Pílula anticoncepcional: Efeitos no corpo e colaterais

A pílula anticoncepcional é um método contraceptivo dos mais populares entre as mulheres que desejam evitar a gravidez.

Além disso, seu uso contínuo também apresenta vários efeitos no organismo, tanto benéficos, como tratamento de doenças, quanto colaterais que podem ser observados em algumas usuárias.

Como a pílula anticoncepcional age no organismo?

A pílula anticoncepcional é constituída pela combinação de dois hormônios: o estrogênio e a progesterona sintética. Essa fusão permite que não haja a ovulação, inibindo a menstruação feminina.

O uso contínuo da pílula anticoncepcional também modifica o muco cervical, criando hostilidade ao espermatozóide.

Quais os efeitos da pílula anticoncepcional?

Os efeitos da pílula anticoncepcional são diversos, sendo muito comum seu uso para impedir a gravidez não programada, sem a ovulação, permitindo que não haja a fecundação.

Outros efeitos da pílula anticoncepcional podem contribuir diretamente com a saúde feminina, pois esse método é indicado para tratamento de algumas doenças do sistema reprodutor das mulheres. A endometriose e a síndrome do ovário policístico são dois problemas que podem ser tratados por meio do uso contínuo do contraceptivo, evitando os cistos acumulados no ovário com a inibição da menstruação.

Efeitos colaterais da pílula anticoncepcional

Ainda que a pílula anticoncepcional seja benéfica para evitar a gravidez e tratar algumas doenças do sistema reprodutor feminino, há alguns efeitos colaterais que podem ser reconhecidos pelas pacientes devido à alteração hormonal que causa no organismo.

  • Dor de cabeça: Muitas mulheres já sentem dores de cabeça nos dias que antecedem a menstruação. Com o uso da pílula anticoncepcional, nas primeiras semanas de uso, essas dores podem tornar-se constantes e fortes. Normalmente não duram mais de 3 meses após o início do uso, caso contrário, é indicado consultar um médico especialista.
  • Náuseas: A sensação de enjoos também é bastante comum no período pré-menstrual e pode estar presente nas primeiras semanas de uso de um anticoncepcional. Deve-se seguir as mesmas indicações para dores de cabeça.
  • Alteração do fluxo menstrual: As pílulas anticoncepcionais, principalmente em menores dosagens, podem causar escapes durante a ingestão do contraceptivo, estas que ocorrem por alguns dias em um fluxo baixo. Os escapes devem cessar em até 3 meses de uso, caso contrário pode ser necessário trocar a pílula por uma de maior dosagem.
  • Ganho de peso: As alterações hormonais podem provocar aumento de apetite, além de algumas marcas também causarem retenção de líquido devido à composição com altos níveis de sódio. Esta combinação pode levar ao aumento de peso, necessitando manter uma rotina alimentar saudável e realizar exercícios físicos, com diversos benefícios dos esportes.
  • Acne: É comum aparecimento de espinhas nos primeiros meses de uso devido à maior carga hormonal.
  • Mudança de humor: Mulheres que realizam o uso da pílula anticoncepcional de modo prolongado e em altas doses podem sofrer com elevação de estrogênio e progestina, minimizando os níveis de serotonina, hormônio que auxilia no bem-estar. Dependendo dessa diminuição, há o risco de depressão.
  • Baixa libido: Com a baixa da testosterona, é possível observar diminuição no apetite sexual, principalmente em pessoas ansiosas.
  • Risco de trombose: Fatores de risco como doenças cardiovasculares, pressão alta, colesterol alto ou diabetes, juntamente com o agravante do uso da pílula anticoncepcional, podem causar trombose por afetar a coagulação sanguínea.
Anúncios

Sobre Pitacos e Achados

Olá! Aqui você encontra dicas e pitacos para o seu dia a dia. Muitas novidades sobre moda, beleza, atualidades, comportamento, utilidades, entre outras. Aproveite!
Esse post foi publicado em Dicas, Saúde e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

20 respostas para Pílula anticoncepcional: Efeitos no corpo e colaterais

  1. Republicou isso em .

    Curtido por 1 pessoa

  2. Esse “ganho de peso” é terrível.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Paco disse:

    Nossa, quantos?!

    Curtido por 2 pessoas

  4. Val Real disse:

    Muito bom artigo.

    Curtido por 2 pessoas

  5. Somos Mais! disse:

    Ótimo alerta para as mulheres.

    Curtido por 2 pessoas

  6. Somos Mais! disse:

    Republicou isso em Somos Mais.

    Curtido por 2 pessoas

  7. Sempre Zem! disse:

    Risco de trombose acho o pior.

    Curtido por 2 pessoas

  8. Saltibum disse:

    Os efeitos colaterais são terríveis mesmo.

    Curtido por 2 pessoas

  9. Sempre Alerta disse:

    Importante artigo.

    Curtido por 2 pessoas

  10. Parabéns pelo artigo.

    Curtido por 1 pessoa

  11. Excelente artigo! Obrigada!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.