Licença para adoção: concessão de empresas para os pais de pet de primeira viagem

Saiba mais sobre esse benefício que proporciona bem-estar e adaptação a uma rotina totalmente nova e de muito amor entre tutores e pets

Adotar um pet é uma experiência incrível! Por meio dela, você não só terá a oportunidade de dar um lar para um animalzinho que precisa, mas também de ver sua vida transformada de uma forma positiva. 

Os benefícios da adoção são inúmeros: 

  • Ganhará um amigo fiel para toda a vida, que estará sempre ali para te alegrar e te apoiar; 
  • Irá ficar mais ativo, pois precisará levar o seu pet para passear e brincar; 
  • Assumirá mais responsabilidades, o que lhe permitirá desenvolver novas habilidades;
  • Trará muitos benefícios para a saúde mental, pois os animais podem acalmar, ajudar a reduzir o estresse e a depressão e até aumentar a longevidade;
  • Poderá contribuir para a sociedade, pois ajudamos a dar um lar àqueles que realmente precisam.

Em uma pesquisa com 400 ONGs brasileiras, atendem 185 mil animais abandonados ou resgatados após maus-tratos. Sendo que 96% são cães e 4% são gatos. Esses números são de agosto de 2022, reunidos pelo Instituto Pet Brasil, que entrevistou 400 ONGs de todo o país.

No Brasil, a adoção de pets é cada vez mais comum. Conforme os levantamentos da União Internacional para a Proteção dos Animais (UIPA) e Radar Pet 2021, as taxas de adoção de animais de estimação aumentaram 400% nos primeiros três meses de 2020. 

Mais da metade das adoções foram realizadas por pais de pet de primeira viagem. Com mais tempo em casa, e devido ao trabalho em home office, mais pessoas puderam decidir realizar o sonho de ter um pet e lidar com o isolamento social.

O Brasil é o terceiro país com maior número de pets. O IBGE estima que a quantidade de animais de estimação já representam 67,6% da população brasileira. Em 2021, segundo dados da Abinpet, somavam-se 149,6 milhões de pets no Brasil.

A boa notícia para os pais de pet é que várias empresas brasileiras estão se movimentando para implementar a chamada “PETernidade”. Para entender essa novidade, continue a leitura!

1 – A licença para adoção de pets, o que é?

A licença para adoção, que vem sendo chamada de “PETernidade” é um tipo de concessão que algumas empresas oferecem para apoiar os colaboradores que adotam animais de estimação. 

Essa é uma ótima maneira de se relacionar com seu novo animal de estimação e acostumá-lo ao novo lar. Além de se dedicar à saúde e bem-estar dos seus novos animais de estimação.

Pode ser um período agitado, cheio de novas imagens, cheiros e sons, ter alguns dias para se concentrar apenas em seu novo amigo peludo pode ser inestimável. 

Com a licença para adoção, animais de estimação e trabalhadores podem obter um melhor equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.

Além disso, é uma ótima maneira de descansar um pouco depois de toda a emoção de levar seu novo animal de estimação para casa!

2 – Como funciona? 

Esse novo benefício é oferecido por empresas de diversos setores que apoiam os funcionários que desejam adotar um animal de estimação. No Brasil, tem sido mais comum em empresas do mercado pet.

Com essa licença, os funcionários podem tirar alguns dias de folga justificada para se adaptarem com seu novo pet e para visitar o veterinário. 

A PETernidade foi criada pela Petz em 2021para ajudar os pais de pet a criarem um vínculo saudável com seu novo animal, cuidarem de sua adaptação, tratamento médico e o adaptarem ao novo ambiente. 

Cada empresa estipula suas regras de concessão, mas de modo geral, os adotantes combinam uma data para a licença com o RH de sua empresa e apresentam os documentos comprobatórios da adoção, emitidos pelas ONGs.

3 – Quais casos essa licença não se aplica?

A licença de adoção incentiva a PETernidade nas empresas, promovendo o bem-estar animal e a saúde mental dos trabalhadores. No entanto, ela não se aplica para todos os casos, pois depende das políticas de cada organização. 

Além disso, ela deve ser tirada nos primeiros dias da adoção e combinada previamente com a gestão e recursos humanos da empresa. 

A licença não se aplica para levar animais ao veterinário ou realizar algum tratamento ao longo da vida do pet, por exemplo.

Para mais informações sobre esse processo, você pode acessar o site criado pela Petz, idealizadora desse movimento

4 – Cases de empresas famosas que dão essa licença

Cada vez mais empresas no Brasil estão se juntando a essa prática de conceder licenças para cuidar dos pets recém-adotados. 

Grandes empresas como Vivo, Google, Ogilvy Brasil, Great Place To Work e companhias do mercado pet, tais como Petz, Petland, Petlove, Centro Veterinário Seres e Royal Canin, já aderiram a essa prática.

A Vivo afirmou em comunicado que esse tipo de prática é vista pela empresa como uma forma de estender o cuidado e a atenção para o colaborador e seu novo membro familiar. Além de contribuir para a retenção dos talentos.

Já a Royal Canin, por meio de sua diretora de RH, Juliana Gonçalves, declarou que essa é uma excelente forma de estimular mais pessoas a conhecerem o benefício da interação entre homens e animais.

5 – Como integrar o novo membro da família no lar?

Quando você adota um novo animal de estimação, há muito em que pensar. Será que eles vão se dar bem no novo lar? Que tipo de personalidade eles têm? De quanto exercício precisam?

É importante também pensar no processo de adaptação. Mas acima de tudo, é fundamental estar preparado para dar muito amor e carinho ao seu novo companheiro. 

Se você é pai de pet de primeira viagem, aqui estão algumas dicas para integrar seu novo animal de estimação em casa:

  • Mantenha sua casa calma 

Excesso de barulho, pessoas ou fazer muita atividade pode ser opressor para um novo animal de estimação. Tente manter as coisas calmas em casa até que seu pet tenha a chance de se adaptar.

Elogie e seja generoso com palavras de elogio e recompensas quando seu novo animal de estimação fizer algo de que você gosta. Isso o ajudará a se sentir bem consigo mesmo e a aumentar sua confiança.

  • Leve-o para fora

Quando seu novo cachorrinho precisar ir ao banheiro, leve-o para fora com uma coleira para que ele possa explorar e se acostumar com o ambiente.

E não são apenas os cachorros que podem explorar o mundo exterior. O desejo do seu gato de explorar é natural. Seu gato vai querer cheirar e conferir tudo. 

Esse é um comportamento normal e deve ser incentivado, pois ajuda seu felino a se sentir mais confortável em seu novo ambiente.

  • Deixe-o explorar

Quando você leva um novo pet para casa, é empolgante deixá-lo explorar seu novo lar. Ele pode ficar animado com o cheiro de outros animais ou brincar com os móveis. 

É importante dar a ele tempo para se familiarizar com seu novo ambiente e se sentir à vontade. Ao fazer isso, você está criando um vínculo forte que irá durar a vida toda.

  • Supervisione sempre

Fique sempre de olho. É essencial que você esteja sempre observando as ações do seu animal de estimação. Especialmente no início, para garantir que eles não se machuquem. 

Além disso, já comece o treinamento regular com seu cachorro ou gato para ensiná-lo a obedecer às suas ordens e evitar acidentes.

  • Mostre a caminha ao seu filhote

Seu filhote precisa se sentir acolhido. Mostre para ele quais lugares ele pode descansar e ficar confortável e seguro. Fique perto dele em sua caminha, brinque e deixe algumas pelúcias para que ele não se sinta sozinho.

  • Primeira noite do filhote no novo lar

A primeira noite pode ser difícil para você e seu novo filhote. Ele pode chorar ou reclamar porque sente falta da mãe e dos irmãos de ninhada.

Você pode ajudá-lo a se sentir mais confortável colocando um relógio na caminha e levando-o para o lado da sua cama para poder ouvir seus batimentos cardíacos e se sentir protegido.

  • Quais produtos um filhote precisa ter?

Um novo filhote precisará de uma coleira, uma tigela de comida e água, uma cama e alguns brinquedos. Tapetes higiênicos também são recomendados para cachorros.

Já no caso dos gatos, você deve comprar uma caixa de areia para treinar seu felino desde pequeno. Mais importante de tudo, seu pet precisará de muito amor!

  • O que fazer com o cachorro filhote chorando a noite?

Se seu filhote estiver chorando à noite, talvez seja necessário deixá-lo dormir próximo de você e ir afastando a caminha dele gradualmente. 

Isso os ajudará a entender que têm um espaço seguro para dormir e que não deveriam chorar. Você também pode tentar colocar brinquedinhos na caminha para que eles sintam que não estão sozinhos.

E é claro, sempre ter em mãos o telefone de um hospital veterinário 24h, para lidar com qualquer emergência.

Adotar um novo pet é uma experiência maravilhosa e, é claro, exige preparação e cuidados. Por isso a PETernidade é tão interessante, e vem se tornando tendência. O que você achou disso?

Por Danillo Cássio

Anúncios
Publicado em Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , , | 15 Comentários

Exagerou? Aprenda a se livrar das toxinas no organismo de maneira saudável

Pitacos e Achados

Por mais que você mantenha uma dieta balanceada e rica em alimentos naturais e integrais, de vez em quando é possível que você acabe exagerando, seja em um almoço especial ou na comemoração de um aniversário, e consumindo substâncias que são tóxicas. Pensando nisso, separamos alguns sintomas de intoxicação e, claro, ideias para montar seu plano detox para que seu corpo fique saudável novamente.

É importante lembrar que não existem dietas milagrosas, mas sim uma educação alimentar que pode ajudar você a manter hábitos saudáveis e a preferir ingredientes naturais na maior parte do tempo. É disso que você precisa, na verdade, para uma saúde em equilíbrio, e um pequeno plano detox pode ser uma ótima forma de começar.

O que é organismo intoxicado e como funciona a dieta detox?

O consumo frequente e/ou em excesso de substâncias que fazem mal ao corpo (nitritos, nitratos, aminas, glicosídeos e inúmeros compostos…

Ver o post original 775 mais palavras

Publicado em Sem categoria | 7 Comentários

Lactose: mitos e fatos

Nem tudo o que você sabe sobre a lactose, é verdade. Por isso, nesse post vamos desvendar tudo sobre a famosa enzima encontrada no leite.  

Atualmente houve um boom de informações contra a lactose na internet, e com isso, muitas pessoas passaram a ter um certo receio de consumir muitos produtos derivados do leite. 

E convenhamos, evitá-los não é uma tarefa fácil, afinal, as melhores coisas contêm leite: chocolate, queijo, leite, bolos, pães… É muita coisa gostosa! 

A boa notícia, é que nem tudo o que falam sobre a lactose é verdade, como ela fazer mal à saúde, por exemplo. Como vamos explicar por aqui, ela é até essencial para o funcionamento do nosso organismo. 

Isso porque ela não é nenhum bicho, muito menos de sete cabeças! Trata-se apenas de um açúcar do leite produzido por qualquer mamífero. Inclusive, é responsável pelo gostinho doce desse alimento. 

Porém, para ser bem aproveitada, a lactose é quebrada em duas partículas menores: galactose e glicose, e nesse processo está outra enzima chamada lactase. 

Daqui para frente, você vai entender melhor sobre tudo isso, então continue conosco! 

O que é mito e o que é verdade sobre a lactose? 

Todo mundo é intolerante à lactose?

MITO. 

Conforme a nutricionista Ana Paula Moura, essa ideia não passa de um mito. Alguns sintomas que as pessoas têm após consumir leite podem até ser parecidos com pessoas realmente intolerantes, mas eles são mais brandos e só aparecem às vezes.

O que acontece, segundo a especialista, é que enquanto uns têm uma sensibilidade maior a essa enzima, outras, não tem nada, porém, não significa que essa sensibilidade seja intolerância.

A lactose faz bem à saúde? 

VERDADE. 

Apesar de os produtos sem lactose serem vendidos como algo bom para a saúde até mesmo para os não intolerantes, isso não deveria acontecer. 

Como citamos, a lactose dá aquele gostinho doce aos alimentos com leite, mas ela também é responsável por ajudar na absorção dos nutrientes essenciais ao nosso corpo. 

Além disso, regula o intestino, o deixando mais resistente às infecções e auxilia na criação de bactérias boas para o organismo, cita o Dr. Ricardo Hideki.

Sim, nem toda bactéria é ruim e existem as que são essenciais para manter tudo em ordem. 

Todo produto derivado do leite tem lactose? 

MITO. 

Durante o processo de fabricação de determinados produtos lácteos, como queijos, por exemplo, há a quebra das moléculas de açúcar e por isso não possuem lactose. 

Para verificar, deve-se olhar os ingredientes na embalagem, mas apesar do mito, a maioria dos derivados do leite possuem, sim, a lactose. Porém, é bom saber que são todos. 

Alergia a lactose difere de intolerância a lactose 

VERDADE. 

Em matéria para a MedPrev, especialistas explicam o que muitos pensam ser a mesma coisa, mas não são. 

Nesse caso, esclarecem sobre a intolerância ser a insuficiência na produção da lactase, a enzima que quebra o açúcar do leite. Por isso, o organismo dos intolerantes não a digere e apresenta os sintomas após ingerir a lactose. 

Já a alergia, na verdade, é ao leite, mais especificamente às proteínas dele. Quando em contato com os organismos de algumas pessoas, ela resulta em reações alérgicas na pele e no sistema respiratório. 

Quem consome muita lactose pode passar a ser intolerante? 

MITO. 

É possível desencadear a intolerância na idade adulta, mesmo que não tenha apresentado nenhum sintoma durante toda a vida. Porém, isso não está relacionado à quantidade de produtos ingeridos. 

O que acontece, é a diminuição da produção de lactase, e ela ocorre naturalmente ao longo dos anos. Portanto, ninguém deve restringir os lácteos pensando na intolerância, apenas preocupar-se em manter uma dieta equilibrada como um todo. 

Faz bem ter uma dieta sem lactose? 

DEPENDE

Para a nutricionista Valéria Gomes, a dieta de cada paciente deve ser considerada individualmente. Caso seja intolerante, o profissional que o acompanha verifica o nível da intolerância e confere quais alimentos são permitidos ou não. 

Por outro lado, os não intolerantes não tem motivo para excluí-la de seus alimentos, pois essa atitude pode causar a deficiência de cálcio, além de torná-lo sensível à enzima, caso ele a evite por muito tempo. 

Podemos confiar em produtos que se dizem “zero lactose”? 

VERDADE. 

De acordo com Valéria Gomes, especialista em Nutrição, pessoas com intolerância ou sensibilidade, podem consumir esses produtos, mas faz um adendo: 

Em casos de desconforto ao consumir derivados do leite, é preciso consultar um médico para verificar se isso se deve à lactose ou à proteína do leite, pois são coisas diferentes. 

A lactose precisa ser cortada por pessoas que querem emagrecer? 

MITO. 

Nenhum alimento pode engordar ou emagrecer, muito menos uma substância, como a lactose. 

Se você consome lácteos e se sente estufado, com desconforto na região do abdômen, tem chances de estar sensível ou intolerante. Nesse caso, cabe uma consulta ao médico. 

Do contrário, quem não apresenta nenhuma dessas condições, não tem motivos para evitar esse componente. Na verdade, derivados do leite costumam saciar por mais tempo, resultando em comer menos vezes. 

Além disso, nutrientes do leite como a vitamina D e o cálcio são ótimos para queimar os quilos indesejados, afirmam pesquisas da University of Texas Southwestern Medical Center.

O American College of Physicians, também fez essa afirmação e ainda concluiu, a partir de estudos, que pílulas de cálcio não têm o efeito emagrecedor, apenas produtos lácteos ajudam na perda de peso. 

Afinal, quais os melhores alimentos para consumir derivados de leite?

O ideal é optar pelos que têm menor nível de gordura, pois isso equilibra não somente o peso, mas também a saúde como um todo. 

Então, escolhendo bem cada alimento, terá apenas os benefícios da lactose e do leite. Os mais indicados, ainda segundo as pesquisas nutricionais da universidade de medicina do Texas, são: leite e iogurte desnatados, queijos brancos e chocolate meio amargo

Além da saúde, todos eles estão sempre incluídos nas dietas de quem quer emagrecer. Você é uma delas? 

Se está acima do peso e com a saúde prejudicada, consulte um especialista e conheça métodos de emagrecimento como o balão gástrico. Assim, autoestima e saúde estarão em dia, sem perder as delícias de nenhum alimento! 

Por Danillo Cássio

Anúncios
Publicado em Dicas, Saúde | Marcado com , , , , , , , , , , | 10 Comentários

Grelha para churrasqueira: dicas e recomendações para escolher a sua

Escolher uma grelha para churrasqueira nem sempre é uma tarefa fácil. Por isso, confira dicas essenciais na hora de adquirir a sua!

Escolher uma grelha para churrasqueira nem sempre é uma tarefa fácil. Mas isso também não quer dizer que você deve comprar qualquer uma. Se a sua ideia é fazer um churrasco de respeito, a grelha certa é essencial.

Isto é, para um bom churrasco, o equipamento é indispensável. E para te ajudar a não errar, trouxemos algumas dicas muito úteis. 

Separe o seu cupom de desconto Stanley para o copo da sua cerveja, tire a carne do congelador e confira como escolher a grelha para churrasqueira certa!

Grelha para churrasqueira: tipos de grelha

Primeiramente, vamos entender quais são os principais tipos de grelha para churrasqueira. Para escolher a opção ideal, é essencial saber quais são os tipos disponíveis.

Apesar de muitos não saberem, cada tipo de grelha tem uma função específica. Assim, o uso pode se diferenciar entre cada uma delas.

Dessa forma, para garantir um churrasco de qualidade, saber qual tipo comprar é um primeiro passo importante. Confira a seguir quais são os principais.

Grelha argentina

Um dos tipos mais comuns de grelha para churrasqueira é a argentina. Em resumo, ela possui em seu corpo uma bandeja acoplada para armazenar a gordura que se solta da carne ao assar

Assim, conforme o calor aumenta, a própria grelha armazena a gordura para evitar tanta sujeira.

Além disso, as bandejas ajudam a impedir que a gordura caia sobre a brasa. Isso, por sua vez, evita que haja fumaça excessiva saindo da churrasqueira. A grelha argentina é ideal também para espaços pequenos.

Grelha cesto

Outro tipo comum de grelha para churrasqueira é a grelha cesto. Perfeita para assar legumes ou partes de frango, ela tem um formato arredondado, semelhante a um cesto.

Com isso, o modelo pode ser usado para cozinhar e assar legumes junto da carne. O processo faz com que os legumes sejam assados sem tostar ou ficar ressecados.

Grelha de folha dupla

Temos ainda a grelha de folha dupla para sua churrasqueira. Também chamada de grelha jacaré, ela possui duas grelhas que se unem, fechando para comportar melhor as carnes.

Bem comum no Brasil, esse tipo é perfeito para assar partes menores, que sejam mais difíceis de manusear. Cortes pequenos de frango e carne, além de linguiças, podem ser assadas com a grelha de folha dupla.

Também vale destacar que o modelo possui variações de tamanhos e espaçamento entre as hastes. Assim, ela pode se adaptar aos diferentes tamanhos de churrasqueiras e espaços.

Grelha moeda

Como o próprio nome já indica, esse modelo de grelha para churrasqueira tem uma trama de metal, formando pequenos furos arredondados, o que lembra o formato de uma moeda.

Em resumo, esse tipo é recomendado para, basicamente, todos os tipos de cortes, além de ser útil para assar legumes, queijos e pães.

Grelha uruguaia

Por fim, há a grelha para churrasqueira uruguaia. O modelo também é chamado de tradicional, por ter um formato mais simples.

Dessa maneira, ele serve para assar peças inteiras, peixes, legumes, espetinhos ou pães. O formato e estrutura é formado por hastes uniformes, espaçadas uma da outra.

Grelha para churrasqueira ou espeto: qual a melhor opção?

Uma dúvida comum para quem está procurando por equipamentos para churrasco é a escolha entre grelha ou espeto. Mas qual das duas é a melhor opção?

Apesar de não existir uma resposta conclusiva, a grelha para churrasqueira conta com algumas vantagens que o espeto não traz. A praticidade e facilidade de uso são alguns exemplos disso.

Isto é, com a grelha, fica mais fácil assar o seu churrasco sem ter tanto trabalho quanto o espeto. Além disso, a grelha comporta alimentos que você não consegue assar com o espeto.

Outro diferencial é que ela ajuda a manter a maciez e a suculência da carne. Isso acontece, pois não é necessário furar a sua peça para assar na grelha, mantendo o suco da carne.  

Mas em todo o caso, considere o tipo e frequência de uso, além do espaço que você tem à disposição.

Grelha para churrasqueira: como escolher?

Agora que você já sabe quais são os tipos de grelha para churrasqueira, podemos indicar o que considerar na hora de escolher a sua.

Seja para quem usa a churrasqueira frequentemente ou para quem convida os amigos ou família ocasionalmente, usar a grelha certa é essencial. Mas como escolher o tipo certo para você?

Para te ajudar, separamos aqui algumas dicas. Confira a seguir o que considerar antes da compra.

  • Cabo

Primeiramente, considere o tamanho e o material do cabo da sua grelha para churrasqueira antes da compra. O ideal é que ele seja feito de um material resistente para durar mais tempo.

Assim, você pode encontrar grelhas com cabo de madeira ou metal. Neste último, existe a vantagem da durabilidade. Mas esse tipo de cabo esquenta com facilidade.

  • Tamanho

Mais um detalhe importante na escolha da sua grelha para churrasqueira é o tamanho. Opte por um modelo que se encaixe na sua churrasqueira.

Dessa forma, você evitar comprar um tamanho maior ou menor. Meça a churrasqueira e fique atento para as dimensões da grelha na hora da compra.

  • Tipo de preparo

Por fim, você também pode optar pela compra da grelha para churrasqueira visando o tipo de preparo do churrasco.

Como já citamos aqui, existem vários tipos e modelos de grelha, cada uma com suas características. Sendo assim, escolha o tipo que permitirá você fazer o seu churrasco como mais gosta.

Cuidados e limpeza com a grelha

Vale destacar também a importância dos cuidados com a limpeza da sua grelha para churrasqueira. Após assar carnes ou legumes, procure sempre higienizá-la corretamente.

Dessa maneira, você evita que ela perca sua qualidade ou enferruje pela falta de uma limpeza adequada. Produtos de cozinha ou específicos para limpar a grelha podem ser utilizados aqui.

Além disso, é importante lembrar que, para limpar sua grelha para churrasqueira é necessário esperar que ela esfrie. Assim você evita queimaduras ou que a perda acelerada de calor prejudique a estrutura da grelha.

Mistura de gordura com produtos de limpeza também pode agredir a sua pele. Para evitar queimaduras ou machucados, use luvas para limpar. 

Conclusão

Viu só como existem vários detalhes a serem analisados na hora de escolher uma grelha para churrasqueira? E claro, é fundamental escolher um produto de qualidade para que você tenha uma experiência tranquila na hora de preparar os alimentos. 

Por isso, aproveite todas as informações e dicas que trouxemos e comece a pesquisar pela opção perfeita para você. Até a próxima! 

Anúncios
Publicado em Dicas | Marcado com , , , , , , , , , , | 6 Comentários

Quando você deixa de esperar, a sua vida muda

Pitacos e Achados

0b50b766801142fea6a20f99d0f0cee8

Pitacos e Achados espera que estas palavras motivadoras façam com que você passe a reagir com simplicidade frente às surpresas da vida.

Gosto de agir de forma simples diante da vida, diante da minha vida. Uma das minhas tarefas diárias consiste em libertar a consciência das minhas esperanças ou promessas eternas e do que elas podem gerar na minha vida. Percebi que usava grande quantidade de energia ao me “ver” na situação futura que desejava. Eu me concentrava muito para fazê-lo.

Então tomei a decisão de deixar de viver esperando e não esperar algo de mim. Assim que você toma esta decisão o seu coração respira aliviado e a sua alma começa a viver verdadeiramente. Em geral, nos concentramos em como temos que viver, sem perceber que só por isso nos condicionamos, e na verdade não vivemos. Encarceramos a nossa alma e a robotizamos.

 

Assim, um dia decidi deter os pensamentos sobre…

Ver o post original 872 mais palavras

Publicado em Sem categoria | 8 Comentários