Mitos e verdades sobre hérnia abdominal

Olá pessoal!!

Hoje em dia as pessoas usam a internet para tudo, inclusive para saber sobre algumas condições médicas. Por isso, quando alguém é identificado com uma hérnia abdominal é comum que essa pessoa busque mais informações na internet.

No entanto, será que todas as informações disponíveis no universo online são confiáveis? Com o crescimento das fake news, é preciso ser criterioso na hora de escolher onde se informar. Por isso, separamos abaixo os principais mitos e verdades sobre a hérnia abdominal para você ficar por dento deste assunto. Confira!

“O único sintoma da hérnia abdominal é a dor”: Mito

Na verdade, o principal sintoma da hérnia no abdome é o abaulamento. Mesmo que a região não esteja dolorida, se o nódulo surgir após um esforço físico intenso, por exemplo, é hora de buscar o auxílio médico.

“Existem vários fatores de risco que causam a hérnia”: Verdade

Os principais fatores que podem desencadear a hérnia abdominal são:

  • Gravidez;
  • Tabagismo;
  • Tosse em excesso;
  • Doenças do colágeno;
  • Atividade física intensa, principalmente na região do abdômen e virilha.

“Só existe um tipo de hérnia no abdome”: Mito

Considerando que a hérnia acontece quando ocorre um enfraquecimento da parede abdominal, permitindo que o conteúdo de um ou mais órgãos extravase, então existe mais de uma região na qual essa condição pode aparecer. Os casos mais comuns são na região do abdome, porém, a hérnia também pode surgir na região da virilha.

“A hérnia pode trazer complicações graves”: Verdade

O orifício herniário pode aumentar com o passar do tempo devido aos movimentos do corpo, fazendo com que o conteúdo extravasado seja gradativamente maior. Se a hérnia abdominal não for devidamente tratada, é possível que ocorra o encarceramento da condição — quadro que provoca vermelhidão e dores, além de colocar a vida do paciente em risco.

“A hérnia pode desaparecer sozinha”: Mito

Acreditar nesta história de que a hérnia no abdome some sozinha é extremamente perigoso. Afinal, se a condição desaparece por conta própria a pessoa não vai pensar em procurar o médico, não é mesmo? E é aí que mora o perigo.

Conforme foi dito anteriormente, uma hérnia na parede abdominal que não é tratada pode ficar estrangulada e gerar uma série de problemas. Caso o abaulamento desapareça ao ficar em pé, por exemplo, é sinal de que a hérnia ainda não está estrangulada. Portanto, o indicado pelos especialistas é buscar o atendimento especializado o quanto antes.

“A cirurgia é a única forma de tratar a hérnia”: Verdade

O tratamento cirúrgico faz com que o afrouxamento que deu origem à hérnia no abdome seja fechado, sendo assim, trata-se da maneira mais segura e efetiva de tratar a condição. Atualmente, existem três técnicas disponíveis para operar a hérnia: a tradicional, laparoscópica e a robótica. O método utilizado será definido pelo médico especialista em hérnia.

Pitaco: Agora que você sabe quais são os mitos e verdades da hérnia abdominal, basta ficar atento ao perceber qualquer abaulamento na região abdominal ou na virilha. A agilidade no diagnóstico é fundamental para obter um tratamento rápido e eficiente.

Sobre Pitacos e Achados

Olá! Aqui você encontra dicas e pitacos para o seu dia a dia. Muitas novidades sobre moda, beleza, atualidades, comportamento, utilidades, entre outras. Aproveite!
Esse post foi publicado em Saúde e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

16 respostas para Mitos e verdades sobre hérnia abdominal

  1. apitaca disse:

    Parabéns pelos esclarecimentos.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Zezinha disse:

    Procurem sempre um especialista.

    Curtido por 1 pessoa

  3. zezaros disse:

    Quem tem sofre muito. Um bom especialista é o melhor.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Fadabela disse:

    Parabéns pelo artigo.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Eu não sei se você pode me responder. De vez em quando tenho uma dor atrás do umbigo, como se eu tivesse uma cãibra na região do abdômen. É até estranho eu encontrar esse artigo no seu blog, porque eu pensava justamente que fosse hernia o que eu tinha (mesmo que em uma consulta médica para tratar uma dor no estômago a médica não tenha encontrado nenhum indício de hérnia ou apendicite). Enfim, é uma dor bem incômoda, que surge vez ou outra.
    Valeu e obrigado pelo texto!

    Curtido por 1 pessoa

  6. Muito útil. Parabéns.

    Curtido por 1 pessoa

  7. mauroms disse:

    Oi Pitaquinha,, é essa a assinatura, não é, gosto do teu blog pelas muitas dicas sobre temas variados, acho que já escrevi isso, mas doenças – li o post de hoje – não gosto de ver, às vezes impressiona, mesmo assim li, e tem alguns sites que eu confio, mas evito, acho que o médico é a melhor maneira de ver o que o que o paciente tem, até porque cada um é um caso diferente do outro, mas que a saúde esteja com todos nós, e Deus nos abençoe.
    Abraços.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.