15 dias;
  5. Seu incenso natural de ervas aromáticas já está pronto para ser usado!

Como fazer incenso natural de canela

Para você conseguir fazer o incenso natural de canela, você precisa ter em mãos:

Parece bem fácil e é mesmo. Com apenas dois ingredientes você consegue fazer um incenso natural e deixar sua casa com aquele cheiro gostoso da canela:

  1. Com o borrifador, vá colocando água na canela até ficar com consistência de terra molhada;
  2. Depois vá modelando a canela em um formato de cone;
  3. Caso fiquei esfarelando, acrescente mais água;
  4. Arrume um local seco e arejado e deixe secando os cones que foram feitos;
  5. Deixe secando à sombra;
  6. Após dois dias, deixe os cones deitados para a base ficar também ficar seca;
  7. Só manipule os incensos naturais, quando tiver certeza de que estão secos;
  8. Guarde com cuidado os incensos naturais de canela em um pote.

Dica: Cada indivíduo tem diferentes sensibilidades e alergias a plantas, ervas e flores. Consulte seu médico antes de usar produtos à base de plantas, especialmente se estiver grávida, amamentando ou usando qualquer medicação.

Pitaco: Energias equilibradas! Agora não tem mais desculpa: você já pode ter seu incenso e deixar o ambiente com as energias mais equilibradas, sem comprometer sua saúde ou da sua família!

E conta para gente, você achou fácil como fazer incenso natural no conforto da sua casa? Deixe nos comentários abaixo para sabermos mais!

Publicado em Dicas, Diy | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | 12 Comentários