Frutas e diabéticos: o que comer e o que evitar

Algumas opções de frutas podem se tornar um risco para os diabéticos por causa do alto teor de açúcares

Apesar de comum, afirmar que o consumo de frutas é irrestrito é um mito. Essa afirmação, que circula pela Internet, estimula o excesso do alimento e preocupa os agentes de saúde.

Dados da última edição do Atlas de Diabetes da International Diabetes Federation (IDF) mostram que 463 milhões de pessoas estão com diabetes no mundo. Esse número corresponde a 9,3% da população mundial, sendo que mais da metade dos adultos com a doença ainda não foram diagnosticados. Os números ainda apontam que o diabetes tipo 2 é o mais presente e atinge 90% dos pacientes.

O diabético precisa ter cuidado ao consumir alimentos ricos em carboidratos, incluindo as frutas com maior teor de açúcares, como caqui, abacaxi, melancia, banana, figo e jaca. Uma das melhores formas de controlar o nível da glicose no sangue é ingerindo alimentos pouco açucarados e ricos em fibras.

Por isso, é importante ressaltar que a relação entre frutas e diabetes exige cuidado. Vamos saber mais sobre o assunto?

Diabetes tipo 1 e 2

O diabetes é caracterizado pela dificuldade em metabolizar a glicose, seja pela falta ou má atuação da insulina. O hormônio é responsável por transformar a glicose em energia e, por isso, um diabético precisa realizar o controle da glicose regularmente.

O diabetes mellitus pode ser dividido em alguns tipos, que possuem como característica o aumento da glicose no sangue. Veja a seguir os principais:

  • Tipo 1 – É caracterizado pela deficiência completa na produção de insulina. É o tipo de diabetes mais comum em crianças e adolescentes, e exige a aplicação diária de insulina para o controle da glicose.
  • Tipo 2 – É caracterizado pela insuficiência na produção ou resistência à insulina. É o tipo mais comum, em todo o mundo, e atinge principalmente pessoas acima de 40 anos. Em alguns casos, o paciente pode ser insulinodependente, pois também precisa aplicar insulina.

Veja, que no primeiro caso, o pâncreas não produz o hormônio, com isso, o açúcar permanece no sangue e não é transformado em energia por meio da metabolização. Já no segundo caso, há algum fator que causa a resistência à insulina, e isso provoca o aumento do açúcar no sangue. Você sabia disso? Acompanhe a coluna para conhecer mais fatos sobre a doença.

Frutas e diabéticos

A relação entre frutas e diabetes requer cuidado devido à alta concentração de carboidratos, como a glicose e a frutose, que elevam a glicemia.

Quando uma pessoa sem a doença consome uma fruta rica em carboidratos, como a banana, o organismo quebra as moléculas de açúcar e realiza a metabolização da glicose por meio da insulina. No caso de um indivíduo com diabetes, os altos níveis de glicose gerados pelo consumo da fruta podem causar diversos problemas por conta da dificuldade em metabolizar o açúcar.

Assim, a orientação para o diabético é realizar um consumo moderado de frutas, sem exageros. Além disso, é recomendado escolher as frutas considerando o índice glicêmico de cada uma, para que não ocorra um descontrole das taxas sanguíneas.

As frutas que possuem altos índices glicêmicos não precisam ser eliminadas do cardápio. Elas podem ser consumidas junto com outros alimentos para retardar a absorção de seus açúcares. Veja as nossas dicas abaixo:

  • Acrescente fibras, como granola, farelo de aveia, chia ou linhaça.
  • Adicione oleaginosas, como castanhas, amêndoas e macadâmias.
  • Associe ao consumo de alguma proteína, como iogurte natural ou leite desnatado.

Destaco ainda outras recomendações:

  • Consumir frutas com casca e bagaço.
  • Escolher frutas da época e orgânicas, preferencialmente.
  • Comer a fruta in natura, sem processá-la.

Quais frutas são recomendadas?

Felizmente, o diabético não precisa abrir mão do consumo de frutas para ter o controle da glicemia. Mas é importante seguir algumas recomendações para escolher as melhores opções.

As frutas mais indicadas para os diabéticos são as que possuem menos açúcares e mais fibras. Separei alguns bons exemplos:

  • coco – rico em fibras, potássio, fósforo e magnésio;
  • abacate – rico em gorduras boas, potássio e fósforo;
  • damasco – contém grandes quantidades de cobre e vitaminas A e E;
  • pera – contém potássio, fósforo, cálcio e magnésio;
  • maçã – com casca, uma maçã fornece até 20% das fibras diárias;
  • laranja – rica em fibras e vitamina C;
  • morango – fonte de vitamina C, fibras e antioxidantes.

Mesmo sendo permitidas em uma dieta para controle da glicemia, é importante que o consumo dessas e de outras frutas seja realizado com moderação. Nada de exagerar, certo?

Também é importante consultar um nutricionista ou nutrólogo para saber quais opções colocar no cardápio. Mesmo com vários benefícios, algumas pessoas precisam reduzir o consumo de frutas e montar pratos que supram suas necessidades nutricionais.

Quais frutas devem ser evitadas?

Apesar das recomendações que citei durante a coluna, não existe fruta proibida para o diabético. Contudo, algumas opções devem ter seu consumo controlado, pelo alto índice glicêmico.

O mais importante em uma dieta para diabéticos é evitar o consumo de frutas processadas, sucos concentrados, polpa de frutas com açúcar, frutas em calda, cristalizadas ou secas. Além disso, é importante consumir frutas em pequenas quantidades para que elas não se tornem vilãs no controle da glicemia.

Atenção às opções que possuem os maiores índices glicêmicos: caqui, abacaxi, goiaba, banana, mamão, manga, melão, melancia, uva, figo, jaca e ameixa-preta. Essas frutas podem elevar a glicemia, tornando mais difícil a metabolização do açúcar no paciente com diabetes.

Pitaco: Vale lembrar que a quantidade, forma de consumo e o acompanhamento também podem representar perigo. Consulte um profissional para montar um cardápio ideal para a sua realidade.

Anúncios

Sobre Pitacos e Achados

Olá! Aqui você encontra dicas e pitacos para o seu dia a dia. Muitas novidades sobre moda, beleza, atualidades, comportamento, utilidades, entre outras. Aproveite!
Esse post foi publicado em Saúde e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

19 respostas para Frutas e diabéticos: o que comer e o que evitar

  1. barbara1009 disse:

    Muito bom esse artigo, esclarecedor.

    Curtir

  2. Interessante, vou compartilhar

    Curtir

  3. Eu achando que não poderia comer nenhuma fruta.

    Curtido por 1 pessoa

  4. trilegalblog disse:

    Nada em exagero, principalmente em relação ao diabéticos.

    Curtir

  5. Juju Bela disse:

    Tudo sempre com moderação.

    Curtir

  6. Um ótimo artigo.

    Curtir

  7. Republicou isso em .

    Curtido por 1 pessoa

  8. srevistas disse:

    É muito bom saber.

    Curtir

  9. Fada Bela disse:

    Parabéns pelo artigo.

    Curtir

  10. Pingback: Frutas e diabéticos: o que comer e o que evitar – CURIOSIDADES NA INTERNET

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.