7 dicas para esquentar seu pet no inverno

Lidar com o frio do inverno não costuma ser algo fácil para nós seres humanos, mas tampouco é para nossos animais de estimação. Durante esse período de temperaturas mais baixas e ventos congelantes, precisamos ter atenção redobrada para a saúde e bem estar daqueles que amamos muito em nossas vidas.

Por isso, é sempre bom ter em mente alguns cuidados especiais que devemos manter durante esse período. Para isso, o Projeto Saúde Única, o Centro Acadêmico de Medicina Veterinária do UniCuritiba e o Canal de Estimação divulgaram algumas dicas importantes em suas redes sociais para ajudar nessa estação. Olha só!

1. Higiene e tosa

Durante o inverno, muitos donos acham que a melhor opção é deixar os pelos dos animais crescerem descontroladamente para ajudá-los a se proteger do frio. Entretanto, esse não é o melhor caminho para se seguir. Apesar de não parecer, a continuidade das práticas de higiene e tosa são fundamentais nessa época do ano.

Como no inverno a pele dos pets fica mais ressecada, o banho com hidratação ajuda nesse problema e diminui o sofrimento dos bichinhos com o frio.

2. Cuidado com a temperatura

Quando for dar banho em seu animal de estimação no inverno, cuidado com a temperatura da água. O ideal é que ela esteja sempre morna e o ambiente da ducha climatizado para que seu cachorro, gato ou qualquer outro animal não tenha que encarar uma brusca mudança de temperatura entre cômodos.

Além disso, é importante evitar a tosa curta em dias mais frios e dar prosseguimento apenas com a tosa higiênica seguindo os padrões da raça do cachorro. Assim, ele estará limpinho e confortável.

3. Atenção para doenças

Um grande problema entre animais de estimação e inverno é que esse período é especialmente propício para o surgimento de algumas doenças específicas, como a traqueobronquite — que significa a inflamação dos brônquios e comprometimento do sistema respiratório.

Portanto, o ideal é estar com todas as vacinas em dia para evitar maiores complicações e prestar mais atenção na hora de passear com seu pet pela rua, visto que várias doenças têm contágio de animal para animal.

4. Pets idosos

Quem possui um bichinho de estimação mais velhinho dentro de casa deve ter muito mais cuidado durante o inverno. Durante essa estação, os pets com mais idade ou com histórico de problemas nas articulações costumam sofrer mais com a chegada do frio.

Nesses casos, é importante manter o acompanhamento veterinário para saber quais são as melhores práticas a se adotar para manter a saúde do seu amigo animal em dia.

As roupinhas para animais podem parecer muito bonitinhas e tudo mais, mas só devem ser usadas em alguns casos específicos. Nesse quesito, é preciso ficar de olho no comportamento do seu animal de estimação ao vestir o agasalho para ver se aquilo tem realmente sido benéfico para ele.

Pets de pelo curto tendem a precisar de mais ajuda para aguentar o frio, mas outros não se adaptam muito bem às roupas de inverno e podem se sentir extremamente incomodados de usá-las.

6. Cobertores e espaços aquecidos

Se o seu animal de estimação não dorme dentro de casa, lembre-se sempre de disponibilizar um espaço mais aquecido e com algum tipo de cobertor para que ele não passe muito frio durante a noite — que costuma reservar as temperaturas mais baixas do dia.

Se for possível, considere deixá-lo entrar apenas por alguns dias até que a temperatura volte a ficar mais agradável.

7. Alimentação e exercício

Mesmo durante o inverno, a melhor coisa a se fazer é manter os hábitos de alimentação e exercício com seu pet. Não é porque está mais frio que ele deve receber uma porção diária maior. É essencial que seu animal de estimação consuma apenas os nutrientes necessários para não acabar engordando.

Por fim, tente sempre continuar brincando com seu pet, mas sempre observando seu comportamento. A melhor coisa a se fazer é manter uma série de exercícios nas partes mais quentinhas do dia. 

megacurioso

Pitaco: Com o uso das roupinhas, os pelos dos cães e dos gatos tende a formar mais nós. E esse é um dos motivos para aumentar a frequência da escovação. Além disso, os gatos têm a tendência de se lamberem mais no inverno, o que faz com que aumentem as bolas de pelos que se formam no estômago, podendo causar constipação.

Anúncios

Sobre Pitacos e Achados

Olá! Aqui você encontra dicas e pitacos para o seu dia a dia. Muitas novidades sobre moda, beleza, atualidades, comportamento, utilidades, entre outras. Aproveite!
Esse post foi publicado em Dicas e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

16 respostas para 7 dicas para esquentar seu pet no inverno

  1. Juju Bela disse:

    Republicou isso em Juju Bela .

    Curtido por 1 pessoa

  2. Republicou isso em .

    Curtido por 1 pessoa

  3. srevistas disse:

    Além de muito amor!

    Curtir

  4. Somos Mais! disse:

    Dicas essenciais para os nosso pets.

    Curtir

  5. Val Real disse:

    Tadinhos, sentem tanto frio.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Sempre Zem! disse:

    Os meus ficam bem quentinhos e com muito afeto. ❤

    Curtir

  7. Tadinhos, precisam de cuidados.

    Curtir

  8. Sempre bem cuidados.

    Curtir

  9. Sempre Alerta disse:

    Ótimas dicas.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.