Teor alcoólico, como funciona a medição nas bebidas?

A taxa alcoólica do vinho e da cerveja são muito diferentes, e isso influencia o seu corpo de maneiras variadas. Saiba por quê.

Os apreciadores de um bom vinho ou de uma cerveja especial já repararam em um número presente no rótulo das garrafas: a porcentagem do teor alcoólico. Mas o que esse índice quer dizer?

Neste artigo, vamos explicar um pouco mais sobre como é calculado o teor alcoólico, os índices para tipos diferentes de bebidas e o efeito de cada tipo de drinque no organismo. Além disso, você também verá dicas de ouro para se cuidar depois de uma ressaca. Confira!

  • Como é feito o cálculo do teor alcoólico nas bebidas?

Ao comprar uma garrafa de vinho ou uma lata de cerveja, você já deve ter notado que existe uma porcentagem que indica o teor alcoólico daquela bebida. Mas como isso é calculado, já que cada tipo de bebida possui diferentes porcentagens de álcool?

A escala Gay Lussac (ºGL) é a principal mensuração para avaliar a porcentagem do teor alcoólico de uma bebida. Com este índice, calcula-se a quantidade de mililitros de álcool absoluto em 100 mililitros de uma mistura alcoólica. 

Como a correlação entre o indicador e a porcentagem é direta, pode-se dizer que, se a escala Gay Lussac aponta 10ºGL, isso quer dizer que aquela bebida conta com 10% de álcool. 

Por isso, é muito importante entender quais são as normas e as regulações para que as empresas fabricantes de bebidas saibam como identificar esta porcentagem da maneira correta.

  • Teor alcoólico: quais são as normas?

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), órgão responsável pela supervisão deste tipo de análise no Brasil, o principal fator para calcular o teor alcoólico de uma bebida é a densidade do líquido. 

A densidade é o valor da divisão entre a massa (em gramas) e o volume (espaço ocupado, em mililitros ou centímetros cúbicos). No caso de bebidas alcoólicas, elas são uma mistura de álcool e água. Quanto mais álcool presente, menor é a densidade do líquido.

Para medir a densidade, é utilizado um aparelho chamado densímetro, que flutua na superfície do líquido. Para manter o padrão das análises, a temperatura ambiente sempre deve ser de 20ºC, já que a variação do clima pode impactar no resultado. Além disso, diferentes tipos de bebida possuem diferentes tipos de teor alcoólico.

  • Qual é a diferença no teor alcoólico de bebida para bebida?

Como mencionamos anteriormente, o teor alcoólico varia de acordo com o tipo daquela bebida. Além dos tipos de matérias-primas e processo de produção, diversos fatores podem influenciar no índice alcoólico de cada bebida.

Confira abaixo o teor alcoólico médio de algumas das bebidas preferidas dos brasileiros em uma temperatura média de 20º C. Lembre-se que os números podem variar de acordo com os processos produtivos adotados por cada marca para seus produtos:

  • Vinhos: entre 14% e 20%
  • Cervejas convencionais: 5%
  • Cervejas artesanais: entre 5% e 16%
  • Cachaças: entre 38% e 48%
  • Uísques: entre 40% e 75%
  • Gins: 50%
  • Vodkas: 40%

Agora que você entendeu um pouco mais sobre o que é o teor alcoólico e como ele é calculado, é muito importante entender como cada bebida impacta o corpo humano.

  • Como é o processo de ficar bêbado para o organismo?

Se você já ficou bêbado alguma vez, deve ter percebido que cada bebida impacta o seu corpo e o seu humor de formas diferentes – durante e após o consumo.

Como bebidas diferentes possuem níveis variados de álcool em sua composição, cada tipo de drinque vai influenciar diretamente na velocidade em que uma pessoa fica bêbada. 

Normalmente, bebidas com teor alcoólico mais alto, como um uísque ou um gin, podem deixar as pessoas embriagadas com mais rapidez, se comparado a uma cerveja ou a um espumante, por exemplo.

Além disso, a quantidade de álcool necessária para atingir o nível de embriaguez varia de pessoa para pessoa. Diversos fatores estão envolvidos, como: o tamanho e o peso da pessoa; quanto ela bebeu; a frequência de consumo da bebida; entre outros pontos.

Nos Estados Unidos, há uma definição de que uma bebida padrão conta com 20 ml de álcool puro. O equivalente de álcool em cada bebida é de:

  • 350 ml de cerveja (1 garrafa long neck ou 1 lata tamanho padrão);
  • 150 ml de vinho (1 taça);
  • 40 ml de bebidas mais fortes, como destilados (1 dose)

De acordo com esta definição, o nível de álcool de cada bebida varia de 0.7 ml a 0.9 ml por vez que é consumida. Para cada dose consumida, o organismo leva cerca de uma hora para processá-la.

  • Vinho ou cerveja… Bebidas diferentes influenciam no tipo de embriaguez?

Você já percebeu que parece que cada bebida combina com diferentes tipos de ocasião? A cerveja é excelente para um encontro descompromissado com os amigos em um bar, enquanto destilados são perfeitos para quem busca uma noite de agito e animação.

Isso pode ter a ver com o fato de que cada bebida tem um efeito diferente no corpo humano. Uma pesquisa realizada em 2016 com mais de 29 mil pessoas em 21 países comprovou o que muita gente já sabia: beber vinho causa uma reação diferente de beber tequila. Confira:

  • Vinho

53% dos entrevistados confirmaram que o vinho tinto faz com que se sintam mais relaxados. A pesquisa também mostrou que 15% dos fãs de vinho branco se sentem mais energizados após consumir algumas taças da bebida.

Entretanto, há um lado negativo: 17% dos entrevistados mencionaram sentir vontade de chorar após beber vinho, enquanto 3% mencionaram que se sentem mais agressivos.

  • Cerveja

Uma das mais amadas pelos brasileiros, a cerveja causa relaxamento em 50% dos entrevistados. Como é rica em carboidratos, muitas pessoas também relataram sentir muito sono ao consumir cerveja. Além disso, 45% afirmaram que se sentem mais confiantes.

Por outro lado, 7% das pessoas afirmaram que se sentem agressivas após tomar uma gelada, enquanto 10% relataram ter vontade de chorar.

  • Destilados

Bebidas como uísque, vodka, gin e cachaça são as líderes no quesito alegria e euforia: 58% dos entrevistados ficam energizados e 59% se sentem mais confiantes após algumas doses. 

Apesar disso, ⅓ das pessoas que responderam à pesquisa disseram que o consumo de destilados faz com que se sintam mais agressivos.

A ressaca bateu? Veja dicas para se sentir melhor

Dor de cabeça, náusea, tontura, cansaço… Se você gosta de uns bons drinques, já deve ter passado por algumas ressacas e reconhecerá esses sintomas com facilidade. 

A ressaca ocorre quando a concentração de álcool no sangue se torna muito alta. Desta maneira, o organismo não consegue se manter hidratado e tem dificuldades para absorver nutrientes.

Embora seja desagradável, a ressaca pode ser driblada com estratégias simples e práticas. Confira nossas dicas!

Durante o consumo de bebidas alcoólicas

  • Beba água

Entre uma dose e outra, lembre-se de ingerir um pouco de água. Ela não retardará o processo de embriaguez, mas ajudará a manter o seu corpo hidratado, diminuindo a quantidade de álcool que entra no corpo.

  • Coma!

Já dizia o ditado: saco vazio não para em pé, e beber de estômago vazio pode ser um grande erro. Os alimentos ajudam a manter você sóbrio por mais tempo, já que diminuem a taxa de absorção de álcool pelo organismo.

Após o consumo de bebidas alcoólicas

  • Aposte nas frutas

As frutas são ricas em açúcares saudáveis para o nosso organismo. Os sucos ajudam a reidratar o corpo mais rapidamente e a repor os nutrientes perdidos durante a bebedeira. 

Consumi-las in natura também auxilia no processo de recuperação. As frutas mais indicadas são abacaxi, morango, melancia e melão. 

  • Beba água de coco

O efeito diurético do álcool faz com que o organismo elimine muita água e minerais a cada ida ao banheiro. Considerada um isotônico natural, a água de coco é rica em diversos minerais, como sódio, magnésio e potássio, ideal para repor o que foi perdido com o álcool.

  • Beba água

A hidratação é fundamental para o processo de recuperação da ressaca. Por isso, lembre-se de beber água antes, durante e depois de consumir seus drinques. Você também pode espremer um limão na água, pois o fruto tem propriedades que auxiliam na reidratação do organismo.

  • Alimente-se bem

A ressaca faz com que o nível de açúcar no sangue caia drasticamente. Por isso, é importante consumir alimentos ricos em carboidratos para recuperar esta taxa. Algumas boas opções são macarrão, arroz e batata, por exemplo.

Lembre-se também de manter uma alimentação saudável e balanceada, com alimentos leves, como legumes e verduras. Evite carnes ou alimentos gordurosos, que são digeridos mais lentamente pelo organismo. 

Por Maria Gabriela Ortiz

Anúncios

Sobre Pitacos e Achados

Olá! Aqui você encontra dicas e pitacos para o seu dia a dia. Muitas novidades sobre moda, beleza, atualidades, comportamento, utilidades, entre outras. Aproveite!
Esse post foi publicado em Dicas e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

10 respostas para Teor alcoólico, como funciona a medição nas bebidas?

  1. Saltibum disse:

    É bom ficar na cervejinha mesmo.

    Curtir

  2. Observador disse:

    Interessante.

    Curtir

  3. Sempre Zem! disse:

    Como altera o teor alcoólico das bebidas 😦

    Curtir

  4. Sempre Alerta disse:

    Muito útil.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.